! Palmeiras massacra Ponte Preta e encosta no Flu - 20/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  20/11/2005 - 20h00
Palmeiras massacra Ponte Preta e encosta no Flu

Da Redação
Em Campinas

O Palmeiras depende apenas de suas forças para garantir pelo segundo ano consecutivo uma vaga na Copa Libertadores. Nesta noite de domingo, o time alviverde goleou a Ponte Preta por 6 a 2, de virada, no estádio Moisés Lucarelli, e encostou ainda mais no Fluminense, quarto colocado até o momento.

PALMEIRAS: SEXTA VITÓRIA FORA

Adversário

Placar

Data

Figueirense4 x 120/07
Juventude2 x 107/08
Paraná3 x 111/09
Botafogo2 x 108/10
Atlético-MG3 x 130/10
Ponte Preta6 x 220/11
A diferença entre eles foi reduzida agora para apenas um ponto (68 contra 67) depois que os cariocas foram derrotados por 5 a 1 pelo Fortaleza, no Ceará. Os times, aliás, se enfrentam na última rodada do Campeonato Brasileiro, no Parque Antarctica.

Apesar do excelente triunfo, o técnico Emerson Leão reduziu a empolgação. "A capacidade técnica apareceu mais quando o adversário ficou com nove jogadores e nós soubemos aproveitar. Foi um resultado atípico, e nós não merecíamos tanto. Vamos continuar com os pés-no-chão. Estou feliz pela aproximação, mas apenas conquistamos o direito de continuar sonhando com a vaga", afirmou.

Já os campineiros vivem momento totalmente oposto e chegam aos dois últimos jogos pensando apenas em lutar contra o rebaixamento. Sem vencer há quatro rodadas, o clube aparece em 16° lugar, com apenas 48 pontos, três a mais que o Coritiba, último a cair atualmente.

PONTE PRETA: NOVO JEJUM

Adversário

Placar

Data

Internacional1 x 206/11
Flamengo2 x 213/11
Coritiba1 x 217/11
Palmeiras2 x 620/11
"Com nove jogadores, não há esquema tático que suporte, ainda mais um adversário com qualidade e que usa tanto a velocidade. Temos que manter a calma para buscar as vitórias e terminar o torneio com bons resultados", disse o treinador Estevam Soares.

Com a vitória no interior paulista, o Palmeiras chega ao terceiro triunfo consecutivo e confirma a reação após viver um momento turbulento, no qual praticamente abandonou a briga pelos primeiros lugares.

A Ponte, porém, vem despencando na classificação. Depois de liderar por oito rodadas no primeiro turno, o time perdeu o embalo e não vence há quatro confrontos (três derrotas e um empate).

Na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta o Internacional, domingo, às 16h, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. No mesmo dia e horário, a Ponte Preta visita o Corinthians, no Morumbi, em São Paulo.

O jogo
Com três atacantes, formação utilizada pela primeira vez pelo técnico Estevam Soares, a Ponte Preta começou a partida pressionando e quase abriu o placar logo aos 8min. Izaías recebeu de Rissutt na área e carimbou o travessão do goleiro Marcos.

A resposta do Palmeiras veio aos 15min. André Cunha fez boa jogada pela direita, se livrou de um marcador e chutou. A bola desviou em Rafael Santos e quase entra no canto direito de Lauro, que já havia caído para o outro lado.

Dois minutos mais tarde, os campineiros abriram o placar. Evando roubou a bola de Gamarra pela direita, invadiu a área e tocou para o atacante Tico. Na pequena área e sem goleiro, ele apenas empurrou às redes adversárias.

Apesar da desvantagem, a equipe alviverde não conseguiu pressionar. Com dificuldades para passar pela marcação rival, o Palmeiras quase sofreu o segundo gol aos 28min. Evando aproveitou cruzamento da direita e cabeceou na trave.

O time da capital chegou ao empate aos 31min em uma jogada de bola parada. Cristian cobrou falta pela direita e o zagueiro Daniel desviou de cabeça, sem chances para Lauro. Aos 40min, Evando puxou Diego Souza pela camisa e, como tinha cartão amarelo, foi expulso.

Na volta do intervalo, o Palmeiras reapareceu mais ofensivo, sobretudo pela entrada de Warley no lugar de Diego Souza. Aos 10min, o time quase virou o placar depois que Cristian cobrou falta e acertou o travessão.

A virada veio aos 19min. Marcinho fez linda jogada, foi à linha de fundo e cruzou. Warley apareceu na segunda trave e apenas escorou de cabeça para o gol vazio. Pouco depois, a Ponte ficou com dois jogadores a menos, já que o meia Danilo foi expulso.

Com espaço, o Palmeiras marcou o terceiro aos 26min. Juninho recebeu de Washington, invadiu a área e tocou com estilo na saída de Lauro. Seis minutos depois, Washington recebeu na área, girou sobre a marcação e fez o quarto gol.

Aos 39min, Izaías foi derrubado na área por Daniel e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o próprio atacante bateu e descontou. Aos 43min, porém, Baiano arriscou de longe e acertou o ângulo de Lauro, fechando o placar.

PONTE PRETA
Lauro; Rissutt (André Silva), Galeano, Rafael Santos e Bruno; Ângelo, Éverton e Élson (Rafael Ueta); Izaías, Tico (Danilo) e Evando
Técnico: Estevam Soares

PALMEIRAS
Marcos; André Cunha, Daniel, Gamarra e Fabiano (Lúcio); Correa, Diego Souza (Warley), Cristian (Baiano) e Juninho; Washington e Marcinho
Técnico: Emerson Leão

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Giulliano Bozzano (DF)
Auxiliares: Eremilson Xavier Macedo e Marrubson Melo Freitas (ambos do DF)
Cartões amarelos: Correa (PAL), Diego Souza (PAL), Fabiano (PAL)
Cartões vermelhos: Evando (PON), Danilo (PON)
Gols: Tico, aos 17min, e Daniel, aos 31min do primeiro tempo; Warley, aos 17min, Juninho, aos 26min, Washington, aos 32min e aos 47min, Izaías, aos 39min, e Baiano, aos 43min do segundo tempo

Veja também

Leia mais


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias