PUBLICIDADE
Topo

MMA


Sonnen dá aval a substituto falastrão no UFC: 'amo tudo em Conor McGregor'

Do UOL, em São Paulo

06/11/2014 08h33

Por muitos anos, Chael Sonnen foi o falastrão número 1 do UFC, o lutador mais polêmico da organização, aquele que falava as coisas mais inusitadas e que, consequentemente, conseguia as melhores lutas e ajudava a ampliar a venda de pay-per-views. Após ser punido por doping e se aposentar, ele deixou vago este espaço. Mas a cadeira nem esfriou: Conor McGregor pintou como o “novo Sonnen”, inclusive colocando brasileiros na mira de suas falas. E agora o irlandês tem o aval de seu antecessor.

“Eu amo tudo o que Conor McGregor está fazendo” afirmou Sonnen, ao podcats do locutor Bruce Buffer. “Ele entretém e é um lutador fantástico. Ele lidou com muita pressão quando lutou em casa, na Irlanda, mas vendeu todos os ingressos, encheu a arena e tudo ficou em torno dele. E Conor acabou com Diego Brandão em menos de cinco minutos.”

O peso pena já surge como possível desafiante ao cinturão de José Aldo – após sua próxima luta, em janeiro. Ele esteve no Rio de Janeiro assistindo ao combate entre o manauara e Chad Mendes, e roubou a cena desafiando o campeão. Aldo respondeu que McGregor é o “bobo da corte” na sua divisão.

Sonnen elogiou o jeito como o irlandês se promove. “Quando as pessoas veem McGregor falando e dizem que ele faz ‘trash talk’, eles não estão ouvindo o que ele fala. Muito do que ele fala é verdade. Ele nem sempre está botando os rivais para baixo, mas está levantando a si próprio. Ele está aí para entreter, ele tem algo a dizer”, disse o especialista neste tipo de marketing.

O norte-americano ficou famoso principalmente pela rivalidade com Anderson Silva, mas destilou suas pérolas em direção a Minotauro, Wanderlei Silva e até para o Brasil como país, disparando preconceitos que causaram raiva em muitos fãs e não fãs de MMA. No caso de McGregor, a rivalidade com Aldo já é grande. Ele participou de um evento com fãs no Rio, e ouviu muitos insultos. Para o UFC, este clima quente só traz benefícios.

“Conor tem grandes estratégias, um visual único e uma facilidade para falar. E, para falar de suas habilidades, ele é bom o bastante para bater os três maiores pesos penas? Bom, aí não sei. Teremos de esperar para ver. Eu ficarei muito impressionado se ele conseguir”, concluiu Chael Sonnen.

Quinto no ranking, McGregor tem combate marcado contra Dennis Siver, em 18 de janeiro. Mais um triunfo, e o papel de desafiante de José Aldo pode ser confirmado pelo Ultimate.

McGregor estreou no UFC em abril de 2013 e, desde então, venceu quatro lutas, sendo três por nocaute. Seus grandes momentos foram o triunfo sobre o brasileiro Diego Brandão, em Dublin, e a recente vitória para cima de Dustin Poirier, no UFC 178.

MMA