! Atlético-PR vence por 2 a 0, foge da degola e deixa Lusa na lanterna - 13/09/2008 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

13/09/2008 - 20h16

Atlético-PR vence por 2 a 0, foge da degola e deixa Lusa na lanterna

Do UOL Esporte
Em Curitiba
Na reestréia do técnico Geninho, o Atlético-PR derrotou a Portuguesa por 2 a 0, neste sábado, na Arena da Baixada e deixou a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com gols de Júlio César e Antônio Carlos, no segundo tempo, o Rubro-Negro ajudou a afundar um pouco mais o time paulista, que agora é o lanterna da competição.

Depois de uma grande mobilização, desde a derrota por 4 a 0 para o Goiás, há dez dias, o Furacão alcançou o objetivo, considerado vital pelo técnico Geninho, pois a Lusa era um adversário direto na disputa para escapar da zona fatal. Com os três pontos, o time saltou do 18º para o 15º lugar, com 26 pontos.

A Portuguesa amargou sua sexta partida sem vitória no segundo turno, nas quais marcou apenas um ponto, no empate por 1 a 1 com o Atlético-MG. Com isso, o time despencou na classificação e termina a 25ª rodada na lanterna, com 23 pontos.

Foi o 13º jogo entre os dois times, em Campeonatos Brasileiros e a terceira vitória atleticana. Nas demais partidas houve oito empates e dois triunfos da Lusa.

Na próxima rodada, domingo (21), o Furacão recebe o Grêmio, às 16h, na Arena da Baixada. A Lusa também joga em casa, diante do Botafogo, às 16h, no Canindé.

O jogo

Ao contrário do que esperava a torcida atleticana, o jogo começou bastante equilibrado e com muitos erros, por parte de ambas as equipes.

O primeiro lance de alguma emoção saiu dos pés do atleticano Netinho, aos 16 minutos. Ele cobrou uma falta, do lado esquerdo da área, e acertou a rede, pelo lado de fora.

A Lusa, porém, não se intimidava e, por duas vezes, ameaçou a meta atleticana. Aos 19 minutos, Preto recebeu livre, mas chutou fraco e facilitou a defesa de Galatto. Aos 21, Edno desceu pela esquerda e bateu de curva. O goleiro atleticano defendeu no susto.

Na sua melhor chance, o Furacão chegou com muito perigo, aos 24 minutos. Depois de um cruzamento da direita, Júlio César desviou de cabeça e a bola passou a centímetros do bico da chuteira de Rafael Moura, dentro da pequena área.

No intervalo, o técnico Geninho reclamou. Disse que o time precisava jogar com mais velocidade e rodar a bola. Os jogadores ouviram o treinador e o gol saiu logo aos 4 minutos do segundo tempo.

Netinho escapou pela esquerda e fez um cruzamento perfeito para Júlio César. Na segunda trave, o atacante só teve o trabalho de cabecear e colocar o Furacão em vantagem no jogo.

Netinho fazia a diferença nas bolas levantadas na área. Aos 13 minutos, o meia trabalhou bem novamente e fez novo cruzamento, desta vez para o zagueiro Antônio Carlos, que subiu e ampliou para 2 a 0.

A Portuguesa tinha até mais posse de bola que o Rubro-Negro, mas não conseguia converter o domínio em lances de gol.

Depois de construir o resultado que lhe garantia a fuga da zona de rebaixamento, o Furacão passou a se defender. Embora tentasse pressionar, nos minutos finais da partida, a Lusa não conseguiu reagir e deixou a Arena na lanterna do campeonato.

ATLÉTICO-PR 2 X 0 PORTUGUESA

Atlético-PR
Galatto; Rhodolfo, Antônio Carlos e Danilo; Alberto, Valência, Fernando (Chico), Ferreira (Alan Bahia) e Netinho; Rafael Moura e Júlio César (Kelly)
Técnico: Geninho

Portuguesa
Sérgio; Patrício, Bruno Rodrigo e Halisson; Dias (Rai), Gavilán (Felipe Gabriel), Carlos Alberto e Preto e Edno; Jonas (Vaguinho) e Washington.
Técnico: Estevam Soares

Data: 13/09/2008, sábado
Horário: 18h20 (de Brasília)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Sergio da Silva Carvalho (DF)
Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e Nilson Alves Carrijo (DF)
Gols: Júlio César, aos 4 min; Antônio Carlos, aos 13 min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Alberto, Danilo, Valência (Atlético-PR); Halisson, Jonas (Portuguesa)
Público: 15.638 pagantes
Renda: R$ 228.322,00

Hospedagem: UOL Host