PUBLICIDADE
Topo

Paparazzi

Kyra Gracie brinca sobre isolamento: 'Às vezes, durmo em outro quarto'

Pentacampeã mundial de jiu-jítsu diz que período de isolamento tem servido para autoconhecimento e proximidade com a família - Reprodução/eumalvinosalvador
Pentacampeã mundial de jiu-jítsu diz que período de isolamento tem servido para autoconhecimento e proximidade com a família Imagem: Reprodução/eumalvinosalvador

Do UOL, em São Paulo

18/07/2020 12h00

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, manter o isolamento social não tem sido tarefa fácil para todo mundo - inclusive para o casal Kyra Gracie e Malvino Salvador.

Durante live da revista Vogue Brasil, a pentacampeã mundial de jiu-jítsu lembrou ocasiões até que os dois tiveram que dormir em quartos separados.

"Tive momentos difíceis. Falei para o Malvino que às vezes preciso dormir no outro quarto. E dormi umas quatro vezes já", contou, rindo. "São 24 horas juntos, por mais que o relacionamento seja maravilhoso, preciso de um tempo para ficar sozinha."

O isolamento em família, segundo Kyra Gracie, tem servido para buscar autoconhecimento. Para ela, trata-se de "um momento de adaptação".

"Tem horas que a gente se pergunta: 'Caraca, até quando vai durar?' A gente vai ficar em casa. É um período que tento me entender, que me questiono. Será que tenho resiliência de verdade? Será que consigo?", disse Kyra, que tem aproveitado o isolamento para permanecer perto da família.

"Foi interessante porque as duas ficaram muito mais próximas. A mais nova (Kyara) implica com a mais velha (Ayra), que é um amor. E comecei a podar. Não quero que a Kyara mande nas pessoas. E trabalhei com a Ayra para se impor, de falar para a irmã que não pode fazer aquilo. E foi uma transformação. É um lado bom que vivi na quarentena", completou.

Além de ter Ayra, cinco anos, e Kyara, quatro anos, Kyra espera está grávida do terceiro filho do casal, que deve nascer em dezembro — Malvino ainda tem uma filha, Sofia, 11 anos, de outro relacionamento. Segundo Kyra, permanecer com as filhas e o marido em casa tem sido positivo neste momento.

"Ele adora dar aulas para as meninas, ensina letras, tem a maior paciência. Ele é muito calmo. Quando ele precisa fazer outras coisas, a gente troca. Tirei os móveis da sala e coloquei um tatame. Ficamos rolando lá, fica cheio de bonecas. Elas adoram, é uma diversão", descreveu ela — que, apesar da animação, não pretender ter mais filhos depois do próximo parto.

"Está sendo um ótimo momento para curtir, as crianças estão super-animadas. Mas fechei a fábrica com menino."

Paparazzi