! Grêmio decepciona e perde invencibilidade ante o Esportivo - 21/03/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  21/03/2007 - 21h23
Grêmio decepciona e perde invencibilidade ante o Esportivo

Da Redação
Em Porto Alegre

O Grêmio, já campeão antecipado do grupo 2 do Campeonato Gaúcho, recebeu o Esportivo no Estádio Olímpico, na noite desta quarta-feira, e decepcionou sua torcida, pois perdeu por 2 a 1, de virada. O resultado incomoda devido ao fato de que com ele se foi a invencibilidade que vinha sendo mantida no Estadual, mas o importante é que o clube já está garantido nas semifinais da competição, sem precisar passar pela segunda fase, que reunirá os segundos e terceiros colocados das duas chaves.

CÁSSIO NA SELEÇÃO
Reuters
O goleiro Cássio, do Grêmio, atletas de apenas 19 anos, foi pego de surpresa no final da manhã desta quarta-feira, ao ser convocado pelo técnico Dunga para servir a seleção brasileira nos amistosos contra Chile e Gana. A decisão foi conseqüente de lesão de Helton, do Porto, que foi cortado.
LEIA MAIS
INTER EMPATA E CAI NA TABELA
O resultado foi ótimo para o Esportivo, que chegou aos 21 pontos e recuperou a vice-liderança do grupo, atrás apenas do Grêmio. A terceira e última vaga está agora com o Caxias, clube que derrotou o São José de Porto Alegre por 2 a 1 na abertura da rodada, na tarde desta quarta, na capital gaúcha, e totalizou 20.

No final de semana ambos voltam a jogar, na antepenúltima rodada da primeira fase. O Grêmio, sábado, outra vez em casa, pega o Guarani de Venâncio Aires, enquanto o Esportivo fará o clássico da serra, contra o Caxias, no domingo.

Nessa partida de sábado o Grêmio deverá utilizar um time formado basicamente por reservas, porque na terça-feira tem compromisso pela Libertadores da América, competição prioritária para o clube no semestre. Receberá o Tolima, da Colômbia, no Olímpico.

O jogo
Como era o time em campo que precisava somar pontos, diante de um adversário já classificado, o Esportivo se revelou ambicioso no começo do confronto e apostou no experiente atacante Zé Alcino, ex-Grêmio, que começou a explorar o espaço às costas do lateral Lúcio.

Foi assim que aos 8min a bola foi cruzada rasteira para a pequena área e o zagueiro Schiavi teve que se esticar para salvar a escanteio.

A primeira vez em que o Grêmio chegou ao ataque foi aos 13. O volante Nunes avançou sem marcação e inesperadamente arriscou um chutão lá da intermediária, obrigando o goleiro Donizetti a uma defesa difícil, voando para o canto direito e espalmando a bola.

A abertura do placar veio aos 21, em outro chute de longa distância. Dessa vez foi Tcheco, que de longa distância bateu, até sem muita força, mas Donizetti pulou atrasado e viu a bola entrar rasteira no seu canto direito.

Aos 24, numa cobrança de falta, Deives Thiago esteve perto de decretar o empate, mas a bola raspou o travessão de Saja e foi para fora. Na seqüência o Esportivo seguiu buscando achar o caminho do gol, mas mandava a bola sem direção para a grande área e ela só cruzava a frente da meta de Saja, sem maiores sustos.

Aos 33 a melhor chance do time da serra. Em outra falta frontal à meta gremista, Sananduva chutou no ângulo, mas Saja conseguiu mandar para escanteio. Era o melhor momento do Esportivo na partida e, por merecimento, o empate acabou ocorrendo aos 41. Após outro levantamento da direita, Caio dominou, girou na frente de Schiavi e acertou o canto inferior esquerdo de Saja.

No intervalo, o volante Lucas comentou "sofremos o empate num momento de desatenção na marcação, mas temos todas as condições de buscar a vitória no segundo tempo".

O Esportivo, entusiasmado com o bom desempenho na etapa inicial, voltou com uma mudança no seu ataque, visando virar o jogo e encaminhar de forma ainda melhor sua classificação no campeonato. Saiu Zé Alcino e entrou Anderson Catatau.

E foi Catatau, logo aos 5min, quem quase virou a partida. No levantamento para a área ele subiu mais que os zagueiros e seu cabeceio acertou o poste de Saja. O Grêmio reagiu imediatamente e aos 6 e 7min perdeu duas oportunidades claras, a primeira com Jhonatan e a segunda com Carlos Eduardo, que desperdiçou da pequena área, quando estava sem marcação.

No contra-ataque, aos 14, Anderson Catatau desperdiçou outra chance de virar o jogo a favor do Esportivo, ao invadir a área, driblar Schiavi, mas na saída do goleiro Saja chutou em cima desse.

Mano Menezes, técnico do Grêmio, promoveu duas mudanças na sua equipe, que não se achava em campo. Entraram Diego Souza e Aloísio, respectivamente nos lugares de Gavilán - de estréia discreta no time - e Jhonatan. Mas o time seguia sem objetividade no ataque.

O Esportivo, melhor, acabou merecidamente virando aos 28, através de Anderson Catatau, que fez ótima jogada, e da entrada da grande área mandou a bola no canto esquerdo do argentino Saja, que se esforçou mas não conseguiu impedir que a bola chegasse na sua rede.

De forma desordenada, sem criatividade, o Grêmio se esforçou para impedir a primeira derrota no Estadual, mas não fez por merecer a igualdade e até esteve perto de sofrer o terceiro gol, pois aos 47min Schiavi fez pênalti em Catatau, mas Juliano cobrou mal, no poste, e desperdiçou a chance.

Grêmio
Saja; Gavilán (Diego Souza), Schiavi, William e Lúcio; Nunes, Lucas, Tcheco e Jhonatan (Aloísio); Carlos Eduardo (Itaqui) e Everton
Técnico: Mano Menezes

Esportivo
Donizetti; Renato, Luís Carlos e Jonathan; Jéferson, Renan, Caio (Vinicius), Sananduva e Deivis Thiago (Júnior); Zé Alcino (Anderson Catatau) e Juliano
Técnico: Beto Almeida

Data: 21/3/2007
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: José Carlos de Oliveira e André Veras
Cartões amarelos: William e Itaqui (Grêmio); Luís Carlos, Deives Thiago e Juliano (Esportivo)
Gols: Tcheco (aos 21min) e Caio (aos 41min do 1º tempo); Anderson Catatau (aos 28min do 2º tempo)

Campeonato Gaúcho


Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias