! De olho na Libertadores, Corinthians é derrotado - 30/04/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  30/04/2006 - 17h57
De olho na Libertadores, Corinthians é derrotado

Da Redação
Em São Paulo

Focado no jogo de quinta-feira, contra o River Plate, pela Copa Libertadores, o Corinthians enfrentou a Ponte Preta neste domingo com apenas quatro titulares em campo. O time não teve boa atuação e foi derrotado por 3 a 2, no Moisés Lucarelli, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

A VITÓRIA DA PONTE

Corinthians sai na frente...


...mas Ponte empata...


...e depois vira em Campinas


Jean pega pênalti de Roger


Corinthians marca 2º no fim

Para não arriscar perder algum atleta fundamental para o confronto que decide vaga nas quartas-de-final da competição sul-americana, o técnico Ademar Braga preferiu dar descanso à parte do elenco alvinegro.

Apenas Sílvio Luiz, Gustavo Nery, Mascherano e Nilmar, dos jogadores considerados titulares, começaram a partida em Campinas. Quando a bola rolou, o time da capital até criou boas chances de gol, mas não fez o suficiente para garantir a vitória.

"Nós seguimos o planejamento da comissão técnica e trabalhamos em base daquilo que nós é passado. No momento o treinador achou melhor dar descanso à parte do elenco para todos estarem bem na quinta e isso é valido", afirmou o meio-campista Ricardinho, que entrou apenas no segundo tempo.

Em um jogo de muita movimentação, o Corinthians saiu na frente aos 26min, após cobrança de escanteio, com gol contra de Da Silva. Mas os anfitriões igualaram o marcador aos 43min da primeira etapa, com Iran.

No segundo tempo, Rafael Santos decretou a virada aos 14min. Porém, os visitantes tiveram a chance de igualar o placar em pênalti batido pelo meio-campista Roger, mas Jean conseguiu fazer a defesa. Iran, novamente, marcou de cabeça aos 38min e selou o triunfo. Mas os visitantes descontaram com Edson cinco minutos depois.

A Ponte Preta chegou a sua segunda vitória no campeonato. O triunfo quebra a seqüência de resultados ruins jogando em casa. Antes da partida deste domingo, o clube campineiro havia vencido apenas duas outras vezes no Moisés Lucarelli, nas dez oportunidades em toda a temporada.

Com o resultado, o time do Parque São Jorge permanece com três pontos no campeonato nacional, na 14ª colocação. O clube campineiro, por sua vez, tem o dobro de pontos, em sexto lugar.

No próximo domingo, a equipe de Ademar Braga volta a campo pelo Brasileirão e fará seu primeiro clássico da competição no Pacaembu, contra o São Paulo. Já a Ponte Preta enfrenta o Santa Cruz, em Recife, no dia anterior.

O jogo
Com boa movimentação, os anfitriões criaram a primeira boa chance de gol logo aos 2min de jogo. Danilo cobrou falta da intermediária, obrigando Sílvio Luiz a se esticar no canto esquerdo para fazer a defesa e afastar a bola para fora.

RETORNO DE SEBÁ
Afastado do time titular por mais de sete meses devido a uma lesão no púbis, o zagueiro Sebá ficou satisfeito com seu retorno aos gramados neste domingo. Para o jogador, o principal seria ter conseguido a vitória, mas ele ficou contente por não sentir mais dores.

O argentino chegou ao Parque São Jorge no começo de 2005 e, em maio, foi afastado do time para se recuperar da lesão, só retornando em julho. As dores persistiram e ele precisou ser operado em outubro. Leia mais
O Corinthians também criou boas oportunidades no setor ofensivo, mas a Ponte Preta teve outra boa oportunidade de marcar o primeiro aos 10min. Almir se livrou da marcação na entrada da área e acertou belo chute rasteiro no canto direito, que parou na trave da meta adversária.

Aos poucos, os visitantes passaram a ter maior domínio da posse de bola e saíram na frente aos 26min. Após escanteio da esquerda, Nilmar cabeceou para o gol, e Jean espalmou para frente. Na seqüência, Thiago Matias tentou afastar, mas a bola bateu em Da Silva e entrou no gol do time campineiro.

