! Goiás bate Coritiba e agora 'seca' líder Corinthians - 04/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  04/10/2005 - 22h24
Goiás bate Coritiba e agora 'seca' líder Corinthians

Da Redação
Em São Paulo

O Goiás pode terminar a 30ª rodada na liderança do Campeonato Brasileiro. Isso porque na noite desta terça-feira, a equipe abriu mais uma série de jogos do torneio nacional derrotando o Coritiba por 2 a 0, no estádio Couto Pereira, em Curitiba.

NOVE ANOS DEPOIS...
O triunfo desta noite serviu ainda para o Goiás encerrar um longo jejum diante do Coritiba. A equipe goiana não batia o rival atuando no Couto Pereira havia nove anos. O último triunfo aconteceu no Campeonato Brasileiro de 1996, quando superou o time paranaense por 1 a 0.

Na oportunidade, o único gol da partida foi marcado aos 43min do segundo tempo por Jaques, que havia entrado no lugar do atacante Dill, contratado recentemente pelo Brasiliense.
Agora, o time do técnico Geninho está com os mesmos 53 pontos do líder Corinthians, mesmo número de vitórias (16), mas leva desvantagem no saldo de gols (possui 11, contra 13 dos paulistas). Para ficar em primeiro, o Goiás precisa "secar" a equipe do Parque São Jorge, que nesta quarta-feira enfrenta o Fluminense no Rio de Janeiro.

Para conseguir alcançar o topo da tabela, o time goiano precisou acabar com um jejum como visitante. Afinal, havia perdido os últimos três jogos longe do Serra Dourada, para Palmeiras (1 x 3), Botafogo (1 x 3) e Figueirense (0 x 3).

O Coritiba, por sua vez, amarga sua segunda derrota consecutiva e sente o clima ficar cada vez mais pesado, principalmente depois do revés sofrido para o rival Paraná no clássico da rodada passada. Com 38 pontos, a equipe perde a chance de entrar na zona de classificação à Copa Sul-Americana, ainda que provisoriamente.

O destaque da noite foi Rodrigo Tabata. O camisa 10 marcou os dois gols do Goiás nos primeiros seis minutos de jogo, garantindo tranqüilidade para os visitantes. O desempenho ainda teve um sabor especial para o meia, que chegou a ser vaiado pela torcida alviverde no jogo contra a Ponte Preta, no último sábado.

REFLEXOS DO ESCÂNDALO
O escândalo da arbitragem que envolve o Campeonato Brasileiro foi lembrado constantemente pela torcida do Coritiba nesta terça-feira. Logo no primeiro tempo, insatisfeitos com a atuação do árbitro Fabrício Neves, os torcedores começaram a gritar "Edílson, Edílson", fazendo referência a Edílson Pereira de Carvalho.

O juiz paulista é o grande pivô do esquema com apostadores ilegais que manipulavam resultados de partidas do Nacional e outros torneios. A torcida coritibana também criticou Fabrício Neves com coros de "Vergonha, vergonha".
O segundo gol dele na partida, inclusive, foi fruto de um "estudo" na manhã desta terça-feira. Da lateral esquerda, ele enganou Douglas ao chutar para o gol em vez de cruzar na área. "Vimos um vídeo e fui alertado que o goleiro sempre fica um pouco adiantado. Fui feliz de surpreender ele", comemorou Tabata, que possui sete gols no Brasileiro.

Na próxima rodada, o Coritiba tenta sua recuperação diante do Paysandu, na segunda-feira, em Belém. O Goiás volta a campo no próximo sábado, quando recebe o Vasco no estádio Serra Dourada, diante de sua torcida.

O jogo
Apesar de jogar em casa, o Coritiba não conseguiu começar pressionando o Goiás. Pelo contrário. Foram os visitantes que iniciaram o confronto com um ritmo forte e logo abriram o placar. Com um minuto de bola rolando, Souza chutou cruzado de fora da área e Rodrigo Tabata desviou de primeira para colocar os goianos em vantagem.

E o susto não parou por aí. Mostrando estar em noite inspirada, o mesmo Rodrigo Tabata conseguiu aumentar a vantagem do Goiás aos 6min. O meia levantou a bola na área da esquerda, com bastante efeito, e enganou o goleiro Douglas, para revolta da torcida paranaense.

Mesmo com a boa diferença no marcador, o time de Geninho não diminuiu seu ímpeto e continuou levando perigo à meta do Coritiba. Roni, em disparo de longa distância, mandou perto do travessão de Douglas. Os anfitriões, por sua vez, encontraram dificuldades para chegar à área adversária.

Com isso, o time paranaense passou a abusar das jogadas aéreas, mas sem maior precisão. Aos poucos, a partida ficou truncada, sobretudo no meio-campo, elevando o número de faltas e cartões amarelos (foram cinco só na primeira etapa).

Depois do intervalo, Cuca tentou reanimar o Coritiba, colocando Alcimar na vaga do jovem Élton. No entanto, logo aos 3min, ele se viu obrigado a mexer novamente na postura da equipe, já que o volante Rodrigo Mancha acabou expulso depois de receber o segundo cartão amarelo.

Em desvantagem numérica, o time paranaense adiantou sua marcação e tentou encolher o Goiás em seu campo de defesa. A postura surtiu algum efeito, mas os anfitriões não conseguiram traduzir o volume de jogo em oportunidades reais de gol.

A equipe goiana, então, passou a explorar os contra-ataques, sempre trocando muitos passes para se aproveitar da inferioridade adversária. Caio, pelo Coritiba, foi quem mais atormentou a defesa do Goiás, sempre aparecendo em velocidade pelas laterais e arriscando jogadas individuais próximo à área.

No entanto, não foi o suficiente para evitar o tropeço paranaense em casa e, conseqüentemente, os protestos dos torcedores, que vaiaram a equipe já no primeiro tempo do confronto.

CORITIBA
Douglas; Jackson, Anderson, Douglas Ferreira e Fabinho; Douglas Peruíbe, Rodrigo Mancha, Élton (Alcimar) e Caio; Marciano (Tiago) e Renaldo (James)
Técnico: Cuca

GOIÁS
Harlei; André Dias, Júlio Santos e Rogério Corrêa (Aldo); Paulo Baier, Cléber, Cléber Gaúcho, Rodrigo Tabata e Luciano Almeida; Souza (Dodô) e Roni (Danilo Portugal)
Técnico: Geninho

Local: estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)
Auxiliares: José Otávio Bitencourt (RS) e Marcos Viana Ibanez (RS)
Cartões amarelos: Luciano Almeida (G), Anderson (C), Caio (C), Rogério Corrêa (G), Souza (G), Dodô (G), Fabinho (C), Roni (G)
Cartão vermelho: Rodrigo Mancha (C)
Gols: Rodrigo Tabata, a 1min e aos 6min do primeiro tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias