! Corinthians e Palmeiras vêem soberania paulista ameaçada - 02/03/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  02/03/2007 - 09h17
Corinthians e Palmeiras vêem soberania paulista ameaçada

Marcius Azevedo
Em São Paulo

Leandro Canônico
Enviado especial do UOL
Em Águas de Lindóia

Maiores vencedores de títulos no Campeonato Paulista, Corinthians e Palmeiras, que têm 25 e 21 conquistas, respectivamente, lutam no clássico deste domingo para continuar com chances de avançar à semifinal. Hoje, os rivais somam 16 pontos e ocupam apenas posições intermediárias na tabela de classificação.

TODOS OS CAMPEÕES PAULISTAS
Folha Imagem
Palmeirenses comemoram gol pelo Paulistão 96, ano do último título...
Folha Imagem
...já os corintianos conquistaram seu último Paulista na edição de 2003
Corinthians - 25 títulos
Palmeiras e São Paulo - 21 títulos
Santos - 16 títulos
São Paulo Athletic Club - 4 títulos
A. A. das Palmeiras e
Portuguesa
- 3 títulos
Americano, Internacional, São Bento e Germânia - dois títulos
Inter de Limeira, Bragantino, Ituano e São Caetano - um título
A circunstância, no entanto, não é nova para os dois clubes, que nos últimos anos têm ficado pelo caminho, enquanto Santos e São Paulo parecem soberanos pelo terceiro ano seguido no Estadual. A equipe do Morumbi foi campeã em 2005, feito conseguido pelo time da Vila Belmiro no ano passado.

Aliás, o jejum palmeirense já completou 10 anos. A última conquista aconteceu na edição de 1996, quando o Palmeiras, ainda com o dinheiro da Parmalat, foi campeão com muita facilidade, perdendo apenas uma partida, terminando 28 pontos à frente do São Paulo.

Depois disso, o clube de Parque Antarctica colecionou decepções, o que pode se repetir neste ano. Segundo o matemático Tristão Garcia, o time do técnico Caio Júnior tem apenas 9% de chances de conseguir se classificar à semifinal.

O Corinthians não conquista o título paulista desde 2003. Assim como o Palmeiras, o time do técnico Emerson Leão também tem poucas chances de avançar, embora apareça com 16%, número superior ao do rival.

Até os jogadores já se questionam se Corinthians e Palmeiras ainda é o maior clássico do Estado. "Acho difícil fazer qualquer comparação. Hoje, fala-se muito do São Paulo, pois não os vencemos há algum tempo. Mas o torcedor também quer derrotar o Palmeiras", afirmou o zagueiro Betão, que está suspenso e não disputa o clássico. "É uma situação muito difícil. Eu queria muito enfrentar o Palmeiras", emendou.

O meia William, que também está fora da partida por causa de uma pancada na costela sofrida na última quarta-feira, não vê uma perda de força no clássico Corinthians e Palmeiras. Para ele, a rivalidade continua à flor da pele.

"É um assunto sempre discutível, mas eu não acho que esfriou a rivalidade. Enfrentar o Corinthians é sempre interessante, e é fundamental todos os jogadores estarem bem numa partida como essa", declarou o jogador, que seria titular - Edmundo vai entrar no seu lugar.

Se entre os profissionais existe a dúvida sobre se ainda existe força na rivalidade entre alvinegros e alviverdes, na categoria de base a primeira lição é aprender a vencer o principal rival, como explica o recém-promovido zagueiro David.

"Desde as categorias de base nós começamos a entender o clássico. É sempre necessário vencer o Corinthians. Eu, por exemplo, sempre pensei assim. E agora que vou fazer meu primeiro duelo com eles como profissional, estou vendo essa chance como a principal da minha carreira", argumentou o jovem David.

Veja também

Campeonato Paulista


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias