PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Amanda Nunes rebate críticas e crava: "Sou a melhor de todos os tempos"

Amanda Nunes com seus dois cinturões - André Shiliro
Amanda Nunes com seus dois cinturões Imagem: André Shiliro

Brenda Mendes

Do UOL, em São Paulo

14/12/2019 10h00

A lutadora de MMA Amanda Nunes falou em uma entrevista coletiva sobre sua carreira vitoriosa e o próximo embate no UFC. A atleta brasileira defenderá o cinturão da categoria peso-galo amanhã (15) contra a holandesa Germaine de Randamie pelo card principal do UFC 245 em Las Vegas, a luta tem início previsto para 1h (de Brasília).

Grata por suas conquistas, a baiana esbanja confiança ao falar de seus méritos como lutadora e rebate críticas sobre arrogância: "E eu vou falar que eu não sou (a maior de todos os tempos)? Eu conquistei o auge da minha carreira com o que eu faço. Você quer chegar no topo. E eu vou falar o quê? Trabalhei para isso. Ganho mais do que meus amigos, porque trabalhei para isso. A vida é assim: uns ganham e outros perdem. Quando eu falo que sou a melhor, não é porque quero ser boçal. Venho provando e mereço respeito. Minha equipe e eu merecemos respeito".

A primeira brasileira a se tornar campeã do UFC e a única a ter conquistado dois cinturões de pesos diferentes encontra motivação para continuar lutando em alto nível ao admirar suas conquistas em casa: "Minha motivação é acordar e ver meu cinturão em casa todos os dias. Eu busco continuar aqui, no topo mais alto do mundo como a melhor de todos os tempos".

Protagonista de uma carreira impecável, a brasileira reúne em seu cartel de lutas no MMA 18 vitórias, 4 derrotas e nenhum empate. Cerca de 72% de seus triunfos foram por nocaute, Amanda acumula nove vitórias seguidas e está sem perder desde março de 2015.

Amanda vai enfrentar pela segunda vez Randamie, a primeira luta aconteceu em novembro de 2013, quando a campeã brasileira estava iniciando sua trajetória pelo UFC e conseguiu uma vitória expressiva. Sua adversária está em primeiro lugar no ranking dos pesos-galo, atrás apenas de Amanda. Sobre a luta de sábado, a atleta fez projeções sobre o confronto contra a holandesa: "Com certeza a Germaine evoluiu bastante e eu acredito que pode ter uma opção de usar o jiu jitsu, o wrestling e posso também usar o strike com ela. Vai depender do rumo que a luta vai tomar, tem que ter tranquilidade e esperar o momento certo".

Ansiosa para entrar no octógono e confiante de sua vitória, Amanda Nunes garante que o cinturão volta para casa: "Minha vida nesses últimos anos foi corrida, eu sempre estive em grandes cards e estou acostumada a estar, com certeza a bandeira do Brasil vai brilhar porque com certeza esse cinturão volta para casa comigo. Eu estou muito ansiosa para essa luta, é uma grande luta, eu estou muito feliz e a bandeira do Brasil vai brilhar".

Quando questionada sobre um possível embate contra a lutadora brasileira Ketlen Vieira, Amanda afirma estar pensando apenas no próximo confronto e aguarda sua definição para o que está por vir: "Foco é a Germaine, depois da luta podemos falar do futuro. Vamos ver o que vai acontecer, tanto eu como a Ketlen temos uma luta agora e o que rolar rolou. Estou aqui para defender o cinturão, não para escolher adversário. O UFC oferece a luta e eu pego. O que acontecer no final de semana vai definir quem será a próxima".

MMA