Atrás no marcador, a equipe da casa voltou a pressionar os atuais campeões brasileiros. Os atacantes Luiz Mário e Almir, criaram boas jogadas, mas foi o lateral-esquerdo Iran que empatou o jogo. Aos 43min, ele tabelou com Danilo na entrada da área, e só completou na saída de Sílvio Luiz para igualar o placar.

"Nós recuamos demais depois do gol. Acho que faltou mantermos a postura, e a Ponte cresceu durante o jogo. Vamos tentar acertar no segundo tempo", declarou o lateral-direito Eduardo no intervalo.

CONCENTRAÇÃO NO RIVER
Após o término da partida, Ademar Braga lamentou o resultado, porém afirmou que a derrota deste domingo não terá importância para o confronto contra o River Plate. De acordo com o treinador, sua equipe só pode pensar na vaga nas quartas-de-final e nada mais.

"Temos que sair com tudo para cima do River, porque é como se só tivéssemos isso no momento. Não temos que ficar com essa derrota na cabeça. O jogo da Libertadores é um jogo que irá definir nossa vida, e precisamos nos concentrar nisso", declarou Braga.

O meia Edson concorda com o técnico alvinegro, mas acredita que sua equipe precisa aprender com erros para não repeti-los na quinta-feira. "Já passou, mas temos que refletir e pensar no que aconteceu de errado para melhorarmos contra eles [River Plate]", completou.
Mas a equipe de Vadão voltou ainda melhor na etapa final e quase virou o confronto aos 5min. Ricardo Conceição ficou livre e arriscou de fora da área, mas o goleiro Sílvio Luiz novamente evitou o gol dos anfitriões, espalmando para fora.

Nove minutos depois, a Ponte Preta conseguiu a virada. Danilo cobrou escanteio da direita e encontrou o zagueiro Rafael Santos sozinho, que teve apenas o trabalho de completar de pé esquerdo para dentro das redes.

Após o gol, o Corinthians saiu para o ataque e teve grande chance de igualar o marcador aos 19min. Carlos Alberto, que havia entrado no começo do segundo tempo, sofreu pênalti duvidoso de Da Silva e o árbitro Antônio Hora Filho marcou a falta.

Roger converteu a primeira cobrança, mas o juiz mandou voltar devido à invasão do ataque do time paulistano. Na segunda oportunidade, ele bateu mal, no canto direito, e Jean conseguiu fazer a defesa.

A partir daí, a equipe de Ademar Braga voltou a pressionar, mas encontrou muitas dificuldades em passar pela defesa da Ponte Preta, que explorou os contra-ataques e fez o terceiro aos 38min. Após cruzamento de Almir, Iran cabeceou forte para fazer seu segundo gol e o terceiro de sua equipe.

O Corinthians ainda descontou cinco minutos depois com belo chute de fora da área de Edson, no canto direito de Jean, mas não foi o suficiente para evitar a derrota no Moisés Lucarelli.

PONTE PRETA
Jean; Luciano Baiano (Emerson), Thiago Matias, Rafael Santos e Iran; André Silva, Da Silva, Ricardo Conceição e Danilo (Juliano); Luís Mário (Wanderley) e Almir
Técnico: Osvaldo Alvarez

CORINTHIANS
Silvio Luiz; Eduardo Ratinho, Marquinhos, Sebá e Gustavo Nery; Bruno Octávio (Ricardinho), Mascherano, Renato (Edson) e Roger; Nilmar e Rafael Moura (Carlos Alberto)
Técnico: Ademar Braga

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Antônio Hora Filho (SE)
Auxiliares Ivaney Alves De Lima (SE) e Antônio da Cruz dos Santos (SE)
Cartões amarelos: Thiago Matias (P), Ricardo Conceição (P), Da Silva (P), Luiz Mário (P), Sebá (C), Juliano (P), Rafael Santos (P), Edson (C), Jean (P)
Cartões vermelhos: Iran (P)
Gols: Da Silva (contra), aos 26min, Iran, aos 43min do primeiro tempo; Rafael Santos, aos 14min, Iran aos 38min, Edson, aos 43min do segundo tempo

Leia mais
Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias