! São Caetano engrena com Picerni e freia Paraná - 28/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  28/10/2005 - 17h51
São Caetano engrena com Picerni e freia Paraná

Da Redação
Em São Paulo

A combinação Jair Picerni-São Caetano parece voltar a fazer sucesso. Nesta tarde de sexta-feira, o clube do ABC paulista venceu o Paraná por 3 a 1, em Curitiba, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, e entrou de vez na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana da próxima temporada.

INÍCIO 'ILUMINADO'
Na partida de quinta-feira, o São Caetano precisou de apenas 1min para abrir o placar contra o Paraná, gol do atacante Somália.

A queda de energia que atingiu o estádio do Pinheirão, no entanto, impediu que o clube paulista continuasse com a vantagem.

Nesta tarde de sexta-feira, no reinício do confronto, o time do ABC balançou as redes logo aos 4min, desta vez com Edílson.

"Temos que aproveitar sempre esses momentos para conseguir marcar rapidamente", afirmou o experiente atacante.
A partida seria disputada na noite de quinta-feira, mas acabou interrompida logo aos 3min do primeiro tempo por causa da queda de energia no estádio Pinheirão. Depois de 51min de paralisação, o árbitro Jamir Carlos Garcez optou por transferir o duelo para esta tarde.

O resultado obtido coloca o São Caetano na 14ª colocação, com 44 pontos, apenas um a menos que o Fortaleza, atual último classificado para a competição internacional.

Para melhorar, o clube da Grande São Paulo vive novo momento com a chegada de Picerni e não perde há quatro rodadas. Depois de um início irregular, o treinador acumula três vitórias, três empates e três derrotas.

"Conseguimos fazer três gols no primeiro tempo e isso nos deu calma para administrar o resultado. Essa vitória foi muito importante no momento em que estamos crescendo novamente", afirmou o volante Zé Luís.

Já o Paraná perde boa oportunidade de encostar no grupo que vai à Copa Libertadores. Com o tropeço em casa, o time estaciona nos 51 pontos e vê o Fluminense, quarto, abrir oito de vantagem.

"Fizemos um início de partida muito ruim. Depois, ficou complicado reagir porque o time deles se fechou atrás", lamentou o atacante Borges, que marcou seu 17° gol no certame.

Esta, aliás, é a terceira derrota consecutiva dos comandados de Luiz Carlos Barbieri. O último triunfo aconteceu na goleada por 6 a 1 sobre o Fluminense, no dia 8 de outubro. Depois disso, a equipe foi batida por Figueirense e Corinthians.

O Paraná volta a campo no próximo domingo para enfrentar o arqui-rival Atlético-PR, às 16h, na Arena da Baixada. O São Caetano recebe o São Paulo, no mesmo dia, às 18h10, no estádio Anacleto Campanella.

O jogo
Assim como aconteceu na partida cancelada, o São Caetano não demorou a abrir o placar. Aos 4min, Zé Luís cobrou falta de longe, a bola desviou na barreira e sobrou para o atacante Edílson bater rasteiro, no canto direito do goleiro Flávio.

BORGES CABEÇA QUENTE
O atacante Borges não esteve em suas tardes mais calmas nesta sexta-feira, contra o São Caetano.

No primeiro tempo, o jogador trocou empurrões com o companheiro de time Éder depois que o armador errou uma cobrança de falta.

Na etapa complementar, a "vítima" foi o atacante Wellington Paulista, que entrara no segundo tempo. Ambos discutiram e por pouco não chegaram a se agredir.
Mesmo com o gramado encharcado por causa das chuvas em Curitiba, o Paraná foi para cima. No entanto, o time da casa parou na forte marcação adversária e praticamente não acionou o goleiro Sílvio Luiz até aos 20min.

Fechado no campo de defesa, o São Caetano só se arriscava em jogadas de bola parada. E foi dessa forma que chegou ao segundo gol. Aos 23min, Zé Luís aproveitou cobrança de escanteio de Jean e, na primeira trave, cabeceou sem marcação para ampliar.

Com espaço para atacar, os visitantes ainda marcaram o terceiro aos 36min. Em falha do volante Rafael Muçamba, Edílson ficou com a bola sem marcação e, na saída do goleiro Flávio, chutou no canto direito alto, ampliando a vantagem.

Na volta do intervalo, o Paraná reapareceu mais ofensivo, principalmente pela entrada do atacante Wellington Paulista no lugar de Fernando Gaúcho. A primeira boa chance veio aos 16min, quando Neto cobrou falta raspando a trave direita de Sílvio Luiz.

Aos 21min, Mário César pegou rebote da defesa e chutou forte da entrada da área. O goleiro rival fez bela defesa no canto direito, mas soltou nos pés de Borges. O atacante tocou para o meio da área, e Neto cortou para fora.

O Paraná conseguiu diminuir aos 30min. Borges recebeu passe na área, girou e chutou rasteiro, acertando o canto esquerdo de Sílvio Luiz. Nos minutos finais, a equipe foi para cima, mas não conseguiu fazer o segundo.

PARANÁ
Flávio; Neto, Daniel Marques, Marcos e Edinho (Vicente); Rafael Muçamba, Beto (Sandro), Mário César e Éder; Borges e Fernando Gaúcho (Wellington Paulista)
Técnico: Luiz Carlos Barbieri

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Douglas, Thiago e Neto; Alessandro, Zé Luís, Júlio César e Triguinho; Jean (Claudecir), Somália (Fábio Pinto) e Edílson (Márcio Mixirica)
Técnico: Jair Picerni

Local: estádio do Pinheirão, em Curitiba (PR)
Árbitro: Jamir Carlos Garcez (DF)
Auxiliares: Eremílson Xavier Macedo (DF) e Rogério Monteiro Oliveira (DF)
Cartões amarelos: Edinho (P), Thiago (SC), Triguinho (SC)
Gols: Edílson, aos 4min e aos 36min, Zé Luís, aos 23min do primeiro tempo; Borges, aos 30min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias