PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Vou para lutar de verdade', diz Mike Tyson antes de luta aos 54 anos

Mike Tyson - STEVE MARCUS
Mike Tyson Imagem: STEVE MARCUS

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/10/2020 18h04

O mundo do boxe já iniciou contagem regressiva para um dos momentos mais esperados dos últimos tempos: a volta de ninguém menos que Mike Tyson ao ringue. Aos 54 anos, o ex-campeão mundial dos peso-pesados se prepara para enfrentar Roy Jones Jr. daqui a menos de um mês — a luta será realizada no dia 28 de novembro, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

E engana-se quem pensa que se trata apenas de uma exibição. Em entrevista coletiva virtual hoje, "Iron Mike" garantiu que o confronto será para valer.

"Não entendi [a pergunta] sobre não ser uma luta real", disse Mike Tyson em resposta a um jornalista. "Estou indo para lutar de verdade, espero que ele [Roy Jones Jr.] também."

"Acho que eu estou numa ótima fase. Eu tenho treinado demais. Num primeiro momento eu fui meio resistente à ideia, mas o que um adversário poderia fazer para mim que eu não poderia me defender? O que mais eu teria a perder? Aí me ofereceram algumas oportunidades aqui e ali e agora estou pronto para isso", disse em outro momento.

Será a primeira vez de Mike Tyson em cima de um ringue em 15 anos. A última luta oficial do peso-pesado foi no dia 11 de junho de 2005, em Washington, quando foi derrotado por Kevin McBride por desistência no sétimo round.

Ao todo, Mike Tyson conta com 58 lutas na carreira — 50 vitórias, seis derrotas e dois "no contests". Ele foi duas vezes campeão mundial dos pesos-pesados, entre 1986 e 1990 e em 1996. O Conselho Mundial de Boxe (WBC) vai oferecer ao vencedor do dia 28 de novembro o "Frontline Battle Belt", um novo cinturão, mas sem valor de título mundial.

Adversário de Tyson daqui a um mês, Roy Jones Jr., de 51 anos, também se mostrou empolgado com a oportunidade.

"Eu ainda tenho meu boxe comigo, meu jogo ainda está aqui. Ele [Tyson] está treinando bem. Nós somos dois lutadores explosivos. Parece que estamos jovens de novo. Não dá para fazer a luta acelerada como em outros tempos, mas olhem o que eu e ele estamos treinando", disse.

"Eu vou entrar no ringue contra um dos caras mais perigosos de todos os tempos. Ele é o melhor peso pesado de todos os tempos, acho que isso é motivo suficiente para eu estar bem preparado", completou.

Esporte