PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Anderson Silva cancela aposentadoria e diz que vai continuar competindo

Anderson Silva durante a pesagem oficial da luta contra Urial Hall - Jeff Bottari/Getty Images
Anderson Silva durante a pesagem oficial da luta contra Urial Hall Imagem: Jeff Bottari/Getty Images

Colaboração para o UOL

21/11/2020 18h53

Anderson Silva desistiu de se aposentar. Recentemente ele fez o que seria a luta de despedida, contra Uriah Hall, que venceu o combate. Mas hoje o brasileiro publicou no Instagram que pretende continuar competindo no MMA.

A luta contra Hall foi divulgada como a última de Anderson Silva. Mas logo depois da derrota, ele já disse que "era difícil dizer" se aquela era realmente uma despedida.

Agora Anderson confirmou a vontade de voltar a lutar.

"Não perdi o principal, a vontade e o desejo de continuar fazendo o que amo. Ainda tenho o espírito guerreiro e, além dessa chama no meu coração que me motiva, tenho total convicção de que sou capaz de continuar competindo no MMA", afirmou Anderson em mensagem publicada no Instagram.

O "Spider" não esclareceu uma polêmica que surgiu nessa semana sobre o contrato dele com o UFC. Teoricamente ele tinha mais uma luta para cumprir no acordo. Mas o presidente do UFC, Dana White, disse que não pretendia oferecer nenhuma luta para Anderson.

O site MMA Fighting publicou que Anderson chegou a um acordo para rescindir o contrato com o UFC. Dana White não confirmou essa informação.

Na mensagem publicada hoje, Anderson deu a entender que está "livre" do contrato, mas não deixou isso claro.

"Vou deixar claro, para todos os meus fãs, que o momento e de alegria e de muita gratidão! Sinto-me livre, depois de tentarem forçarem a minha aposentadoria!", escreveu Anderson.

Por fim, o "Spider" escreveu que agora está aproveitando as férias para planejar a carreira.

"Aproveito esse momento para refletir sobre a minha carreira e traçar os meus próximos passos", concluiu Anderson.

Esporte