! Palmeiras leva susto, mas vence e ainda sonha - 16/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  16/11/2005 - 21h23
Palmeiras leva susto, mas vence e ainda sonha

Da Redação
Em São Paulo

Faltam apenas três rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, mas as esperanças do Palmeiras permanecem vivas. Sonhando com uma vaga na Copa Libertadores de 2006, a equipe paulista fez sua parte na noite desta quarta-feira e, no sufoco, bateu o Juventude por 3 a 2 em São Paulo, pela abertura da 39ª rodada.

MARCINHO: FIM DE JEJUM
Além de fazer o gol que garantiu a vitória do Palmeiras, Marcinho deixou o Palestra Itália encerrando um jejum pessoal. Ele não estufavava as redes adversárias havia sete partidas.

Ao superar a maior fase de "seca" desde sua chegada ao Verdão, Marcinho chegou a 18 gols no Campeonato Brasileiro e continua como principal artilheiro da equipe no torneio.
Depois de abrir 3 a 1, o time alviverde quase transformou seu sonho em pesadelo aos 46min, quando Alceu cometeu pênalti em Enílton. Marcos, então, fez o que bem sabe e salvou a equipe ao defender a cobrança do atacante, saindo como um dos heróis do confronto.

No entanto, não basta ao Palmeiras cumprir seu papel na reta final para chegar a seu objetivo. Em quinto lugar, agora com 64 pontos, o time comandado por Emerson Leão precisa torcer por tropeços de Goiás ou Fluminense para poder disputar o principal torneio das Américas.

"Não sei se dá para sonhar ainda, mas temos que esquecer os outros, fazer nossa parte e ganhar os jogos que nos restam, mesmo que com dificuldades, como aconteceu hoje [quarta-feira]", disse Marcos.

O resultado desta noite confirma os números obtidos por Palmeiras e Juventude neste Nacional. Melhor anfitriã do torneio, a equipe paulista conquistou sua 13ª vitória como mandante, contabilizando ainda quatro empates e três derrotas.

O QUE RESTA AO PALMEIRAS
DataAdversárioLocal
20/11Ponte PretaCampinas
27/11InternacionalPorto Alegre
04/12FluminenseSão Paulo
O Juventude, por sua vez, segue se mostrando um visitante muito bem-vindo pelos adversários. Fora de Caxias, a equipe dirigida por Hélio dos Anjos obteve apenas dois triunfos e 13 derrotas com a desta noite, além de cinco empates.

O time gaúcho, assim, perde boa oportunidade de se aproximar da faixa de classificação à Copa Sul-Americana. Somando 49 pontos, se praticamente não tem mais chances de cair á Série B, o Juventude vai se distanciando da competição internacional que lhe renderia boa visibilidade.

As duas equipes voltam a campo no próximo final de semana, pela 40ª rodada do Nacional. No sábado, o Juventude recebe o Goiás, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Já o Palmeiras, no dia seguinte, visita a Ponte Preta em Campinas, no Moisés Lucarelli.

O jogo
As duas equipes começaram a partida criando boas chances. A primeira foi do Palmeiras, que no primeiro minuto de bola rolando teve Diego Souza disparando forte de fora da área. Rafael rebateu e Washington, na sobra, mandou sobre o travessão.

O Juventude deu o troco aos 4min. O lateral-esquerdo Roger partiu para cima da marcação de Daniel, fintou o zagueiro e chutou sobre a meta de Marcos, desperdiçando importante oportunidade. O ímpeto dos dois times, porém, caiu na seqüência, sobretudo em razão dos passes errados.

Tanto que a equipe paulista só voltou a levar perigo a Rafael em cobrança de falta de Marcinho, que raspou o travessão da meta gaúcha. O Juventude fez Marcos trabalhar em chute de dentro da área de Marcelinho, após bom passe de Juliano.

O Palmeiras, após os 30 minutos iniciais, melhorou na partida e passou a ter o domínio ofensivo. Depois de gol bem anulado de Washington, Correa exigiu grande defesa de Rafael no canto superior direito e Juninho arriscou de fora da área, mandando a bola rente à trave.

Michael também assustou Rafael. Correa cruzou pelo alto da direita, a bola desviou no meio do caminho e o lateral-esquerdo cabeceou no chão, acertando o travessão dos gaúchos, que só chegaram ao ataque em jogadas aéreas.

Depois do intervalo, o Palmeiras conseguiu abrir o placar aos 4min. Em rápido contra-ataque, Marcinho fez belo lançamento para Juninho no meio-campo. O armador dominou bem no peito, invadiu a área e tocou com categoria na saída de Rafael, sem chances de defesa.

O Juventude tentou descontar com Enílton, aos 13min, mas ele parou em defesa de Marcos e viu os anfitriões aumentarem a diferença no lance seguinte. André Cunha levantou a bola da direita, Marcinho tentou desviar e Washington cabeceou para o gol, meio desajeitado.

Os gaúchos não desanimaram e diminuíram com Tucho, em cobrança de falta aos 22min. Mas a reação parou temporariamente diante da ofensividade palmeirense. E da bela atuação de Marcinho. Depois de parar em defesa de Rafael e na trave, o camisa 11 deixou sua marca com belo gol aos 30min, chutando forte em rebote da entrada da área.

O Palmeiras, então, recuou e tomou o segundo aos 43min, quando Josiel ganhou dividida na área depois de passe de Enílton e fuzilou contra a meta de Marcos. O goleiro, logo em seguida, manteve vivo o sonho dos anfitriões ao defender pênalti batido (e sofrido) por Enílton.

PALMEIRAS
Marcos, Correa (André Cunha), Daniel, Gamarra e Michael (Warley); Alceu, Marcinho Guerreiro (Roger), Juninho e Diego Souza; Marcinho e Washington
Técnico: Leão

JUVENTUDE
Rafael; Éderson, Daniel Barion (Jardel) e Índio; Juliano, Ramalho, Lauro (Didé), Tucho e Roger; Enílton e Marcelinho (Josiel)
Técnico: Hélio dos Anjos

Local: estádio Parque Antarctica, em São Paulo (SP)
Árbitro: Domingos Viana Filho (PA)
Auxiliares: Jorge Mourão (PA) e Márcio Dias (PA)
Público: 3.097 pagantes
Renda: R$ 41.550,00
Cartões amarelos: Índio (J), Marcinho Guerreiro (P), Marcinho (P), Éderson (J), Warley (P)
Gols: Juninho, aos 4min, Washington, aos 14min, Tucho, aos 22min, Marcinho, aos 30min, e Josiel, aos 43min do segundo tempo

Veja também

Leia mais


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias