! Flamengo e Goiás empatam e conseguem objetivos - 27/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  27/11/2005 - 17h55
Flamengo e Goiás empatam e conseguem objetivos

Da Redação
No Rio de Janeiro

Os objetivos de Flamengo e Goiás no Campeonato Brasileiro de 2005 estão concluídos. Em jogo morno, os dois times empataram sem gols em Volta Redonda e já podem iniciar o planejamento para a próxima temporada.

'Obrigado, Joel'
Nas arquibancadas do Raulino de Oliveira, a faixa "Obrigado, Joel" agradecia ao treinador pela permanência do Flamengo na Série A. Os sentimentos de gratidão e apreço expressados pela torcida também existem nos jogadores.

Logo após o empate por 0 a 0 contra o Goiás e o fim das possibilidades matemáticas de rebaixamento, o grupo rubro-negro se reuniu com o treinador e, num apelo emocionado, pediu para que o Joel continuasse na Gávea em 2006.Leia mais
Ameaçado de rebaixamento durante a maior parte da competição, o time rubro-negro atingiu os 52 pontos e está garantido na Série A. Por sua vez, pela primeira vez na história, o clube esmeraldino conseguiu a classificação para a Copa Libertadores. Com 71 pontos, o Goiás garantiu, no mínimo, a quarta colocação.

No duelo deste domingo, como ambos precisavam da simples igualdade, em muitos momentos ficou a impressão de que não havia excesso de exposição de riscos. Nos minutos finais, as equipes trocaram passes infrutíferos e receberam vaias dos torcedores presentes no Raulino de Oliveira.

O volante rubro-negro Jônatas, porém, resumiu o que realmente interessava na partida. "O jogo foi bom. Conseguimos o ponto que precisávamos", disse após o jogo.

A reação dos cariocas tem muito a ver com a chegada de Joel Santana. O técnico assumiu o cargo há oito rodadas e manteve-se invicto, conseguindo cinco vitórias e três empates. O sucesso, ao mesmo tempo que salva o Flamengo, também deve proporcionar ao treinador um novo emprego no próximo ano.

Joel tem propostas do Japão e do mundo árabe e dificilmente ficará na Gávea. Caso ele não permaneça, curiosamente, o nome pretendido pela diretoria é o de Geninho, que conduziu o Goiás à Libertadores.

A equipe rubro-negra fecha a sua participação no Brasileiro contra o rebaixado Paysandu, domingo, no Mangueirão. Já o clube da região Centro-Oeste cumprirá tabela contra o Corinthians, no Serra Dourada.

O jogo
A partida começou equilibrada, com os dois times se alternando nas ações ofensivas. O Goiás tentou chegar ao gol de Diego tocando a bola de pé em pé. Já o Flamengo optou por lançamentos e chutes de longa distância. Em um deles, aos 5min, Júnior driblou um zagueiro, mas bateu por cima.

Os rubro-negros tiveram duas chances seguidas aos 14min. Primeiro, Renato bateu cruzado e Harlei colocou a escanteio. Na cobrança, Fernando dominou na área, bateu rasteiro e novamente o goleiro fez a defesa.

Os lances determinaram o rumo do duelo nos dez minutos posteriores. O Flamengo passou a sufocar o Goiás e aos 16min Ramírez foi puxado na área por Júlio Santos. Erradamente, o árbitro Antônio Hora Filho mandou a jogada seguir.

Os mandantes continuaram desperdiçando chances. Aos 20min, Souza recebeu cara a cara com Harlei, mas finalizou nas pernas do goleiro.

O Goiás atacou perigosamente aos 22min. Paulo Baier chutou da entrada da área, a zaga afastou parcialmente e Roni chutou por cima. Pouco depois, aos 26min, Cléber Gaúcho chutou de longe e Diego espalmou.

Posteriormente, o jogo caiu de ritmo e as duas equipes passaram a errar muitos passes. A última chance do primeiro tempo foi do Goiás, aos 46min. Roni chutou cruzado e Diego defendeu.

"A partida está movimentada. Não tem jogo de compadres. Mas um ponto serve para nós", declarou, no intervalo, Paulo Baier.

A primeira demonstração de que o time esmeraldino não estava facilitando as coisas para os cariocas veio aos 2min. André Leone cabeceou após escanteio e Leonardo Moura salvou sobre a linha.

Os visitantes permaneceram superiores e aos 7min Romerito entrou livre na ponta esquerda e bateu com muito perigo. O Flamengo só acabou com sua retração aos 19min. Ramírez fez boa jogada pela direita e rolou para Obina acertar o lado de fora da rede.

Como o empate favorecia aos dois, os toques laterais e a lentidão passaram a ser constantes na parte final da partida. A sonolência foi quebrada aos 34min, quando Renato cobrou falta com violência e Harlei espalmou.

FLAMENGO
Diego; Leonardo Moura, Renato Silva, Fernando e André; Jônatas, Júnior, Souza (Fabiano) e Renato; Josafá (Obina) e César Ramírez
Técnico: Joel Santana

GOIÁS
Harlei; André Leone, André Dias e Júlio Santos; Paulo Baier, Cléber, Cléber Gaúcho, Romerito (Rodrigo Tabata) e Jadílson; Roni (Dodô) e Souza
Técnico: Geninho

Data: 27/11/2005
Local: estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Antonio Hora Filho (SE)
Auxiliares: Ivaney Alves de Lima e Edmo Oliveira Santos (ambos de SE)
Cartões amarelos: Souza (G), Romerito (G), Paulo Baier (G), Josafá (F), Cléber Gaúcho (G), Fernando (F), Renato (F), Júlio Santos (G)

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias