! Figueirense vence e manda Brasiliense para a 'B' - 27/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  27/11/2005 - 18h07
Figueirense vence e manda Brasiliense para a 'B'

Da Redação
Em São Paulo

Brasiliense e Figueirense decidiram sua sorte em 2006 neste domingo. Melhor para o time catarinense, que venceu o adversário por 2 a 0, em Brasília, e garantiu sua permanência na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Já a equipe da casa está rebaixada para a Série B.

DUELO EXPERIENTE
Brasiliense e Figueirense apostaram em alguns jogadores bastante rodados para este Campeonato Brasileiro. Os resultados, porém, só aconteceram do lado catarinense.

Aos 34 anos, o atacante Edmundo foi o destaque do Figueirense no campeonato. Além dos 15 gols marcados, sua melhor marca desde que foi artilheiro do Brasileirão de 1997, o jogador, atuando mais recuado, comandou a equipe catarinense em campo.

Pelo lado do Brasiliense, as passagens de Vampeta, Marcelinho Carioca e Oséas não acabaram bem. Este último foi dispensado pela equipe com apenas quatro gols marcados.

Vampeta e Marcelinho, mesmo ficando na equipe, viram de fora do campo o time cair. O volante foi substituído ainda no intervalo do jogo contra o Figueirense, enquanto Marcelinho saiu no início do segundo tempo.
Edmundo marcou o primeiro gol do Figueirense no jogo, em cobrança de falta, ainda no primeiro tempo. O Brasiliense pouco atacou e ainda levou o segundo gol no fim, em contra-ataque, marcado por Carlos Alberto.

Com 41 pontos, o Brasiliense pode chegar apenas aos 44 -joga na última rodada contra a Ponte Preta, número insuficiente para evitar a queda. Campeão da Série B em 2004, o clube, fundado em 2000, disputou pela primeira vez a Série A do Brasileirão.

Além da vitória, que o levou aos 50 pontos, o Figueirense ainda contou com a ajuda do São Caetano, que empatou com o Coritiba no fim e deixou o time paranaense com 46 pontos, faltando apenas uma rodada para o fim da competição.

Sem a tensão da busca por pontos, o Figueirense irá encerrar sua participação no campeonato jogando em casa, no próximo domingo, diante do Santos. No Orlando Scarpelli, o time catarinense venceu suas últimas sete partidas.

A equipe alvinegra, porém, terá um desfalque importante. O atacante Edmundo recebeu seu terceiro cartão amarelo e está suspenso. Com isso, o jogador, que tem propostas de outros clubes e deve defender o Palmeiras em 2006, pode ter feito sua despedida do Figueirense neste domingo.

O jogo
O Brasiliense assustou aos 4min. Com espaço no ataque, o time da casa teve bom cruzamento de Marcelinho Carioca na cabeça de Igor. O atacante, porém, pegou fraco na bola e Gustavo defendeu com facilidade.

CÉU E INFERNO
Márcio Bittencourt iniciou sua carreira como técnico este ano. E já viveu todo o tipo de situação a que passa um treinador.

Comandando o Corinthians por 23 rodadas, o técnico esteve na disputa do título brasileiro com a equipe paulista. No entanto, apesar de bons números, acabou demitido pela diretoria corintiana.

Enquanto sua ex-equipe fica ainda mais próxima da conquista, Márcio, que assumiu o Brasiliense em situação completamente oposta, é rebaixado com a equipe do Distrito Federal. Foram nove jogos até aqui sob seu comando, com duas vitórias, três empates e quatro derrotas.
Depois disso só o Figueirense criou. Aos 18min e aos 22min, Edmundo deu bons lançamentos. No primeiro, Bilu tentou o cruzamento, mas Eduardo defendeu antes da chegada de Adriano. Na segunda jogada, Paulo Sérgio chutou mal.

Aos 43min, Edmundo resolveu por conta própria. Bilu, em boa jogada, foi derrubado próximo à área do Brasiliense. Edmundo se encarregou da cobrança, bateu forte na bola e não deu chance de defesa ao goleiro Eduardo.

Os primeiros 20 minutos do segundo tempo foram todos do Figueirense. O time catarinense perdeu a chance de matar a partida desperdiçando boas oportunidades, como aos 14min e aos 17min, em chutes pela linha de fundo de Carlos Alberto e Paulo Sérgio.

Depois disso, porém, o Brasiliense passou a pressionar. Aos 29min, Iranildo, aproveitando sobra de bola, chutou forte, mas para fora. Pouco depois, André Turatto teve boa chance em cobrança de falta, mas mandou por cima do gol. Já nos acréscimos, em contra-ataque, Carlos Alberto marcou o segundo do Figueirense e fechou o placar do jogo.

BRASILIENSE
Eduardo; Dida (Simão), Dema, André Turatto e Cássio; Salvino, Vampeta (Reinaldo Aleluia), Pituca e Iranildo; Marcelinho Carioca (Dill) e Igor
Técnico: Márcio Bittencourt

FIGUEIRENSE
Gustavo; Paulo Sérgio, Bebeto, Cléber e Michel Bastos (Moreira); Rodrigo Souto, Carlos Alberto, Marquinhos Paraná e Bilu (Márcio Santos); Edmundo e Adriano (Alessandro)
Técnico: Adílson Batista

Local: estádio Serejão, em Taguatinga (DF)
Árbitro:Lourival Dias Lima Filho (BA)
Auxiliares: Alessandro Rocha (Fifa-BA) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)
Cartões amarelos: Vampeta (B), Dida (B), Cléber (F), Iranildo (B), Edmundo (F), Carlos Alberto (F), Alessandro (F), Bebeto (F)
Cartão vermelho: Dema (B)
Gols: Edmundo, aos 43min do primeiro tempo; Carlos Alberto, aos 46min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias