! Flu busca empate no ABC, mas não tem forças para virar outra - 21/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  21/10/2005 - 22h20
Flu busca empate no ABC, mas não tem forças para virar outra

Da Redação
No Rio de Janeiro

Desta vez não foi possível uma nova virada. Mesmo com um jogador a mais em boa parte do jogo, o Fluminense empatou por 2 a 2 com o São Caetano, no ABC paulista, e pode ficar mais distante da disputa pelo título do Campeonato Brasileiro.

Fotocom
Pet tenta sair da marcação do São Caetano; Fluminense sai perdendo, mas arranca empate
Empolgado após suas últimas três vitórias na competição, todas de virada, sobre Santos, Juventude e Botafogo, o Fluminense conseguiu sair de um placar adverso de 2 a 0, dois gols de Somália, e buscou o empate por 2 a 2 após a expulsão de Ricardo Lopes, com Marcão e Arouca. Faltou força, porém, para conseguir nova vitória.

Em uma longa seqüência de partidas, sete em 21 dias, o Fluminense chegou aos 55 pontos ganhos em 32 jogos. No entanto, o time tricolor irá completar suas 33 partidas na competição na próxima segunda, com o jogo remarcado com o Brasiliense, no Rio de Janeiro.

A equipe tricolor está agora oito pontos atrás do Corinthians, líder da competição. A equipe alvinegra joga neste sábado, em casa, contra o Paraná Clube e, também na segunda-feira, completa seus 33 jogos no clássico remarcado contra o São Paulo.

Com o cansaço, o ponto conquistado fora de casa foi considerado positivo pelos tricolores. "O mais importante foi este ponto somado fora de casa. Saímos perdendo por 2 a 0 e conseguimos empatar", afirmou Arouca.

Já o São Caetano, que completou quatro jogos sem derrotas, foi aos 41 pontos e segue em uma posição intermediária na competição. O time paulista briga por um lugar na Copa Sul-Americana, mas também não pode esquecer a disputa contra o rebaixamento, já que está sete pontos à frente das equipes na área da degola.

O empate em casa, inclusive, não agradou aos jogadores do São Caetano. O goleiro Silvio Luiz lamentou o fato de sua equipe ter construído boa vantagem e cedido a igualdade. O camisa 1, inclusive, não poupou críticas a Ricardo Lopes, expulso aos 29min do primeiro tempo. "Foi infantilidade ficar com um jogador a menos. Faltou maturidade", afirmou o goleiro.

O jogo
O Fluminense assustou logo em dois lances parecidos. Aos 4min, Petkovic cruzou da direita e Igor, na pequena área, tocou de cabeça por cima do gol. Três minutos depois, após outro cruzamento do sérvio, Tuta tocou, mas a bola bateu em Somália e não entrou.

Apesar do bom início, o Flu acabou saindo atrás no marcador. Aos 16min, Thiago avançou como um ponta-esquerda e tocou no meio para Edílson. O camisa 10, ameaçando o chute, rolou na direita para Somália. O atacante dominou, esperou Kleber cair e fez belo gol.

O São Caetano cresceu com o gol e quase ampliou aos 21min. Canindé recebeu ótimo passe de Thiago, na área, mas chutou para fora. Aos 28min, porém, o time paulista ampliou. Jean cruzou da direita e Somália, dividindo pelo alto, marcou mais um.

A partida começou a mudar um minuto depois. Ricardo Lopes recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Na cobrança da falta, Petkovic cruzou na área e Marcão, com um leve desvio, diminuiu.

O Flu se empolgou e passou a jogar no campo de ataque. Aos 36min, Petkovic fez ótimo passe para Lenny, na esquerda. O atacante avançou e bateu cruzado. Silvio Luiz fez boa defesa. Foi a última boa chance do time tricolor na etapa inicial.

Mais compacto em sua defesa, apesar de ter um jogador a menos, o São Caetano conseguiu evitar a pressão do Fluminense no início do segundo tempo. Além disso, o time paulista ainda assustou aos 12min, em chute de Triguinho defendido por Kleber.

Mesmo tocando a bola no ataque, o Flu demorou para chegar. Aos 14min, Marcão tocou de peito para Adriano Magrão, que bateu por cima do gol. Nova chance aconteceu apenas aos 27min, em cabeçada de Tuta por cima do gol paulista.

A terceira oportunidade, porém, não foi desperdiçada. Arouca tocou para Adriano Magrão e recebeu bom passe de volta, já dentro da área. O meia bateu cruzado, no canto direito baixo de Silvio Luiz, e empatou a partida. O empate, porém, não empolgou o suficiente para o Fluminense buscar mais uma virada no campeonato.

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Douglas, Thiago (Gustavo) e Neto; Ricardo Lopes, Zé Luís, Júlio César e Canindé (Triguinho); Jean (Pingo), Somália e Edílson
Técnico: Jair Picerni

FLUMINENSE
Kleber; Schneider, Zé Carlos, Igor e Juan (Adriano Magrão); Marcão, Arouca, Fernando (Maicon) e Petkovic; Lenny (Rodrigo Tiuí) e Tuta
Técnico: Abel Braga

Data: 21/10/2005
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP)
Árbitro: Paulo Henrique de Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Vayran da Silva Rosa e Alcides Zawasky Pazetto (ambos de SC)
Cartões amarelos: Maicon (F), Maicon (F), Petkovic (F), Gustavo (SC), Marcão (F)
Cartão vermelho: Ricardo Lopes (SC)
Gols: Somália, aos 16min e aos 21min, e Marcão, aos 29min do primeiro tempo; Arouca, aos 29min do segundo tempo


Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias