! Sortudo, Bota bate Cruzeiro e fica perto da meta - 20/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  20/11/2005 - 20h06
Sortudo, Bota bate Cruzeiro e fica perto da meta

Da Redação
No Rio de Janeiro

Com um gol de Ricardinho (que entrou a sete minutos do fim), contando com a "colaboração" de Edu Dracena, aos 46 minutos do segundo tempo, o Botafogo venceu o Cruzeiro por 2 a 1, de virada, no Rio, pela 40ª rodada do Brasileiro, e ficou muito próximo da vaga para a Copa Sul-Americana. O resultado também acabou de vez com o sonho do adversário em disputar a Libertadores de 2006.

RICARDINHO GANHA PRESENTE
O atacante Ricardinho, do Botafogo, ganhou de presente o gol da vitória, que na verdade foi marcado por Edu Dracena, contra. Leia mais
Com a vitória, o Botafogo pulou para a nona posição, com 56 pontos. O time só precisa de mais três pontos nos dois últimos jogos do Brasileiro para garantir matematicamente a vaga para o torneio continental. Mas, dependendo dos outros resultados da próxima rodada, a equipe carioca pode se classificar com apenas mais um ponto.

"A gente não depende de ninguém. Mesmo com um empate pode ser que as coisas se encaminhem. Mas não é isso o que queremos, a gente nunca joga para empatar e sim para ganhar", disse o técnico do Botafogo, Celso Roth.

Enquanto isso, o Cruzeiro, que ainda tinha remotíssimas chances de classificação para a Libertadores, deu adeus ao sonho de uma vez por todas com a derrota. A equipe ficou com 60 pontos e está fora da disputa por uma vaga para a principal competição interclubes do continente sul-americano.

Assim, o Cruzeiro entra em campo no próximo domingo apenas para cumprir tabela, pois o time já tem garantida a vaga para a Copa Sul-Americana. A equipe mineira enfrenta o Paraná, em Curitiba, às 16h.

Já para o Botafogo, a próxima rodada poderá sacramentar a classificação do time para a Copa Sul-Americana. A equipe enfrenta o Santos, no domingo que vem, às 16h, fora de casa. Se o alvinegro carioca vencer, garante a tão sonhada vaga.

PC É VAIADO PELOS ALVINEGROS
O técnico do Cruzeiro, Paulo César Gusmão, que comandou o Botafogo no início deste Brasileiro, foi recebido com vaias pela torcida alvinegra no estádio Luso-Brasileiro na partida deste domingo. Os botafoguenses também chamaram o treinador de "mercenário".

PC deixou o Botafogo após se desentender com a diretoria do clube por conta de problemas extra-campo. O presidente alvinegro, Bebeto de Freitas, chegou a dizer que o técnico o procurou para cobrar os seus salários atrasados, mas não reivindicou o pagamento dos mesmos para os jogadores.
Leia mais
O jogo
O Cruzeiro começou melhor e abriu o placar logo aos 8min. Diego recebeu livre na grande área, pela esquerda, driblou o goleiro Lopes e tocou no meio para Alecsandro, que estava sozinho na pequena área, com o gol vazio à sua frente. O atacante só teve o trabalho de empurrar a bola para balançar a rede.

O gol acordou o Botafogo, que equilibrou o jogo e empatou aos 19min. Ramon dominou na entrada da área e tocou em profundidade para Reinaldo, que driblou Marcelo Batatais e chutou rasteiro, no canto direito do goleiro Fábio.

Depois do gol de empate do Botafogo, o jogo ficou muito equilibrado. Ambas as equipes criaram boas chances de gol, mas esbarraram nos erros de finalizações.

O segundo tempo começou da mesma forma como terminou o primeiro. O jogo era equilibrado, mas as equipes não criavam tantas chances de gol. O primeiro lance mais perigoso só aconteceu aos 23min, quando Martinez chutou da entrada da área e a bola passou rente à trave direita do goleiro do Botafogo.

O time da casa respondeu aos 27min. Reinaldo recebeu cruzamento da esquerda pelo alto e cabeceou. A bola passou perto da trave esquerda de Fábio.

O Botafogo passou a dominar o adversário, mas não conseguia acertar o passe final e por isso pouco ameaçava. O Cruzeiro também não conseguia assustar o time carioca e o jogo ficou sem emoção.

Até que aos 35min, o Botafogo passou a jogar com um homem a menos com a expulsão do volante Leandro Carvalho. Entretanto, o Cruzeiro não soube aproveitar a vantagem numérica. Enquanto isso, o alvinegro tentava, de forma desorganizada, criar chances de gol, sem sucesso.

Até que aos 46min, Ricardinho chutou da grande área, Edu Dracena tentou cortar e fez gol contra, dando a vitória ao Botafogo. Entretanto, o árbitro Paulo Henrique de Godoy Bezerra colocou na súmula gol de Ricardinho.

BOTAFOGO
Lopes; Ruy, Rafael Marques, Scheidt e Bill (Leandro Carvalho); Jonilson, Diguinho, Juca e Ramon; Caio (Zé Roberto) e Reinaldo (Ricardinho)
Técnico: Celso Roth

CRUZEIRO
Fábio, Jonathan, Marcelo Batatais, Edu Dracena e Wagner; Maldonado, Fábio Santos, Martinez e Kelly (Adriano); Diego (Wando) e Alecsandro
Técnico: Paulo César Gusmão

Local: estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Paulo Henrique de Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Alcides Zawaski Pazetto e Carlos Berkenbrock (ambos de SC)
Cartões amarelos: Jonilson (B), Wagner (C), Juca (B), Maldonado (C), Leandro Carvalho (B), Jonathan (C), Fábio Santos (C) e Ricardinho (B)
Cartão vermelho: Leandro Carvalho (B)
Gols: Alecsandro, aos 8min, Reinaldo, aos 19min do primeiro tempo; Ricardinho, aos 46min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias