PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Diaz cala falastrão e finaliza McGregor em verdadeira guerra no UFC

Danilo Lavieri

Do UOL, em Las Vegas (EUA)

06/03/2016 03h02

Nate Diaz chocou o mundo ao derrotar Conor McGregor na madrugada deste domingo (6), em Las Vegas, nos Estados Unidos. Depois de uma semana de provocações, o norte-americano calou o falastrão irlandês e o derrotou com um mata-leão no segundo round do UFC 196.

O triunfo de Diaz encerra a sequência invicta do europeu de 15 lutas e, definitivamente, tira a aura de estrela imbatível que McGregor vinha alimentando, especialmente após vencer José Aldo em 13 segundos. Para aumentar o êxito, o vencedor teve menos de duas semanas para se preparar após ser avisado de última hora que poderia substituir Rafael dos Anjos, que quebrou o pé e colocaria o cinturão dos leves em jogo.

˜Estão surpresos, filhos da mãe? Eu não", disse Diaz logo após a vitória para o delírio da quase lotada arena MGM. Quem aproveitou para se manifestar foi José Aldo, que pediu a revanche, e Fabrício Werdum, que não escondeu o ódio pelo irlandês.

A luta se desenvolveu como uma verdadeira guerra. Nate Diaz mostrou que tem o queixo duro ao resistir aos diversos socos do irlandês que entraram de maneira clara, tanto que seu rosto começou a sangrar logo no início do combate. Sem se importar e com não tanta técnica, o norte-americano foi para cima e transformou o combate em uma guerra.

Se, no primeiro round, McGregor mostrou superioridade ao lutar até de baixa guarda, no segundo, os golpes de Diaz passaram a entrar e chegaram a deixar o irlandês zonzo. Nitidamente cansado, puxando ar, o campeão dos penas tentou levar o norte-americano para o chão e foi surpreendido ao ficar por baixo. Diaz, então, passou a trabalhar um pouco no ground and pound e encaixou a finalização.

˜Eu tentei subir de categoria, tentei uma chance, e não deu certo. Ele foi mais eficiente do que eu, hoje eu não funcionei˜, lamentou McGregor. 

MMA