! Atlético-PR vence o Paraná e é o melhor do estado - 30/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  30/10/2005 - 17h58
Atlético-PR vence o Paraná e é o melhor do estado

Da Redação
No Rio de Janeiro

Depois de ficar muitas rodadas na zona de rebaixamento e como o pior time paranaense no Campeonato Brasileiro, o Atlético-PR passou a ostentar o rótulo de melhor equipe do estado ao vencer o Paraná Clube por 2 a 1. A partida, válida pela 35ª rodada da competição, aconteceu na tarde deste domingo, na Arena da Baixada.

Com o resultado positivo, o Atlético-PR chegou aos 51 pontos e, embora apareça na classificação com a mesma pontuação do Paraná, leva a melhor no número de vitórias. São 15 triunfos atleticanos contra 14 paranistas.

TABUS PRÓ-ATLÉTICO-PR
Na tarde deste domingo, um tabu foi mantido e outro quebrado no clássico entre Atlético-PR e Paraná. O time rubro-negro manteve a escrita de nunca ter sido derrotado pelo rival jogando na Arena da Baixada.

Além disso, o Paraná permitiu que o Atlético-PR quebrasse um tabu de mais de 20 meses. Durante esse tempo, as duas equipes se enfrentaram três vezes, com duas vitórias paranistas e um empate.

Antes do triunfo deste domingo, a última vez que o Atlético-PR havia vencido o Paraná foi no dia 8 de fevereiro de 2004, quando o rubro-negro anotou 3 a 0, em jogo válido pelo Campeonato Paranaense.
O time do técnico Evaristo de Macedo, que venceu seis dos últimos sete jogos, passou a ocupar a oitava colocação, na zona de classificação para a Copa Sul-Americana. Entretanto, os jogadores ainda acreditam na difícil conquista de uma vaga na Libertadores.

"Mostramos que somos o melhor time daqui. Vencemos o Coritiba e agora o Paraná. Voltar à Copa Libertadores ainda é um sonho distante, mas vamos buscar. Se não conseguirmos, ficamos com a Sul-Americana", disse o zagueiro Danilo.

O Paraná, que mal teve tempo de descansar da desgastante derrota para o São Caetano, na última sexta-feira, conheceu sua terceira derrota seguida na competição. Antes do Atlético-PR, a equipe havia perdido para Figueirense (2 a 0) e Corinthians (1 a 0), em jogos que aconteceram fora de casa.

Na tarde deste domingo, a equipe criou boas chances e poderia até ter saído com um resultado melhor. Mas permitiu que o adversário fosse mais eficiente e, embora tenha apertado no fim do jogo, não conseguiu sequer o empate.

"Clássico se decide com vontade e nos detalhes. Pagamos pelos erros, mas fomos superiores nos dois tempos. Agora vamos tentar a recuperação contra o Internacional", disse o volante Mário César.

Nesta quinta-feira, às 20h30, as duas equipes voltam a campo pela 36ª rodada. O Paraná enfrentará o Internacional, em Cascavel, enquanto o Atlético-PR viajará até o Rio de Janeiro para jogar contra o Vasco, no estádio de São Januário.

O jogo
O Atlético-PR começou o clássico e logo de cara teve uma boa chance. Não fosse por uma boa saída do goleiro Flávio, Finazzi teria aberto o placar logo a 1min. Dois minutos depois, Dagoberto chutou rasteiro e a bola passou rente à trave.

Entretanto, depois desse lance, as duas equipes se fecharam na marcação e o jogo ficou amarrado. O Paraná equilibrou as ações ofensivas, mas só conseguiu criar uma chance aos 32min, depois de falha do zagueiro Thiago Almeida. Sandro aproveitou o erro do adversário e chutou para Tiago Cardoso fazer boa defesa.

O Atlético-PR ameaçava com muitos cruzamentos para a área até que em um deles conseguiu o primeiro gol. Aos 42min, o capitão Marcão cruzou para Lima, que protegeu e fez o passe para Finazzi, livre. O atacante tocou à direita do goleiro e marcou seu nono gol no campeonato.

Para a segunda etapa, o técnico Luiz Carlos Barbieri fez duas mudanças. Ele tirou Edinho e Éder para as entradas de Vicente e Thiago Neves, respectivamente. Mas as alterações não surtiram efeito e foi o Atlético-PR que ampliou.

Aos 9min, Finazzi recebeu longo lançamento e chutou em cima de Flávio, que saiu para abafar o lance. O rebote sobrou para o próprio Finazzi, que tocou para o fundo das redes, marcando o seu segundo gol na partida.

Mas o Paraná não estava entregue e, aos 23min, diminuiu com Borges. O atacante foi até a linha de fundo e cruzou. A bola quicou na frente do goleiro Tiago, bateu na sua cabeça e entrou. Foi o 18º gol de Borges, que agora está a apenas três do artilheiro Róbson, do Paysandu.

O Paraná se animou com o gol e partiu em busca do empate. Aos 29min, o time paranista ganhou ainda mais motivação, já que Dagoberto foi expulso. O atacante do Atlético-PR simulou pênalti e, como já havia levado um cartão amarelo, recebeu o segundo.

Nos últimos minutos, jogando com um a menos, o Atlético-PR recuou e ficou esperando o Paraná. O time conseguiu segurar o ímpeto do rival e garantiu a vitória.

ATLÉTICO-PR
Tiago Cardoso; Thiago Almeida, Paulo André, Danilo e Marcão; Cristian, André Conceição, Evandro (Ferreira) e Lima (Durval); Dagoberto e Finazzi (Dênis Marques)
Técnico: Evaristo de Macedo

PARANÁ
Flávio; Daniel Marques, Marcos e Aderaldo (Fernando Gaúcho); Neto, Pierre, Mário César, Éder (Thiago Neves) e Edinho (Vicente); Borges e Sandro
Técnico: Luiz Carlos Barbieri

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Márcio Resende de Freitas (SC/Fifa)
Auxiliares: Alcides Zawaski Pazetto (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
Cartões amarelos: Marcão (A), Mário César (P), Borges (P), Danilo (A), Dagoberto (A), Aderaldo (P)
Gols: Finazzi, aos 42min do primeiro tempo; Finazzi, aos 9min, e Borges, aos 23min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias