UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/lutas/vale-tudo/ultimas-noticias/2011/08/28/na-terra-do-jiu-jitsu-ufc-rio-termina-sem-finalizacao-e-dana-comemora-economia.htm
  • Na terra do jiu-jitsu, UFC Rio termina sem finalização; Dana comemora 'economia'
  • 22/01/2020
  • UOL Esporte - Lutas
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra

UFC Rio

Tudo sobre a edição 134 do evento, dia 27/08, no Rio de Janeiro

Arte/UOL
Anderson Silva acerta Okami, em um dos três nocautes nas lutas principais no Rio

Anderson Silva acerta Okami, em um dos três nocautes nas lutas principais no Rio

28/08/2011 - 19h01

Na terra do jiu-jitsu, UFC Rio termina sem finalização; Dana comemora 'economia'

Jorge Corrêa e Maurício Dehò
No Rio de Janeiro

A volta do UFC ao Brasil, para a edição carioca do evento, no último sábado, tinha um objetivo claro: retornar à terra que criou o MMA. Mas a fama dos brasileiros pelo jiu-jitsu, que resultou na invenção do vale-tudo, não entrou no octógono. Apesar de três vitórias arrasadoras, nenhum combate na HSBC Arena acabou com finalização.

O UFC teve início em 1993, tendo como principal objetivo comparar estilos de luta. Criado por Rorion Gracie, o evento teve como primeiro campeão o irmão Royce, justamente apostando no jiu-jítsu aperfeiçoado pela família.

Mas, no Rio, o presidente do UFC Dana White até brincou durante a coletiva de imprensa e festejou a chance de economizar algum dinheiro. Tradicionalmente, são pagos prêmios para melhor luta, nocaute e finalização da noite.

O bônus de melhor luta da noite foi para confronto em que Edson Barbosa venceu Ross Pearson, por pontos. E, curiosamente, o prêmio de melhor nocaute foi de Rodrigo Minotauro.

O peso pesado baiano é conhecido por sua técnica de luta no chão, mas não conseguiu executá-la contra o norte-americano Brendan Schaub. Após tentativas frustradas de derrubar o rival, acompanhadas por gritos da torcida de "chão! chão!" a vitória acabou acontecendo por nocaute ainda no primeiro assalto.

O combate que ficou mais próximo de uma finalização foi o do policial do Bope Paulo Thiago, que quase encaixou um mata-leão em David Mitchell nos segundos finais de confronto. No entanto, o norte-americano conseguiu se defender bem da investida e o brasiliense acabou vencendo apenas por pontos.

Resultados:
Anderson Silva (BRA) vence Yushin Okami (JAP), por nocaute no 2º round
Maurício Shogun (BRA) vence Forrest Griffin (EUA), por nocaute no 1º round
Edson Barboza (BRA) vence Ross Pearson (ING), por pontos
Rodrigo Minotauro (BRA) vence Brendan Schaub (EUA), por nocaute no 1º round
Stanislav Nedkov (BUL) vence Luiz “Banha” Cane (BRA), por nocaute no 1º round
Thiago Tavares (BRA) vence Spencer Fisher (EUA), por nocaute técnico no 2º round
Rousimar ‘Toquinho’ Palhares (BRA) vence Dan Miller (EUA), por pontos
Paulo Thiago (BRA) vence David Mitchell (EUA), por pontos
Raphael Assunção (BRA) vence Johnny Eduardo (BRA), por pontos
Erick Silva (BRA) vence Luis Beição Ramos (BRA), por nocaute no 1º round
Iuri Marajó (BRA) vence Felipe Sertanejo (BRA), por pontos
Yves Jabouin (CAN) vence Ian Loveland (EUA), por pontos

 

Placar UOL no iPhone