! Figueirense vence e freia subida do Paraná - 15/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  15/10/2005 - 19h56
Figueirense vence e freia subida do Paraná

Da Redação
Em São Paulo

O Figueirense voltou a respirar na briga contra o rebaixamento para a Série B. Nesta noite de sábado, o clube de Santa Catarina derrotou o Paraná por 2 a 0, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, mas ainda continua no grupo dos quatro últimos do Campeonato Brasileiro.

PARANÁ: FIM DA SÉRIE INVICTA

Adversário

Placar

Data

Brasiliense4 x 121/09
Fortaleza 2 x 224/09
Coritiba3 x 201/10
Atlético-MG1 x 004/10
Fluminense6 x 108/10
Figueirense0 x 215/10
"Estamos trabalhando para sair dessa situação. Conseguimos fazer uma bela apresentação e esse placar vai nos dar ainda mais confiança para continuar lutando", afirmou o zagueiro Cléber.

Com o resultado, o time dirigido por Adílson Batista alcança o 20° lugar, com 33 pontos, porém, não consegue superar Atlético-MG e Vasco, que possuem a mesma marca e ainda jogam domingo no complemento da rodada. Além disso, o Figueirense não abre vantagem para Brasiliense e Paysandu, outros dois que triunfaram neste final de semana e foram a 32.

Já o Paraná perde ótima oportunidade de entrar na zona de classificação para a Copa Libertadores. A equipe de Luiz Carlos Barbieri permanece com 51 pontos, agora em sexto lugar por causa da vitória do Fluminense sobre o Botafogo.

O tropeço, aliás, interrompe uma série de cinco jogos sem derrota dos curitibanos. A última havia sido para a Ponte Preta, no dia 17 de setembro, em Campinas. Neste período, os paranistas conquistaram quatro vitórias e apenas um empate.

"Nada está perdido. Não conseguimos fazer uma boa partida e o Figueirense é o time forte. Ainda estamos na briga e vamos trabalhar ainda mais para conseguir essa vaga", disse o atacante Borges, artilheiro do time com 16 gols.

O Figueirense volta a campo na próxima quarta-feira para enfrentar o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. A partida foi anulada pelo STJD por causa do envolvimento do árbitro Edílson Pereira de Carvalho com a máfia do apito. No primeiro duelo, os catarinenses venceram por 4 a 1.

Já o Paraná visita o Corinthians apenas no domingo seguinte. O duelo está marcado para às 16h, no estádio do Pacaembu, em São Paulo.

O jogo
Precisando vencer, o Figueirense iniciou a partida no ataque e não demorou a abrir o placar. Logo aos 14min, Alessandro foi à linha de fundo pela esquerda e cruzou. Neguete se atrapalha com Parral e acabou colocando a bola para dentro do próprio gol. O árbitro, porém, assinalou o gol para o atacante catarinense.

Com o adversário apresentando muitas falhas na defesa, o time de Santa Catarina continuou pressionando e conseguiu ampliar dois minutos mais tarde. Edmundo recebeu de Adriano na área e chutou no canto direito do goleiro Flávio.

Aos 20min, o Paraná reclamou de uma penalidade, quando Borges invadiu a área e foi derrubado por Cléber. No rebote, André Dias ficou com a bola e, sem goleiro, chutou à esquerda de Gustavo.

Três minutos depois, o Figueirense quase marcou mais um. Cléber aproveitou levantamento de Edmundo e desviou de cabeça. O goleiro Flávio se esticou todo para evitar que a bola entrasse por cobertura e por pouco não caiu com ela para dentro da meta.

Na volta do intervalo, o Paraná reapareceu mais ofensivo. No entanto, o time dava muitos espaços para o Figueirense jogar nos contra-ataques e levar bastante perigo aos defensores tricolores.

Aos 11min, Edmundo carimbou a trave adversária. Em cobrança de falta pelo meio, o camisa 10 bateu colocado e acertou o poste esquerdo do goleiro Flávio, que foi para o lance, mas não conseguiu tocar na bola.

A partir dos 20min, o Paraná voltou a cair de rendimento, principalmente com a falta de criatividade no meio-campo. Melhor para o Figueirense, que passou a trabalhar a bola com mais tranqüilidade e a administrar o resultado em Florianópolis.

FIGUEIRENSE
Gustavo; Paulo Sérgio, Cléber, Vinícius e Marquinhos Paraná; Carlos Alberto, Bilu, Rodrigo Souto (Márcio Martins) e Edmundo; Alessandro (Moreira) e Adriano (Alexandre)
Técnico: Adílson Batista

PARANÁ
Flávio; Daniel Marques, Neguete (Sandro) e Aderaldo; Neto, Pierre, Mário César, Éder (Maicossuel) e Parral; Borges e André Dias (Fernando Gaúcho)
Técnico: Luiz Carlos Barbieri

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)
Auxiliares: José Ricardo Maciel Linhares e Alfonso Scarpati (ambos do ES)
Cartões amarelos: Aderaldo (P), Daniel Marques (P), Bilu (F), Carlos Alberto (F), Parral (P), Adriano (F), Daniel Marques (P), Rodrigo Souto (F), Neto (P)
Gols: Alessandro, aos 14min, e Edmundo, aos 16min do primeiro tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias