! Internacional vence Palmeiras e mantém 'caçada' - 27/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  27/11/2005 - 18h03
Internacional vence Palmeiras e mantém 'caçada'

Da Redação
Em São Paulo

De maneira dramática, o Internacional continua com chances de conquistar o título do Campeonato Brasileiro. Com gol do colombiano Rentería, aos 42min do segundo tempo, o time gaúcho venceu o Palmeiras por 2 a 1, no Beira-Rio, e não permitiu que o Corinthians ficasse com a taça antecipadamente.

Internacional - site oficial
Internacional - site oficial
Jorge Wagner comemora o primeiro gol do Inter na vitória sobre o Palmeiras em Porto Alegre
Os paulistas fizeram 3 a 1 na Ponte Preta, no Morumbi, e não conseguiram abrir a vantagem necessária para chegar à rodada final campeões. Assim, a diferença entre eles permanece de três pontos - 81 contra 78. Para ficar com o título, a equipe gaúcha precisa bater o Coritiba, domingo, no Couto Perreira, e torcer por uma derrota do rival diante do Goiás, no Serra Dourada. Todos os confrontos serão às 16h.

Além disso, o clube de Porto Alegre necessita reverter a vantagem no saldo de gols, já que empatariam no número de vitórias, primeiro critério de desempate. Até o momento, o Corinthians tem saldo positivo de 29, enquanto o Inter possui 24.

O triunfo em casa, aliás, confirmou a classificação do Internacional para a Copa Libertadores do próximo ano. Apenas os dois primeiros colocados no Nacional-05 garantem vaga diretamente na fase de grupo. Terceiro e quarto lugares passarão por uma repescagem.

"Agora, a gente não depende mais de nada. Já estamos classificados para a Libertadores e muito satisfeitos com o trabalho que foi realizado durante todo este ano. Mas é claro que temos que continuar trabalhando com muita seriedade. Vamos buscar essa última vitória de qualquer maneira", disse o técnico Muricy Ramalho.

É exatamente nisso que o Palmeiras se apega. Mesmo com a derrota em Porto Alegre, a equipe alviverde permanece apenas um ponto atrás do Fluminense, quarto colocado, e batido pelo Juventude, no Rio de Janeiro.

LEÃO FICA NA BRONCA
O técnico Emerson Leão voltou a se envolver em polêmicas com a arbitragem. Revoltado, com a penalidade de Gamarra em Edinho, o treinador chegou a dar socos na mesa do quarto árbitro.
Em seguida, o comandante palmeirense continuou reclamando e invadiu o gramado ao ser expulso por Evandro Rogério Roman.

"Gaúcho rouba para gaúcho. É uma vergonha o que acontece aqui", esbravejou o treinador, referindo-se ao árbitro que nasceu no Rio Grande do Sul, mas foi criado no Paraná.

O preparador Pedro Santili também teria se envolvido em confusão ao atingir com um soco um repórter da uma rádio de Porto Alegre.
A combinação proporciona aos comandados de Emerson Leão chegarem ao jogo decisivo, contra o próprio Fluminense, domingo, às 16h, no Parque Antarctica, precisando de uma simples vitória para terminar o certame entre os quatro primeiros colocados.

"Não gosto de deixar essas decisões para os jogos em casa, porque não fomos bem em outras partidas. Mas, na situação em que estamos, jogar diante da nossa torcida é um ponto positivo", afirmou o goleiro Marcos.

O camisa 1 ainda criticou a postura da equipe no Sul. "O Palmeiras até poderia ter saído daqui [Beira-Rio] com um bom resultado. Mas não fizemos por merecer pela forma que jogamos no segundo tempo. Jogar se defendendo sempre é muito difícil. Tomamos pressão e não criamos nada na frente", ressaltou.

O jogo
Com a responsabilidade de vencer para ainda acreditar no título, o Internacional começou a partida pressionando, sobretudo em jogadas pelo lado esquerdo com Jorge Wagner. Mais defensivo, o Palmeiras esperou o adversário e procurou surpreender nos contra-ataques construídos por Juninho e Marcinho.

Sem espaço para criar, os gaúchos abriram o placar em um duvidoso pênalti de Gamarra sobre Edinho. O paraguaio teria impedido que o defensor rival subisse para tentar uma cabeçada na área. Aos 25min, Jorge Wagner bateu no canto direito, enquanto Marcos pulou para o esquerdo.

GAMARRA REVÊ 'EX-CASA'
O zagueiro Gamarra teve um reencontro especial neste domingo. Ex-defensor do Internacional, ele voltou a pisar no gramado do estádio Beira-Rio.

"É muito lindo voltar aqui. Essa torcida do Inter é maravilhosa dando apoio para seus jogadores", comentou o zagueiro paraguaio, jogador do time gaúcho em 1996 e 1997.
Três minutos mais tarde, os anfitriões quase ampliaram quando Rafael Sobis aproveitou cruzamento da direita e cabeceou para o chão, obrigando o goleiro paulista a fazer linda defesa.

A resposta do Palmeiras foi fatal. Aos 32min, Juninho cobrou falta
próxima da área e acertou o canto esquerdo superior de Clemer. Na jogada, o camisa 1 colorado se chocou com a trave e precisou ser substituído pelo reserva André.

Na volta do intervalo, o Internacional reapareceu pressionando e por muito pouco não marcou o segundo logo aos 3min. Rafael Sobis disparou sem marcação pela direita, invadiu a área e, na saída de Marcos, chutou. Mesmo caindo, o goleiro palmeirense conseguiu desviar pela linha de fundo, fazendo linda defesa.

A equipe colorada só voltou a assustar aos 16min através de Fernandão. Ele arriscou chute da entrada da área e a bola saiu à direita da meta. No minuto seguinte, Jorge Wagner cobrou falta direta para o gol e Marcos espalmou para escanteio.

O ímpeto gaúcho diminuiu a partir dos 25min. Com a forte marcação sobre Rafael Sobis e Fernandão, o técnico Muricy Ramalho deu novo ânimo à equipe com as entradas do meio-campista Márcio Mossoró e do atacante Rentería.

E o segundo gol veio dos pés do colombiano. Aos 42min, após boa jogada pelo meio, ele arriscou da entrada da área e acertou o canto direito do goleiro Marcos.

INTERNACIONAL
Clemer (André); Elder Granja, Edinho, Ediglê e Jorge Wagner; Gavilán, Wellington (Màrcio Mossoró), Perdigão e Fernandão; Iarley (Rentería) e Rafael Sobis
Técnico: Muricy Ramalho

PALMEIRAS
Marcos; André Cunha (Baiano), Daniel, Gamarra e Lúcio; Marcinho Guerreiro, Alceu, Diego Souza (Glauber) e Juninho; Marcinho e Washington (Gioino)
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e José Amilton Pontarolo (PR)
Cartões amarelos: André Cunha (P), Ediglê (I), Daniel (P), Gavilán (I), Gioino (P)
Gols: Jorge Wagner, de pênalti, aos 25min, e Juninho, aos 32min do primeiro tempo; Rentería, aos 42min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias