! Flu perde para o Juventude de virada e se complica mais - 27/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  27/11/2005 - 17h59
Flu perde para o Juventude de virada e se complica mais

Da Redação
No Rio de Janeiro

O Fluminense deu mais uma prova de que o time está em queda livre. Precisando de uma vitória para melhorar sua situação na luta por uma vaga na Libertadores do ano que vem, a equipe perdeu por 2 a 1 para o Juventude de virada. A partida, válida pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, aconteceu na tarde deste domingo, em São Januário.

Para amenizar a situação do time carioca, o Palmeiras perdeu para o Internacional e não ultrapassou o Fluminense na tabela. Os cariocas aparecem com 68 pontos, enquanto os paulistas permaneceram com 67 pontos.

FOGUETÓRIO
Antes de a partida começar, a torcida do Fluminense vibrou com uma seção de fogos de artifício que durou cerca de cinco minutos. A festa, armada pela diretoria pó-de-arroz, foi para homenagear a torcida carioca, já que o jogo deste domigo foi o último na Cidade Maravilhosa nesta temporada. A derrota acabou azedando a festa.
Com os resultados, o time carioca segue na quarta colocação e se mantém na zona de classificação para a Libertadores. A equipe decidirá o seu destino no domingo que vem, quando enfrentará o próprio Palmeiras no Parque Antarctica. Um empate garantirá o Fluminense na competição sul-americana.

"Uma vitória nos teria dado a vaga na Libertadores. Se lutou muito por ela o ano inteiro e deixamos para a última partida. Mas não vamos dar de bandeja para o Palmeiras", disse Abel.

Portanto, os comandados de Abel Braga não precisarão de algo que não conseguem há cinco partidas: uma vitória. O Fluminense perdeu os últimos quatro jogos do Brasileiro (para Vasco, Atlético-MG, Fortaleza e Juventude) e também para a Universidad Católica-CHI, quando foi eliminado da Copa Sul-Americana.

Uma vaga nesta competição, aliás, é o que tenta a equipe do Juventude. Com a vitória, o time de Caxias do Sul, que está na 13ª posição, chegou aos 55 pontos, mesma pontuação do Fortaleza - último dos que hoje se classificariam para a competição. Portanto, o Juventude só perde no critério de desempate.

Os comandados de Hélio dos Anjos conseguiram quebrar um tabu no confronto. Nas oito partidas entre Fluminense e Juventude disputadas no Rio de Janeiro, o time carioca havia vencido todas.

Assim como nos jogos deste fim de semana, todas as partidas da última rodada do Brasileirão acontecerão simultaneamente, no domingo da semana que vem, à 16h. O Fluminense enfrentará o Palmeiras, no Parque Antarctica e o Juventude receberá o Atlético-MG no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

O jogo
A partida começou como o torcedor carioca queria. Logo no primeiro minuto, Leandro recebeu falta pela esquerda e Petkovic cobrou na cabeça de Gabriel Santos. Sem marcação, o zagueiro testou para o fundo da rede, abrindo o placar para o Fluminense.

Mesmo com a vantagem no marcador, o time da casa seguiu pressionando o Juventude, que encontrou dificuldade para sair para o ataque. Aos 9min, Petkovic cobrou falta que ele mesmo sofreu e acertou o travessão.

Aos 25min, a torcida do Fluminense comemorou nas arquibancadas o gol do Internacional no Palmeiras, que classificava o time carioca na Libertadores. Mas, no campo de São Januário, a equipe gaúcha começou a ameaçar o gol de Kleber, enquanto no Beira-Rio o time paulista empatou.

Na volta para a segunda etapa, os jogadores da equipe carioca reconheceram que algumas boas chances foram desperdiçadas. "Temos que fazer mais um gol para garantir o resultado", disse o meia Petkovic

Mas quem balançou as redes logo no início do segundo tempo foi o Juventude. Em jogada de bola parada, Roger rolou para Caíco, que acertou um forte chute no canto direito de Kleber, aos 2min.

Aos 8min, o atacante Leandro sofreu dura falta no meio-campo e, na jogada, sofreu uma torção no tornozelo direito. Sem condições de prosseguir na partida, o jogador deixou o campo para a entrada de Beto.

O time de Caxias do Sul não se intimidou e, aos 13min, virou o placar. Roger foi à linha de fundo e cruzou na cabeça de Enílton. Igor não acompanhou o atacante de perto e ele, sozinho, marcou o gol, na pequena área.

Depois do segundo gol, o Fluminense se lançou ao ataque e teve duas ótimas chances para empatar. Aos 20min, Tuta aproveitou uma sobra, mas chutou em cima do goleiro. Quatro minutos depois, Petkovic encheu o pé e acertou o travessão.

Aos 45min, o Fluminense fez um gol, que o árbitro não viu. Depois de chute de Adriano Magrão no travessão, Tuta pegou o rebote e chutou. O goleiro Rafael defendeu com a perna, mas a bola já havia cruzado a linha do gol, revoltando os jogadores do time carioca.

FLUMINENSE
Kleber; Gabriel Santos, Igor (Preto Casagrande) e Milton do Ó; Gabriel, Romeu (Adriano Magrão), Arouca, Petkovic e Juan; Leandro (Beto) e Tuta
Técnico: Abel Braga

JUVENTUDE
Rafael; Indio, Marcão e Antônio Carlos; Juliano (Magal), Ramalho, Wellington Monteiro (Daniel), Caíco e Roger; Enílton e Marcelinho (Josiel)
Técnico: Hélio dos Anjos

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Paulo Henrique de Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Vayran da Silva Rosa e Alcides Zawaski Pazetto (ambos de SC)
Cartões amarelos: Marcão (J), Wellington Monteiro (J), Milton do Ó (F)
Gols: Gabriel Santos, a 1min do primeiro tempo; Caíco, aos 2min, Enílton, aos 13min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias