! Nervoso, Corinthians perde do Lanús e é eliminado - 11/10/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  11/10/2006 - 23h56
Nervoso, Corinthians perde do Lanús e é eliminado

Da Redação
Em São Paulo

A pressão fez a diferença nesta quarta-feira. Desequilibrado em campo, o Corinthians perdeu para o Lanús por 4 a 2, na Argentina, e foi eliminado da Copa Sul-Americana. Dessa forma, aumentou ainda mais a crise que atravessa, principalmente porque o meia-atacante Carlos Alberto e o técnico Emerson Leão se desentenderam durante o primeiro tempo - irritado com a insubordinação, o treinador o substituiu.

LEÃO E CARLOS ALBERTO DISCUTEM
Reuters
Técnico e meia batem-boca no 1º tempo
A eliminação do Corinthians da Sul-Americana para o Lanús, nesta quarta, marcou mais uma briga na "era MSI". Ainda no primeiro tempo, o meio-campista Carlos Alberto foi substituído após discutir com o técnico Émerson Leão, e saiu de campo batendo boca com o treinador.
LEIA MAIS
FOTOS DA RODADA
"O Carlos Alberto foi uma encrenca? Foi, mas nós vamos resolver. E bem", limitou-se a dizer o comandante corintiano após a partida, que marcou mais um desentendimento na "Era MSI" no clube do Parque São Jorge.

Mesmo focado na disputa do Campeonato Brasileiro e na luta para afastar o rebaixamento à Série B do Nacional, o Corinthians foi para este jogo internacional com grandes chances de assegurar a vaga. A equipe alvinegra precisava apenas de um empate com gols para se garantir nas quartas-de-final. Mas não teve forças.

"Nós tínhamos toda a condição de conseguir uma classificação como essa. O grupo inteiro queria o título. A Sul-Americana era uma das coisas que todos almejavam, mas não deu. O mais importante agora é que todos fiquem unidos", lamentou o zagueiro Betão, capitão da equipe.

Se não bastassem as brigas e a eliminação, com o revés desta quarta-feira o Corinthians aumenta seu jejum contra equipes argentinas. Isso porque desde 2001 o time alvinegro não consegue nenhuma vitória sobre um clube portenho. Agora são nove partidas sem nenhum resultado positivo, incluindo as eliminações da Copa Libertadores para o River Plate de 2003 e 2006.

CORITNHIANS ELIMINADO
AFP
Nadson abriu o placar da partida
Reuters
Lanús fez quatro gols e eliminou o Corinthians da Copa Sul-Americana
Reuters
Magrão falhou no último gol
SANTOS ELIMINADO
FLUMINENSE ELIMINADO
Além disso, o time brasileiro só piorou o clima ruim que ronda o clube. Para o treinador, essa foi uma grande oportunidade desperdiçada para a equipe levantar o moral para o restante da temporada. "Foi uma decepção muito grande. E todos ficaram mais chateados com a derrota", afirmou Leão.

A próxima tentativa de reação no Nacional acontece no próximo domingo, contra o Flamengo, no estádio do Maracanã. O confronto é primordial para as pretensões do clube no Campeonato Brasileiro. Já o Lanús, com a classificação assegurada nas quartas-de-final da Copa Sul-Americana, enfrentará o Pachuca, do México, na próxima fase do torneio.

O jogo
Primeiramente o técnico Emerson Leão deu sinais de que poderia escalar o time com três zagueiros, apenas com o atacante Rafael Moura na frente. No entanto, ele também optou pela entrada de Nádson para atuar no setor ofensivo, o que fez efeito logo no minuto inicial, quando o jogador abriu o placar. Roger deu lindo passe para César na lateral esquerda, que cruzou para a área. O atacante se antecipou à defesa e completou de cabeça para o fundo das redes.

A partir daí, o jogo ficou muito movimentado, e os anfitriões se mandaram para o ataque, principalmente pelas laterais do campo. O Corinthians, por sua vez, não conseguiu segurar a pressão e não impediu o empate aos 16min. Aguirre cruzou da esquerda e, após confusão dentro da área, Romero empurrou para o gol em posição duvidosa, igualando o marcador.

Os anfitriões se aproveitaram da pane momentânea da equipe brasileira e só demoraram mais um minuto para virar a partida. Velázquez recebeu lançamento dentro da área, se livrou de Nádson e chutou cruzado, sem chance de defesa para Marcelo.

Depois disso, o Corinthians ficou ainda mais nervoso. Leão reclamou que o meia Carlos Alberto estava falando demais dentro do campo, e o meio-campista respondeu ao treinador. A atitude do jogador resultou em sua substituição aos 31min. Já no banco de reservas, os dois voltaram a bater boca. A situação só se tranqüilizou depois que membros da comissão técnica e outros atletas do banco acalmaram Carlos Alberto.

A discussão só piorou a atuação do clube alvinegro na partida. E isso resultou no terceiro gol da equipe argentina, aos 35min. Após contra-ataque pela direita, Biglieri chutou cruzado e Marcelo defendeu. Na sobra, Aguirre completou uma vez em cima de Marcelo Mattos e depois bateu para o gol vazio, ampliando o placar.

JEJUM CONTRA ARGENTINOS
2001: San Lorenzo 2 x 1 (Merc.)
2003: River Plate 2 x 1 (Libert.)
2003: River Plate 2 x 1 (Libert.)
2005: River Plate 0 x 0 (Libert.)
2005: River Plate 1 x 1 (Libert.)
2006: River Plate 3 x 2 (Libert.)
2006: River Plate 3 x 1 (Libert.)
2006: Lanús 0 x 0 (Sul-Americ.)
2006: Lanús 4 x 2 (Sul-Americ.)
No segundo tempo, o Corinthians tentou não se importar com os eventos ocorridos na etapa inicial e se lançou para o ataque em busca da igualdade. Assim como no começo da partida, a equipe não tardou para balançar as redes. Após cobrança de falta da esquerda, de Roger, Marinho subiu mais alto, cabeceando para marcar o segundo gol alvinegro.

Depois da jogada, os visitantes continuaram com maior domínio da posse de bola, sempre insistindo nos cruzamentos para a área. O meio-campista Roger se encarregou de comandar as ações ofensivas da equipe do Parque São Jorge, distribuindo as jogadas pelas laterais.

Mas, aos 29min, o Lanús decretou sua classificação. Magrão tentou sair jogando no campo de defesa e cometeu um grande erro, mandando a bola para cima. Archubia recuperou o lance e chutou rasteiro, na saída de Marcelo para confirmar a classificação.

LANÚS
Bossio; Graieb (Almirón), Hoyos, Romero (Ribonetto) e Velázquez; Aguirre, Salomón, Pelletieri e Archubi; Biglieri e Graf (Fritzler)
Técnico: Ramón Cabrero

CORINTHIANS
Marcelo; Marinho, Betão; Eduardo Ratinho (Paulo Almeida), Marcelo Mattos, Magrão, Carlos Alberto (Renato), Roger e César; Nádson (Ramón) e Rafael Moura
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio Ciudad de Lanús, em Lanús (ARG)
Árbitro: Carlos Chandía (CHI)
Assistentes: Enrique Osses (CHI) e Mario Vargas (CHI)
Cartões amarelos: Rafael Moura (C), Nádson (C), Betão (C), Fritzler (L),
Gol: Nádson, a 1min, Romero, aos 16min, Velázquez, aos 17min, Aguirre, aos 35min do primeiro tempo; Marinho, aos 10min, Archubia, aos 29min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias