! Fortaleza humilha o Fluminense no Castelão - 20/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  20/11/2005 - 20h03
Fortaleza humilha o Fluminense no Castelão

Da Redação
No Rio de Janeiro

O "time que se recusa a perder", como Abel Braga gosta de chamar o Fluminense, dá a impressão de ter tomado gosto pela derrota. Em mais uma atuação lamentável, o Flu foi humilhado pelo Fortaleza por 5 a 1, neste domingo, no Ceará, e vê a vaga para a Libertadores ficar seriamente ameaçada.

Com o resultado, os cariocas permanecem com 68 pontos, na quarta posição, mas vêem o Palmeiras se aproximar ainda mais na tabela de classificação. Os paulistas bateram a Ponte Preta por 6 a 2 neste domingo e estão apenas um ponto atrás do Fluminense.

DE NOVO
A goleada desta noite foi a segunda pior derrota do Flu no Brasileiro. Humilhação maior só os 6 a 1 para o Paraná, no dia 8 de outubro. Curiosamente, nesses dois jogos o meia Petkovic foi substituído no intervalo. Neste domingo, o sérvio voltou a sentir dores musculares na coxa esquerda, mas garante que participará da próxima partida.

"Vou jogar. Saí para não ficar lesionado, porque estava com dores. Mas desde já só penso no Juventude", disse Pet.
Apenas os quatro primeiros colocados garantem vaga na competição continental e o Flu, que não a disputa desde 1985, corre o risco de ver o sonho mais uma vez ser adiado. Com a derrota deste domingo, os cariocas somaram a terceira derrota consecutiva no Brasileirão.

"Esse grupo saiu de uma goleada de seis para o Paraná e ficou sete jogos sem perder. Assimila bem esse tipo de situação. Não é a situação que gostaríamos de estar, mas ainda depende de nós", disse o técnico Abel Braga.

Para o vexame desta noite, pesou a péssima atuação defensiva do Fluminense. Com gritantes erros individuais e de posicionamento de seus zagueiros, laterais e goleiro, o Flu permitiu que o Fortaleza entrasse em sua área sem dificuldades.

Alheio aos erros cariocas, os donos da casa jogaram com inteligência e conseguiram um importante triunfo, que os permite sonhar em conquistar uma vaga para a Copa Sul-Americana de 2006.

"A torcida está de parabéns. Foi uma vitória muito bonita. Os jogadores entenderam bem o que era para ser feito. Todos estão de parabéns", disse o técnico Valdyr Espinosa.

Com a vitória, o Fortaleza foi para os 52 pontos e ocupa o 12º lugar, estando apenas um ponto de entrar na zona de classificação. Agora, o time terá pela frente o São Paulo, no próximo domingo, novamente no Castelão, e encerra sua participação no Brasileiro dia 4, contra o Botafogo, no Rio.

Já o Fluminense enfrentará no próximo domingo o Juventude, no estádio de São Januário, no Rio. Na última rodada, a equipe carioca terá pela frente o Palmeiras, em São Paulo, em jogo que poderá decidir o classificado para a Libertadores.

O jogo
Foi um primeiro tempo lamentável da defesa carioca. Com muitos erros individuais, o Fluminense foi presa fácil para o Fortaleza, que explorou bem a velocidade dos seus atacantes e aproveitou com competência os vacilos dos visitantes.

O primeiro erro veio aos 21min, quando Amaral levantou na área, Igor não subiu e Alex Afonso, com oportunismo, desviou de cabeça, abrindo o placar. Aos 26min, foi a vez de Kleber falhar e soltar chute de longe de Mazinho Lima. Entretanto, o goleiro se recuperou e fez milagrosa defesa no rebote de Rinaldo na seqüência.

O ataque do Flu até que criou boas chances, mas os jogadores não tiveram calma para aproveitá-las. A melhor delas foi aos 29min, quando Arouca recebeu bom passe de Leandro e na pequena área mandou na trave.

Contudo, o festival de erros dos defensores do Flu prosseguiu aos 33min, quando Alex Afonso cruzou rasteiro e Juan, inexplicavelmente, cortou para o fundo das próprias redes, fazendo o segundo gol cearense.

Aos 43min, pane geral na zaga tricolor e no goleiro Kleber. Marquinhos levantou na segunda trave, Juan e Igor olharam Alex Afonso escorar para Rinaldo, que na pequena área, sozinho, desviou de Kleber, que não saiu, e fez o terceiro. O Flu pediu impedimento, mas Gabriel Santos, mal colocado, dava totais condições ao atacante cearense.

"Eles chegaram na nossa cara e aproveitaram as chances. A gente foi lá e perdeu os gols. Essa foi a diferença", tentou disfarçar o técnico do Flu, Abel Braga, na saída para o intervalo.

Para o segundo tempo, o Fluminense voltou sem Petkovic, que saiu com dores musculares e deu vaga a Fernando. No Fortaleza, saiu Amaral e entrou Tiago Matos. Logo aos 2min, Igor se redimiu dos grosseiros erros e diminuiu para o Flu, ao completar de esquerda cruzamento na área.

Foi só. Depois disso, o Fortaleza tratou de administrar a partida, em cima de um adversário desorganizado e que tentou atacar de qualquer maneira. Desta forma, Alex Afonso fez mais um aos 34min.

Mazinho Lima arrancou pela esquerda e cruzou rasteiro. Gabriel Santos apenas olhou e Alex Afonso desviou para o gol. Na seqüência, em lance idêntico, Lúcio fechou o placar. Rinaldo cruzou da esquerda e Lúcio, sozinho na pequena área, estufou as redes de Kleber.

FORTALEZA
Albérico; Amaral (Tiago Matos), Márcio Goiano, Ronaldo Angelim (Gabriel) e Mazinho Lima; Dude, Erandir, Paulo Isidoro (Igor) e Lúcio; Rinaldo e Alex Afonso
Técnico: Valdir Espinosa

FLUMINENSE
Kleber; Schneider, Gabriel Santos, Igor e Juan; Marcão (Lino), Arouca, Petkovic (Fernando) e Leandro; Tiuí (Magrão) e Tuta
Técnico: Abel Braga

Local: estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Clever Assunção Gonçalves (MG)
Assistentes: Milton Otaviano dos Santos (RN/Fifa) e Marco Antônio Gomes (MG/Fifa)
Público pagante: 19.720
Renda: R$183.651,00
Cartões amarelos: Amaral (FOR), Marcão (FLU)
Gols: Alex Afonso, aos 21min, Juan (contra), aos 33min, Rinaldo, aos 43min do primeiro tempo; Igor, aos 2min, Alex Afonso, aos 34min, Lúcio, aos 35min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias