! Bahia reabilita o ABC e cai para o terceiro lugar na Série C - 21/10/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

21/10/2007 - 20h16

Bahia reabilita o ABC e cai para o terceiro lugar na Série C

Do UOL Esporte
Em Salvador
Em uma partida com sete gols e quatro expulsões, o Bahia foi derrotado por 4 a 3 para o ABC, pela terceira rodada do octogonal final do Campeonato Brasileiro da Série C, neste domingo, em Natal.

Com o resultado, a equipe do técnico Arturzinho caiu do primeiro para o terceiro lugar da competição, com seis pontos, enquanto os potiguares subiram do sexto para o quarto lugar, com quatro pontos.

A liderança voltou às mãos do Atlético que venceu o clássico goiano contra o Vila Nova, por 3 a 1, no Serra Dourada. Em Itumbiara, o Bragantino fez 2 a 1 no Crac, e também foi a sete pontos, mas perde para o Atlético-GO no saldo de gols. Em Teresina, Barras e Nacional-PB empataram sem gols e continuam nos últimos lugares da tabela.

Logo em seu primeiro ataque o Bahia abriu o placar. Neto Potiguar tabelou com Ávine e cruzou na cabeça de Moré, que marcou o terceiro gol nas duas últimas partidas.

Aos 8min, os visitantes quase ampliam em jogada individual de Neto Potiguar, que teve o arremate interceptado pela zaga. O Bahia continuou dominando até os 23min, quando o ABC criou sua primeira chance de empatar, com uma cabeçada de Wellington por cima.

A pressão intensificou-se e o gol dos anfitriões saiu aos 33min, após uma falha de Marcone, que entregou de presente para Juninho Petrolina igualar a contagem.

Aos 46min, Juninho Petrolina cruzou da direita e a bola bateu no braço de Eduardo, dentro da área. Apesar das contestações dos jogadores do Bahia, o árbitro Antônio Hora Filho marcou pênalti e ainda expulsou o zagueiro, que já havia recebido cartão amarelo.

Wallyson bateu e fez o gol da virada potiguar. Mesmo com um jogador a menos, o Bahia voltou melhor no segundo tempo e empatou aos 5min, em bela cobrança de falta de Elias, que encobriu a barreira e mandou a bola no canto direito de Raniere.

Logo após o gol o técnico Arturzinho trocou o atacante Neto Potiguar por Émerson a fim de recompor o esquema com três zagueiros desmontado após a expulsão de Eduardo. Mas Emerson nem chegou a tocar na bola e o ABC voltou a desempatar, também em cobrança de falta de Alan.

Arturzinho tentou corrigir colocando o meia Inho baiano no lugar de outro zagueiro, Cléber Carioca. Mas foi o ABC quem marcou de novo aos 27min, quando Nêgo avançou até a meia-lua e tocou para Wallyson fazer 4 a 2.

Aos 32min, Fabiano foi expulso e o Bahia voltou a equilibrar as ações. Aos 35min, o o time de Arturzinho mandou uma bola no travessão, em chute disparado por Elias.

Nos acréscimos, o árbitro expulsou mais dois jogadores: Rogério, do Bahia, e Eder do ABC. E aos 51min, Harley fez o terceiro do Bahia, após cruzamento de Inho Baiano. Após o apito final, Antônio Hora Filho foi cercado pelos jogadores do Bahia, inconformados com a arbitragem.

ABC
Raniere; Fabiano, Ben-Hur e Alan; Nêgo, Adelmo, Wellington (Joassis), Juninho Petrolina (Lau) e Rogerinho (Éder); Wallyson e Fábio Silva
Técnico:Ferdinando Teixeira

BAHIA
Márcio, Cléber Carioca (Inho Baiano), Eduardo e Rogério; Marcone, Dudu, Emerson Cris, Elias e Ávine; Moré (Harley) e Neto Potiguar (Emerson)
Técnico: Arturzinho

Data: 21/10/2007
Local: Frasqueirão, em Natal
Árbitro: Antônio Hora Filho (SE)
Auxiliares: Ivaney Alves de Lima (SE) e Edmo Oliveira Santos (SE)
Cartões amarelos: Nêgo, Adelmo, Fabiano, Juninho Petrolina, Marcone
Cartão vermelho: Eduardo, Fabiano, Eder e Rogério

Hospedagem: UOL Host