! São Caetano e Inter empatam e metas ficam longe - 11/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  11/10/2005 - 22h19
São Caetano e Inter empatam e metas ficam longe

Da Redação
Em São Paulo

O São Caetano queria se afastar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O Internacional queria se aproximar do líder Corinthians. No entanto, o empate por 1 a 1, nesta terça-feira à noite, em São Caetano do Sul, atrapalhou as duas equipes.

RS X STJD
A OAB-RS e alguns ex-dirigentes do Internacional ainda não desistiram da batalha contra o STJD. Várias medidas contra a anulação de 11 jogos do Campeonato Brasileiro estão surgindo, prometendo levar adiante a polêmica do escândalo da arbitragem. Leia mais
O time gaúcho, que segue sem vencer o São Caetano na casa do adversário - cinco jogos, três empates e duas derrotas -, completou seu 30º jogo na competição somando 53 pontos. O Corinthians, com uma partida a menos, já soma 59. "Mas ainda vamos atrás do nosso objetivo que é o título", garantiu o atacante Fernandão.

Para o São Caetano, o empate deixa a equipe ainda próxima da disputa para evitar a queda para a Segunda Divisão. O time do ABC soma 37, apenas cinco acima do Vasco, o primeiro na lista dos possíveis rebaixados. A equipe carioca, porém, tem dois jogos a menos.

Em campo, o Internacional não conseguiu repetir o futebol vibrante da vitória por 3 a 0 sobre o São Paulo, na última quarta. A equipe gaúcha só conseguiu pressionar no início do jogo, mas sem marcar. Para Fernandão, o Inter poderia ter vencido a partida.

"Fez falta [os gols perdidos] porque criamos muito mais oportunidades e poderíamos ter até vencido com tranqüilidade. Procuramos todo o tempo a vitória. Mas levamos um gol em contra-ataque", analisou.

MÁ FASE
No dia 10 de agosto, Dimba marcou um dos gols da vitória do São Caetano sobre o Atlético-PR por 3 a 2. Foi o último dele. O atacante participou de 11 dos últimos 12 jogos da equipe paulista sem conseguir marcar. Nesta terça, Dimba cedeu lugar a Márcio Mixirica no intervalo e viu seu substituto marcar.
Veja os jogos do São Caetano
Já no segundo tempo, Márcio Mixirica abriu o placar em uma das poucas jogadas trabalhadas do time paulista. De tanto insistir, o Inter empatou com Rafael Sóbis, aproveitando rebote do goleiro Silvio Luiz.

Segundo Edílson, os gols saíram no segundo tempo porque as equipes cansaram e deram espaços para as jogadas individuais. "Bateu o cansaço no segundo tempo, os espaços apareceram e facilitou para as jogadas individuais", explicou.

O jogo
O Inter dominou o início do jogo. Aos 8min, Fernandão, de peito, deu passe para Tinga. O meia cruzou, mas Mossoró, na pequena área, não alcançou. Um minuto depois Rafael Sóbis também recebeu de Fernandão e bateu. A bola tocou na trave, nas costas de Silvio Luiz e saiu pela linha de fundo.

O time gaúcho ainda ameaçou duas vezes, em chute de fora da área de Jorge Wagner, aos 15min, defendido com dificuldades por Silvio Luiz, e em cruzamento de Márcio Mossoró, aos 21min. Fernandão chegou um pouco atrasado para marcar.

O São Caetano acordou e passou a equilibrar o jogo, mas só teve uma chance real de gol. Triguinho foi à linha de fundo e cruzou. Ediglê desviou, a bola tocou em Dimba e ainda desviou na trave antes de sair.

O jogo ficou disputado e as duas equipes só tiveram chances de fora da área. Primeiro o São Caetano, com Ricardo Lopes, e depois o Inter, com Jorge Wagner. Clemer e Silvio Luiz defenderam. O Inter teve nova oportunidade clara aos 43min. Tinga, na pequena área, chutou por cima do gol após cruzamento de Rafael Sóbis.

O São Caetano voltou para o segundo tempo com o atacante Márcio Mixirica no lugar de Dimba. E a alteração de Jair Picerni deu resultado. Aos 12min, o atacante recebeu de Edílson na direita, batendo cruzado e rasteiro para abrir o placar.

Após o susto, o Inter tentou acordar, mas Rafael Sóbis e Márcio Mossoró, aos 18min e 19min, finalizaram mal ao gol paulista e Silvio Luiz fez as defesas. O jogo ficou mais aberto e Márcio Mixirica, aos 22min, só não marcou porque Clemer saiu aos seus pés.

O São Caetano ainda perdeu gol feito, aos 28min. Somália não aproveitou saída errada de gol do goleiro Clemer, após escanteio, e bateu para fora. O castigo aconteceu aos 35min. Fernandão recebeu pela direita e bateu forte. Silvio Luiz defendeu e, no rebote, Rafael Sóbis marcou.

SÃO CAETANO
Silvio Luiz; Neto, Gustavo e Douglas; Ricardo Lopes, Claudecir (Germano), Zé Luís, Edílson e Triguinho; Somália (Paulo Miranda) e Dimba (Márcio Mixirica)
Técnico: Jair Picerni

INTERNACIONAL
Clemer; Ceará (Bolívar), Vinícius, Ediglê e Jorge Wagner; Edinho, Perdigão (Gustavo), Tinga e Márcio Mossoró; Rafael Sobis (Wellington) e Fernandão
Técnico: Muricy Ramalho

Local: estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP)
Árbitro: Domingos de Jesus Viana Filho (PA)
Auxiliares: Jorge Brasil Mourão (PA) e Edílson Ferraz (PA)
Cartões amarelos: Triguinho (SC), Claudecir (SC), Ceará (I), Gustavo (SC), Neto (SC), Edinho (I)
Gol: Márcio Mixirica, aos 12min, e Rafael Sóbis, aos 35min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias