PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Investigação aponta que Tiger Woods não desacelerou carro, diz site

Carro de Tiger Woods precisou ser guinchado após acidente - GENE BLEVINS/REUTERS
Carro de Tiger Woods precisou ser guinchado após acidente Imagem: GENE BLEVINS/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

20/03/2021 09h58

Tiger Woods teria acelerado seu carro pouco antes do acidente que o deixou hospitalizado no dia 23 de fevereiro em uma rodovia no condado de Los Angeles (EUA), perto da cidade de Rancho Palos Verdes. Segundo informações obtidas pelo site TMZ sobre as investigações do acidente, o golfista não tentou frear o veículo quando saiu da estrada e nem tirou o pé do acelerador.

O departamento policial responsável pelas investigações informou ao site norte-americano que ainda está buscando evidências do acidente e dados da caixa preta do SUV. Mas por enquanto, a informação que se tem é que Tiger Woods não executou nenhuma ação para evitar o acidente depois de ter perdido o controle do carro.

De acordo com os vários vídeos analisados no percurso do veículo, o golfista estava dirigindo normal e não em alta velocidade. Porém, segundo a polícia, houve uma aceleração, e o carro estava em alta velocidade quando perdeu o controle e saiu da rodovia.

Ao mesmo tempo, o departamento policial disse ao TMZ que não havia evidência de consumuo de álcool pelo jogador, mas que não foi feito pedido para exame de sangue. Após o acidente, Tiger Woods afirmou que não se lembrava da ocorrência.

Por causa do acidente, em que seu carro capotou várias vezes, Tiger Woods sofreu graves lesões nas pernas e teve de passar por cirurgia. O golfista estava em recuperação de uma cirurgia nas costas e havia se afastado temporariamente do esporte.

Esporte