! Atlético-PR garante América e São Caetano respira - 20/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  20/11/2005 - 17h53
Atlético-PR garante América e São Caetano respira

Da Redação
No Rio de Janeiro

Depois de "abrir mão" do Brasileiro no início para priorizar o sonho do título da Libertadores deste ano, o Atlético-PR acordou na lanterna. Mas o time se recuperou no certame nacional e foi premiado com a classificação para outra competição continental em 2006. Neste domingo, a equipe garantiu uma vaga na Copa Sul-Americana ao empatar com o São Caetano por 2 a 2, em Curitiba, pela 40ª rodada da Série A. O resultado também ajudou o adversário a respirar na briga contra o rebaixamento.

REAÇÃO DE VOLTA À AMÉRICA
O Atlético-PR pagou um preço alto por priorizar a Libertadores. O time perdeu seus seis primeiros jogos, só conseguiu conquistar a primeira vitória na 11ª rodada e amargou a lanterna por várias rodadas. A equipe também demorou a se encontrar por causa da "ressaca" pela derrota na final da principal competição sul-americana interclubes para o São Paulo.

Entretanto, ao longo do Brasileiro, o Atlético-PR conseguiu uma boa recuperação e voltará a disputar uma competição sul-americana no ano que vem.
Com o empate, o Atlético-PR foi a 58 pontos. O suficiente para manter o time na zona de classificação para a Sul-Americana (do quinto ao 11º colocado) até o final do Brasileiro, independentemente dos próximos resultados.

Isso porque o 12º colocado, que atualmente é o Fortaleza, tem 52 pontos. Como só restam mais duas rodadas para o término do Brasileiro, o time cearense só poderá chegar, no máximo, aos mesmos 58 pontos que o Atlético-PR tem e ainda faz dois confrontos diretos com times que estão na zona da Sul-Americana (São Paulo e Botafogo).

Enquanto isso, para o São Caetano, o empate ajudou o time a respirar um pouco mais aliviado. O time, que estava a dois pontos da zona do rebaixamento, agora está a três, na 17ª posição.

Na próxima rodada, o São Caetano fará um jogo de desesperados justamente contra o primeiro colocado do pelotão do rebaixamento, o Coritiba, que está na 19ª colocação, com 45 pontos. A partida de vida ou morte será disputada no ABC paulista, no domingo que vem, às 16h.

No mesmo dia e horário, o Atlético-PR, já sem ambições no Brasileiro (a equipe não pode chegar à Libertadores), recebe o igualmente desesperado Paysandu, que também luta contra o rebaixamento, em Curitiba.

O jogo
Precisando da vitória para se afastar do rebaixamento, o São Caetano deu o primeiro grande susto logo aos 8min. Somália recebeu a bola quase na pequena área, pela direita, driblou um zagueiro, mas chutou fraco. Mesmo assim, a bola ia entrando mansamente no canto esquerdo de Tiago Cardoso, mas o goleiro conseguiu defender.

O São Caetano chegou outra vez com perigo aos 11min. Somália arrancou pela esquerda e rolou no meio da grande área para Alessandro, que tocou de primeira, mas Tiago Cardoso conseguiu espalmar para fora.

O Atlético-PR teve uma excelente chance para dar o troco e abrir o placar aos 16min. Após cruzamento da direita, à meia altura, Finazzi, completamente livre na pequena área, tocou de primeira, mas pegou mal na bola e a jogou para fora.

Somália desperdiçou outra chance incrível para o São Caetano aos 28min. Ele invadiu a grande área livre, ficou cara a cara com o goleiro, mas tropeçou sozinho na bola e a deixou de graça para Tiago Cardoso defender. No contra-ataque, o Atlético-PR quase abriu o placar. Ferreira chutou forte da meia esquerda e Sílvio Luiz espalmou a bola que ia entrando no seu canto esquerdo.

O Atlético-PR voltou a assustar aos 45min. Fizazzi, livre na pequena área, recebeu cruzamento pelo alto, da esquerda e cabeceou firme, mas Sílvio Luiz fez uma defesa sensacional, salvando no reflexo.

O time da casa voltou para o segundo tempo disposto a vencer a assustou logo aos 7min. Numa cobrança de falta da meia direita, Jancarlos cruzou para a grande área e Danilo cabeceou. A bola tocou no travessão e saiu por cima do gol.

Mas aos 11min, o São Caetano abriu o placar. Triguinho recebeu lançamento na grande área, pela esquerda, ficou cara a cara com Tiago Cardoso e tocou na saída do goleiro.

O Atlético-PR tentou responder dois minutos mais tarde. Após uma confusão na grande área do São Caetano, a bola sobrou para Finazzi na marca do pênalti. Entretanto, mais uma vez, o atacante desperdiçou uma boa oportunidade, desta vez chutando por cima, rente ao ângulo direito de Sílvio Luiz.

Até que aos 21min, o Atlético-PR conseguiu chegar ao empate. Ferreira dominou pela meia direita, driblou Tiago, invadiu a grande área e chutou rasteiro, cruzado. A bola entrou no canto direito de Silvio Luiz.

O gol animou o Atlético-PR, que conseguiu a virada aos 23min. Finazzi recebeu cruzamento da esquerda, pelo alto, e cabeceou na saída de Sílvio Luiz.

Mas, aos 30min, Danilo cometeu pênalti em Triguinho. Na cobrança, já aos 32min, Márcio Richards chutou no ângulo direito do goleiro do Atlético-PR, empatando o jogo para o São Caetano.

ATLÉTICO-PR
Tiago Cardoso; Jancarlos, Danilo, Paulo André e Marín; Durval (Juliano), Alan Bahia, Cristian e Finazzi; Evandro (Schumacher) e Ferreira
Técnico: Evaristo de Macedo

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Alessandro, Gustavo, Thiago e Triguinho; Júlio César (Pingo), Paulo Miranda, Zé Luís e Márcio Richards; Jean (Márcio Mixirica) e Somália (Lei)
Técnico: Cuca

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Antonio Hora Filho (SE)
Assistentes: Antonio da Cruz dos Santos (SE) e Ivaney Alves de Lima (SE)
Cartões amarelos: Ferreira (A), Júlio César (S), Paulo André (A), Danilo (A), Pingo (S)
Gols: Triguinho, aos 11min, Ferreira, aos 21min, Finazzi, aos 23min e Márcio Richards, de pênalti, aos 32min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias