PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Dos Anjos desdenha "cinturões amadores" de McGregor e vê irlandês com medo

Rafael dos Anjos está confiante em manter cinturão do UFC - AP Photo/Brandon Wade
Rafael dos Anjos está confiante em manter cinturão do UFC Imagem: AP Photo/Brandon Wade

Do UOL, em São Paulo

14/01/2016 16h45

O campeão dos leves do UFC, Rafael dos Anjos, não está preocupado com a possibilidade de perder seu cinturão para Conor McGregor no dia 5 de março, em Las Vegas.

Em entrevista ao site MMA Fighting, o campeão ressaltou que o rival não conseguirá repetir o feito conquistado em seu país, quando deteve dois cinturões do evento Cage Warriors.

“A divisão dos leves do UFC não é como o cinturão que ele conquistou na Irlanda, quando ele lutou com um cara que tinha cartel de duas vitórias e sete derrotas. É um mundo diferente. Ele lutou contra caras que nem tem páginas no Sherdog (site especializado em lutadores profissionais de MMA). Ele detém cinturões de um show amador na Irlanda. É uma história completamente diferente ter dois cinturões no UFC”, declarou Rafael dos Anjos.

Geralmente respeitoso, Rafael dos Anjos mudou o tom ao provocar o irlandês, questionando a relevância de seus cinturões e dizendo que nenhum tipo de provocação irá afeta-lo.

“A divisão dos leves é diferente. Todo mundo provoca. Anthony Pettis provocou antes da luta, Donald Cerrone também. Viram o que aconteceu? Eu deixarei ele falar e então vamos ver o que acontece. Espero que ele esteja treinando duro. Eu acho que ele vai ficar assustado assim que eu acerta-lo”, projetou dos Anjos, que ainda complementou.

“Eu não sinto nenhuma pressão. Eu tenho que tomar conta da minha família, da minha equipe e do meu legado. É só mais uma luta. Não há nada de especial nesta luta. Eu estou apenas feliz em poder colocar minhas mãos neste cara e o fazer abaixar a bola. Eu acho que a parte mais difícil deste camp será não colocar minhas mãos nele antes que a luta aconteça”, avaliou o campeão.

Por fim, Rafael dos Anjos destacou que o confronto é interessante para McGregor por ele não ter nada a perder. De acordo com o campeão, caso McGregor vença, ele será tratado como o cara imbatível, mas caso perca, continuará sendo o campeão dos penas, algo que ele também perderia caso tivesse aceitado enfrentar Frankie Edgar ou José Aldo. Para o brasileiro, até mesmo a provocação de McGregor ao dizer que ele “traiu seu povo” foi totalmente calculada.

“Não faz o menor sentido. Nós temos vários brasileiros nos Estados Unidos. Isso não significa que traímos a nossa pátria. Eu tenho filhos e me mudei por diferentes razões, como ter melhores parceiros de wrestling aqui. Acho que foi uma forma frustrada de tentar atrair a torcida dos brasileiros. Esse cara está fora de si. Ele vai tentar fazer o máximo para bagunçar a minha cabeça. Eu não o odeio, mas os brasileiros, sim. O Brasil está ao meu lado”, concluiu. 

MMA