! Palmeiras afunda Botafogo e mantém sonho do título - 08/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  08/10/2005 - 17h49
Palmeiras afunda Botafogo e mantém sonho do título

Da Redação
No Rio de Janeiro

O Palmeiras manteve vivo o seu sonho de conquistar o título brasileiro ao vencer o Botafogo por 2 a 1, na tarde deste sábado, no Rio de Janeiro, pela 31ª rodada. Com o resultado, o time paulista encostou nos líderes do campeonato e afundou o Alvinegro carioca, que deixou a zona de classificação para a Copa Sul-Americana pela primeira vez neste certame.

Photocamera
Marcinho Guerreiro, que disputa bola com Ruy, é outra vez um dos destaques do Palmeiras
A vitória deixou o Palmeiras com 52 pontos, ao lado do Internacional, mas o Alviverde permaneceu na quarta posição, pois perde para a equipe gaúcha no saldo de gols. No entanto, o time do Parque Antarctica agora está a apenas dois pontos do vice-líder Goiás.

Já o Botafogo ficou com 39 pontos e caiu para a 12ª colocação, fora da zona de classificação para a Copa Sul-Americana. Apesar disso, os alvinegros confiam na conquista da vaga para o torneio internacional.

"Quem acha isso [Botafogo não vai se classificar para a Sul-Americana] só pode estar de brincadeira. É a primeira vez no campeonato que a gente sai da zona de classificação para a Sul-Americana, mas o campeonato ainda não acabou, tem muitos jogos pela frente. Se a gente ganhar do Cruzeiro volta de novo", garantiu o artilheiro Alex Alves.

Além de ter conhecido a metade de baixo da tabela pela primeira vez, o Alvinegro ainda amargou sua segunda derrota seguida e seu quinto jogo consecutivo sem vitória.

A última foi há quase um mês, sobre o Goiás, no Rio, no dia 18 de setembro. Depois, o Botafogo perdeu para o Atlético-PR, empatou com Juventude e São Paulo foi derrotado pelo Figueirense, na última rodada. A má seqüência de resultados poderá dar início a uma crise em General Severiano.

Enquanto isso, o Palmeiras manteve sua invencibilidade, que agora é de quatro jogos. A última derrota aconteceu no dia 21 de setembro, para o Santos, por 2 a 1. Desde então, a equipe não sabe o que é perder, já que venceu o Goiás, empatou com o Vasco e derrotou o Paysandu, na rodada passada.

ALEX ALVES VOLTA A MARCAR
O atacante do Botafogo acabou com um jejum de gols neste sábado. O artilheiro do time fez seu 10º gol de pênalti neste Brasileiro e voltou a marcar depois de mais de um mês sem balançar as redes. A última vez tinha sido contra o Fortaleza, no dia 21 de agosto. Depois, Alex Alves passou em branco nos oito jogos que participou até voltar a marcar neste sábado.
A boa seqüência de resultados confirma a ascensão do Palmeiras. Depois de um começo muito ruim, a equipe subiu bastante de produção após a chegada do técnico Emerson Leão, tanto que ficou invicta por 10 jogos. Após alguns tropeços, o Alviverde voltou a "engrenar" e se candidatou de vez ao título brasileiro.

O Palmeiras vai tentar manter o embalo num jogo-chave: o clássico contra o líder e arqui-rival Corinthians, no domingo que vem (16 de outubro), no Parque Antarctica. Já o Botafogo vai buscar a reabilitação enfrentando o Cruzeiro, em Belo Horizonte, na próxima quarta-feira, repetindo a partida da 19ª rodada que foi anulada pelo STJD por causa do escândalo envolvendo o árbitro Edílson Pereira de Carvalho.

O jogo
Embora a partida fosse no Rio de Janeiro, o Palmeiras começou o jogo sendo empurrado pela sua torcida e assustou em dois lances logo no início. Aos 2min, numa cobrança de falta da esquerda, Corrêa levantou e a bola quase encobriu Max, mas o goleiro conseguiu espalmar. Aos 4min, Diego Souza recebeu cruzamento pelo alto na grande área e cabeceou, mas a bola passou rente ao travessão.

O Botafogo deu seu primeiro susto aos 9min. Alex Alves recebeu passe na grande área, pela esquerda, e chutou de virada, rasteiro. A bola ia entrando no canto esquerdo de Marcos, mas o goleiro conseguiu espalmar.

O jogo começou a ficar aberto e o Palmeiras deu o troco aos 11min. Marcinho recebeu ótimo lançamento de Juninho na meia esquerda, invadiu a área, ficou cara a cara com Max, mas chutou mal, à direita do goleiro.

O Botafogo voltou a ameaçar aos 14min. Alex Alves driblou um adversário na entrada da área, pela direita, e chutou rasteiro, cruzado. Mas Marcos conseguiu espalmar, fazendo outra ótima defesa.

MARCINHO É VICE-ARTILHEIRO
O atacante Marcinho, do Palmeiras, assumiu a vice-artilharia do Campeonato Brasileiro ao marcar o segundo gol da sua equipe na partida deste sábado. O jogador fez seu 17º no certame e está a apenas um de Róbson, do Paysandu, e Alex Dias, do Vasco.
O Alvinegro se empolgou e criou sua melhor chance até então aos 19min. Ricardinho arrancou em velocidade pela esquerda, driblou o goleiro Marcos na grande área e caiu no gramado pedindo pênalti, mas o árbitro Heber Roberto Lopes não marcou.

Até que aos 27min, o Palmeiras abriu o placar. Marcinho Guerreiro recebeu livre pela esquerda, invadiu a grande área e chutou cruzado, colocando a bola no canto esquerdo de Max.

Botafogo voltou com tudo para o segundo tempo e deu o primeiro susto logo a 1min. Ramon cobrou falta de longe, pela esquerda, e quase encobriu Marcos, que conseguiu espalmar para escanteio.

Até que aos 4min, Roger derrubou Ricardinho dentro da grande área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, já aos 5min, Alex Alves chutou mal, no meio do gol, Marcos conseguiu tocar com os pés na bola, mas mesmo assim ela entrou mansamente no gol.

Mas aos 16min, o Palmeiras passou novamente à frente. Corrêa cruzou da direita para a grande área e Marcinho cabeceou no canto esquerdo de Max. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.

O Botafogo correu muito atrás do empate, mas não conseguiu passar pela marcação do Palmeiras, que ainda desperdiçou uma boa chance com Warlei num contra-ataque. Caio teve a última grande chance, mas chutou para fora de frente para Marcos.

BOTAFOGO
Max; Ruy (Rogério Souza), Rafael Marques, Scheidt e Bill; Jonilson, Diguinho, Zé Roberto (Almir) e Ramon (Caio); Ricardinho e Alex Alves
Técnico: Celso Roth

PALMEIRAS
Marcos; André Cunha (Roger), Daniel, Gláuber e Fabiano; Marcinho Guerreiro, Corrêa, Juninho e Diego Souza (Pedrinho); Marcinho e Gioino (Warley)
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (PR)
Assistentes: Roberto Braatz e Faustino Vicente Lopes (ambos do PR)
Cartões amarelos: Marcinho Guerreiro (P), Ruy (B), Gláuber (P), Roger (P) e Diguinho (B)
Gols: Marcinho Guerreiro, aos 27min do primeiro tempo; Alex Alves, de pênalti, aos 5min e Marcinho, aos 16min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias