! Piá reestréia e dá vitória à Ponte sobre Juventude - 04/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  04/10/2005 - 22h24
Piá reestréia e dá vitória à Ponte sobre Juventude

Da Redação
Em Campinas

Em seu retorno à Ponte Preta, Piá resolveu. Depois de uma sofrível apresentação no primeiro tempo, o time melhorou na etapa complementar e derrotou o Juventude por 3 a 2, de virada, com um gol do veterano meia, que completou nesta noite de terça-feira, no Moisés Lucarelli, sua partida de número 150 com a camisa alvinegra. O placar derrubou o técnico Sebastião Lazaroni do comando do time de Caxias do Sul.

LAZARONI DEMITIDO
Sebastião Lazaroni não é mais o técnico do Juventude. O treinador foi despedido ainda nos vestiários após a derrota por 3 a 2, de virada, para a Ponte Preta, em Campinas.

Ele dirigiu a equipe em 15 partidas, conquistando três vitórias, quatro empates e oito derrotas entre Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana.

A diretoria do Juventude prefere não divulgar os nomes que interessam. A expectativa é de que o novo comandante assuma o cargo até o final de semana e dirija a equipe na partida de sábado, contra o Santos, no Sul.
"Estava com saudade do futebol. Passei um período muito difícil em minha vida, mas a Ponte me abriu as portas novamente. Não esperava voltar e marcar logo no primeiro jogo. Foi um presente de Deus", afirmou o jogador, que na comemoração imitou uma galinha, forma como o arqui-rival Guarani é chamado pelos torcedores alvinegros.

O resultado leva o clube paulista para os 41 pontos, agora em nono lugar, e o mantém na disputa por uma vaga na Copa Sul-Americana de 2006. Além disso, faz a equipe recuperar a pontuação que havia sido alcançada antes do cancelamento da partida contra o São Paulo, arbitrada por Edílson Pereira de Carvalho, réu-confesso em manipulação de jogos neste Brasileiro.

Já o Juventude segue em baixa. Os gaúchos acumulam agora seis rodadas sem vencer e despencam para a 16ª colocação, com 35 pontos. O clube, porém, teve dois jogos anulados pelo STJD (vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense e derrota por 4 a 1 para o Figueirense). Agora, a direção corre atrás de um novo treinador.

A Ponte, por sua vez, quebra a série de duas partidas sem triunfar. A derrota por 4 a 1 para o Goiás, no Serra Dourada, obrigou o técnico Estevam Soares a repreender alguns jogadores e a afirmar que poderia afastar alguns deles caso sentisse falta de comprometimento com o momento vivido pelo clube.

Apesar da bronca, o time não teve bom rendimento no primeiro tempo e só conseguiu evitar a derrota momentânea por causa de uma grande defesa do goleiro Lauro e do gol marcado por Evando, aos 48min. Na etapa complementar, a equipe evoluiu, principalmente com a entrada de Piá, autor do gol decisivo.

A Ponte Preta volta a campo apenas na próxima terça-feira para enfrentar o São Paulo, no Morumbi. O Juventude atua no próximo sábado, diante do Santos, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

O jogo
Apesar de dominar a partida, a Ponte Preta não conseguiu pressionar o Juventude. Bastante lento no toque de bola, o time de Campinas teve muita dificuldade para abrir espaços na defesa adversária, sobretudo nas jogadas pelo meio-campo.

PIÁ: VOLTA POR CIMA
Piá vive um caso de amor e ódio com a Ponte Preta. Depois de ser dispensado pelo clube após a trágica eliminação no Campeonato Brasileiro de 99, ele regressou ao time no ano seguinte como o jogador mais caro já adquirido pelos campineiros (US$ 1 milhão).

O armador deixou o Moisés Lucarelli apenas em 2003, ao ser negociado com o Corinthians. Após isso, Piá não se encontrou mais no futebol e teve passagens apagadas por Portuguesa e Corinthians-AL, além de acumular problemas fora dos gramados.

Em 2005, atuando pelo Santa Cruz, ele chegou a ser preso por não pagar pensão alimentícia à sua filha. Sem clube e questionado por boa parte da torcida, o meia retornou à Ponte no último mês de setembro à pedido do técnico Estevam Soares.
Mesmo sem assustar, os gaúchos chegaram ao gol aos 34min em um contra-ataque. O lateral-esquerdo Roger, que entrara no lugar de Fininho, atravessou todo o campo e tocou para Josiel. O atacante dominou sem marcação e chutou forte no canto direito de Lauro.

Aos 45min, a equipe de Caxias do Sul quase ampliou. Roger cobrou falta da intermediária e Lauro não segurou. No rebote, a bola sobrou na pequena área para Caíco chutar e o goleiro ponte-pretano fazer ótima defesa.

No último minuto da etapa inicial, a Ponte Preta empatou. Tico disputou com a defesa e a bola sobrou para Evando na entrada da área. O atacante dominou e bateu forte, acertando o canto esquerdo de Fabiano.

Na volta do intervalo, o técnico Estevam Soares sacou o volante Carlinhos para a entrada do estreante Piá. Aos 6min, os campineiros quase viraram quando Evando dominou no peito fora da área e soltou a bomba. A bola passou à esquerda da meta.

Com mais um jogador na criação das jogadas, a Ponte passou a pressionar e chegou ao segundo gol aos 12min. Danilo cobrou falta pela esquerda e o zagueiro Galeano, de cabeça, desviou no canto direito de Fabiano.

A vantagem fez a Ponte diminuir o ritmo. Trabalhando melhor a bola, o time passou a dominar o jogo e a esperar o Juventude em seu campo. Aos 34min, a equipe alviverde marcou outra vez. Daniel pegou rebote na entrada da área e bateu rasteiro, no canto direito de Lauro.

Seis minutos mais tarde, Evando desceu pela direita e fez o cruzamento. Piá apareceu entre os zagueiros e, de cabeça, anotou o terceiro da Ponte Preta.

PONTE PRETA
Lauro; Rissutt, Galeano, Preto e Bruno; Ângelo, Éverton (Romeu), Carlinhos (Piá) e Danilo (Zé Carlos); Evando e Tico
Técnico: Estevam Soares

JUVENTUDE
Fabiano; Chicão, Antonio Carlos e Índio; Lucas (Juliano), Daniel, Ramalho, Caíco e Fininho (Roger); Josiel (Marcelinho) e Enílton
Técnico: Sebastião Lazaroni

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Wagner Tardelli (Fifa-RJ)
Auxiliares: Aristeu Tavares e Hilton Rodrigues (Fifa-RJ)
Cartões Amarelos: Fininho (J), Éverton (PP), Tico (PP), Antônio Carlos (J)
Gols: Josiel, aos 34min, e Evando, aos 48min do primeiro tempo; Galeano, aos 12min, Daniel, aos 34min, e Piá, aos 40min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias