! Paraná vence e atrapalha outro 'sonhador' - 06/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  06/11/2005 - 17h55
Paraná vence e atrapalha outro 'sonhador'

Da Redação
Em São Paulo

Depois de frustrar o vice-líder Internacional na partida anterior, o Paraná, desta vez, complicou um adversário da parte de baixo da tabela. Na tarde deste domingo, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time tricolor recebeu o Paysandu no Pinheirão, em Curitiba, e triunfou por 2 a 0.

CHOQUE AÉREO
A torcida e os jogadores do Paraná levaram um susto aos 27min do primeiro tempo. Em disputa aérea, Neguette e Váldson bateram cabeça, literalmente, e ficaram estirados no gramado.

Enquanto o defensor do Paysandu voltou para a partida depois de ter sangramento estancado, Neguette precisou de mais cuidados e foi substituído por Fernando Gaúcho.

Embora tenha se levantado depois do choque, o zagueiro do Paraná acabou levado para o Hospital Evangélico de Curitiba para realizar exames.

De acordo com o departamento médico do clube paranaense, a pancada aconteceu próxima à região do supercílio esquerdo e Neguette deixou o campo consciente, respirando normalmente.
Ainda sonhando com uma vaga inédita na Copa Libertadores de 2006, a equipe paranista vai se assegurando na Copa Sul-Americana. Agora totalizando 57 pontos, o Paraná sobe para o sexto lugar na classificação geral, passando Santos e Cruzeiro.

Além disso, o time de Luiz Carlos Barbieri impõe outra dura derrota a um oponente em situação tensa. Na última quinta-feira, impediu o Internacional de diminuir para três pontos a diferença do líder Corinthians. Neste domingo, deixou o Paysandu em situação ainda mais desesperadora.

O time paraense, com o tropeço, segue com 38 pontos e na zona de rebaixamento à Segunda Divisão. Restando cinco rodadas para o final da competição nacional, o clube de Belém definirá no próximo mês seu futuro na temporada seguinte.

A partida deste domingo também opôs dois dos principais artilheiros do Brasileiro até o início da rodada. Róbson, autor de 21 gols, levou a pior diante do atacante Borges. O camisa 9 do Paraná marcou o segundo gol de sua equipe no jogo e foi a 19, empatando com Alex Dias (do Vasco) na segunda "colocação".

Na próxima rodada, os dois clubes jogam no sábado, dia 12, às 18h10 (de Brasília). O Paysandu recebe o Atlético-MG no estádio Mangueirão, em Belém, em duelo direto na briga contra o rebaixamento. Já o Paraná visita o Botafogo no Rio de Janeiro, no Luso-Brasileiro.

O jogo
Empurrado por sua torcida, que compareceu em bom número ao Pinheirão, o Paraná começou melhor a partida. Trocando passes rápidos, a equipe anfitriã chegou com perigo à meta adversária logo nos primeiros minutos, com Maicosuel.

PLACA PARA SANDRO
O meia-atacante Sandro recebeu uma homenagem na tarde deste domingo, antes da partida diante do Paysandu. O jogador marcou o gol número mil do Campeonato Brasileiro 2005 no dia 8 de outubro, na vitória por 6 a 1 sobre o Fluminense.

"É uma alegria na minha carreira e fico muito feliz por ter feito esse gol, ajudando o Paraná", disse Sandro, titular no setor ofensivo do time tricolor ao lado de Borges. Ele fez dois gols na rodada passada, diante do Internacional, e desbancou André Dias e Fernando Gaúcho.
Aos 9min, o meia aproveitou rebote de cobrança de falta, driblou o marcador e bateu com força, mas sobre o zagueiro Váldson. Pouco depois, o mesmo Maicosuel avançou pela direita e chutou cruzado, para boa defesa de Alexandre Fávaro.

O goleiro do Paysandu voltou a ter trabalho aos 18min, parando boa cobrança de falta do lateral-direito Neto. No outro gol, Flávio levou o primeiro susto aos 21min. Gian lançou Rafael Moura na esquerda e, depois do cruzamento, ele mesmo concluiu de primeira, sobre o camisa 1.

Superior em campo, o Paraná aumentou sua pressão sobre o time paraense após os 30min, quando ficou mais ofensivo devido à entrada do atacante Fernando Gaúcho no lugar do zagueiro Neguette, que deixou o gramado machucado.

No 4-4-2, a equipe anfitriã, por outro lado, cedeu mais espaços ao Paysandu nos contra-ataques. Dessa maneira, aos 44min, o time bicolor quase abriu o placar com Rafael Moura, prensado no momento do chute por Daniel Marques depois de receber belo passe de Rodrigo.

Após o intervalo, as duas equipes voltaram com maior disposição ofensiva. E o Paraná aproveitou melhor os primeiros minutos para abrir o placar. Aos 6min, Neto cruzou da direita e o zagueiro Marcos subiu mais que a defesa adversária para, de cabeça, estufar as redes de Alexandre Fávaro.

Empolgado, o time tricolor ampliou a vantagem pouco depois, aos 17min. Novamente após jogada de Neto pela direita, Borges recebeu passe dentro da área, cortou o marcador no domínio e bateu com força para superar Fávaro.

Carlos Alberto Torres, então, fez as três alterações a que tinha direito para tentar acordar o Paysandu, sobretudo no setor ofensivo. No entanto, o Paraná soube administrar a vantagem com sabedoria para garantir mais um triunfo no Brasileirão.

PARANÁ
Flávio; Marcos, Daniel Marques (João Paulo) e Neguette (Fernando Gaúcho); Neto, Pierre, Mário César, Maicosuel (Beto) e Edinho; Sandro e Borges
Técnico: Luiz Carlos Barbieri

PAYSANDU
Alexandre Fávaro; Jamur (Ademilson), Marquinhos, Váldson e Cléber; Vanderson, Marabá, Rodrigo e Gian (Luís Augusto); Rafael Moura (Zé Augusto) e Róbson
Técnico: Carlos Alberto Torres

Local: estádio Pinheirão, em Curitiba (PR)
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (Fifa-PE)
Auxiliares: Luciano José Coelho Cruz e José Pedro Wanderlei da Silva (ambos de PE)
Cartões amarelos: Marabá (PAY), Pierre (PAR), Daniel Marques (PAR), Vanderson (PAY), Váldson (PAY)
Gols: Marcos, aos 6min, Borges, aos 17min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias