! Vasco vence Paraná e Romário é artilheiro do Brasileiro - 04/12/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  04/12/2005 - 17h58
Vasco vence Paraná e Romário é artilheiro do Brasileiro

Da Redação
No Rio de Janeiro

Trinta e nove anos, 22 gols e mais um título na carreira. Estes números resumem o domingo de Romário, que com dois gols chegou à artilharia isolada do Campeonato Brasileiro e ajudou o Vasco a vencer o Paraná por 3 a 1, na última rodada da competição.

Com uma grande atuação, o Baixinho ultrapassou Robson, do Paysandu, como artilheiro do Brasileirão, na última rodada. O paraense marcou 21 gols. Romário marcou o primeiro aos 16min do primeiro tempo e o segundo, aos 18min, da segunda etapa. Os dois gols saíram em cobranças de pênalti.

"Hoje com certeza fica uma data especial na minha vida porque eu consegui uma façanha que nenhum outro conseguiu com a minha idade. Ser artilheiro de um campeonato tão importante. Principalmente nesse momento, que estou perto de encerrar a minha carreira. Hoje estou quebrando o meu próprio recorde", brincou Romário, que tinha 35 anos em 2001, quando também foi artilheiro.

ROMÁRIO ARTILHEIRO
Esta é a segunda vez que o atacante consegue ser artilheiro do Campeonato Brasileiro. A outra vez foi em 2001. Esta é a sétima vez que o Vasco tem o goleador máximo do Nacional, número recorde. Leia mais
O veterano ainda poderia ter marcado mais vezes, já que perdeu duas chances após driblar o goleiro Flávio, ainda na primeira etapa, além de outras chances. No segundo tempo, o jogador ainda teve um gol mal anulado.

Porém, a festa vascaína ficou somente por conta de Romário. Precisando de uma combinação de resultados para chegar à Copa Sul-Americana, o time cruzmaltino não teve sorte e ficou fora da competição. Mesmo assim, com 56 pontos, ganhou duas posições, terminando o certame no 12° lugar.

O Vasco também conseguiu vencer seu campeonato à parte. Com esta vitória, o time de São Januário terminou o certame com um ponto de vantagem para o arqui-rival.

Já classificado para a Copa Sul-Americana, o Paraná não teve a mesma sorte em seu torneio paralelo. Com a derrota, o time terminou o campeonato empatado em pontos com o Atlético-PR (que também foi derrotado neste domingo), mas perdeu no número de vitórias e não conseguiu ser o melhor paranaense da competição.

O jogo
O Vasco precisava vencer para ter chances de se classificar para a Copa Sul-Americana e por isso começou o jogo partindo para cima e abriu o placar logo aos 2min. Depois da boa tabela, Romário tocou para Abedi, que driblou o goleiro e abriu o placar.

Buscando ser o artilheiro do Brasileirão, Romário desperdiçou uma grande chance de se igualar na artilharia da competição aos 9min. O atacante invadiu a área, passou pelo goleiro e chutou, mas mnadou a bola na rede pelo lado de fora.

SUL-AMERICANA?
O Vasco ficou na 12ª posição, fora da zona de classificação para a Copa Sul-Americana. Entretanto, baseado no regulamento do Brasileiro, o presidente vascaíno Eurico Miranda garante que o clube disputará a competição. Leia mais
Porém, não demorou muito para que o Baixinho conseguisse seu objetivo. Aos 16min, Abedi foi derrubado dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Romário bateu no canto esquerdo de Flávio, que pulou para a direita.

Romário ainda perdeu outras chances, deixando de se isolar na artilharia. Aos 19min, Morais tocou para o atacante, que novamente driblou Flavio, mas chutou para fora, rapando a trave. Aos 29min, o Baixinho recebeu livre na área, mas chutou forte, para fora.

Aos 38min, o domínio vascaíno que já era grande ficou ainda maior. O lateral-esquerdo Vicente fez falta dura em Wagner Diniz e, como já tinha cartão amarelo, acabou sendo expulso, deixando o Paraná com um jogador a menos.

"Perdi gols incríveis. Eu e o gol. Essas coisas assim não têm desculpa. Faltou um pouco de concentração da minha parte. Apesar da idade ainda dá tensão. Vou tentar voltar no segundo tempo mais tranqüilo para fazer os gols, para ser artilheiro e ajudar o Vasco nessa chance que ainda tem na Sul-Americana", prometeu Romário no intervalo.

O Paraná voltou melhor para o segundo tempo, partindo para cima. Aos 4min, Parral chutou e Roberto defendeu com o pé. Não demorou muito e o time visitante conseguiu diminuir. Aos 6min, Parral, novamente, driblou Wagner Diniz e bateu cruzado, fazendo o primeiro dos paranaenses.

Mas o Vasco voltou a ter o domínio da partida. Aos 13min, Marco Brito foi derrubado na área. Na cobrança, Romário cobrou, Flavio defendeu e, no rebote, o atacante marcou, mas o árbitro mandou repetir a cobrança. O goleiro paranista reclamou muito e, como já tinha amarelo, acabou expulso, deixando seu time com dois jogadores a menos.

Tornando-se o artilheiro isolado da competição, Romário repetiu a cobrança e marcou o terceiro gol do time da casa, aos 18min. O atacante ainda fez seu terceiro gol, aos 25min, mas o auxiliar assinalou impedimento inexistente.

Aos 33min, a torcida vascaína fez muita festa quando Alex Dias entrou em campo, para completar a festa. O atacante quase marcou no minuto seguinte. O Baixinho ainda deu um susto na torcida. Aos 38min, o veterano caiu fora do gramado, com a mão na virilha. Porém, o jogador voltou ao campo.

VASCO
Roberto, Wagner Diniz, Fábio Braz, Luciano (Muriqui) e Diego; Ives, Amaral, Abedi (Alex Dias), Morais e Robson Luis (Marco Brito); Romário
Técnico: Renato Gaúcho

PARANÁ
Flávio; Neto, João Paulo, Daniel Marques e Vicente; Beto, Mussamba, Pierre e Flávio Alex (Parral); Sandro (Marcos Leandro) e Fernando Gaúcho (Welington Paulista)
Técnico: Luiz Carlos Barbieri

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Giulliano Bozzano (DF)
Auxiliares: Renato Miguel Vieira e Eremilson Xavier Macedo (ambos do DF)
Cartões amarelos: Vicente (P), Neto (P), Pierre (P), Ives (V), Abedi (V), Flavio (P), Fabio Braz (V)
Cartão Vermelho: Vicente (P), Flavio (P)
Gols: Abedi, aos 2min, Romário, de pênalti, aos 16min do primeiro tempo; Parral, aos 6min, Romário, de pênalti, aos 18min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias