! 'Apagados', Vasco e Palmeiras empatam - 02/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  02/10/2005 - 17h54
'Apagados', Vasco e Palmeiras empatam

Da Redação
Em São Paulo

No retorno de suas principais estrelas, Vasco e Palmeiras decepcionaram nesta tarde de domingo, em São Januário. Em um jogo de muitos erros, principalmente nos passes e nas finalizações, o empate por 0 a 0 acabou sendo justo e ruim para o futuro de ambos no Campeonato Brasileiro.

DUELO DE ATACANTES

No confronto entre os vice-artilheiros do Campeonato Brasileiro (16 gols cada), Alex Dias, do Vasco, levou a melhor sobre Marcinho, do Palmeiras.

Apesar de não fazer grande atuação, o atacante carioca teve mais oportunidades para dar a vitória ao seu clube. Na primeira delas, Dias cabeceou na trave um cruzamento feito por Wagner Diniz.

A outra veio apenas no final do confronto, quando ele invadiu a área pela direita e chutou cruzado, mas parou na bela defesa de Marcos.

Já Marcinho teve apresentação mais discreta. Sem grandes chances, o jogador viu seu companheiro Gioino perder dois gols praticamente feitos, um em cada tempo.
O tropeço em casa tira os cariocas da zona do rebaixamento e os coloca com 31 pontos, novamente na 17ª colocação, posicionamento que iniciou a rodada. A equipe, entretanto, perdeu três pontos com a anulação de dois de seus jogos envolvidos no escândalo da arbitragem (Vasco 0 x 1 Botafogo e Vasco 2 x 1 Figueirense). A alteração havia o derrubado para o 19° lugar.

"Infelizmente, não conseguimos fazer o nosso gol para conseguir a vitória. O empate em casa não é um bom resultado", disse o goleiro Roberto.

Já os paulistas foram beneficiados pelas mudanças na classificação. De sexto lugar, o clube subiu uma posição e tomou o lugar do Santos. O empate no Rio de Janeiro, no entanto, impede que ele avance ainda mais no torneio e o mantém no mesmo posto, com 46 pontos.

O empate sem gols nesta tarde resumiu precisamente o que ambos os times construíram em campo. Pelo Vasco, nem mesmo a volta da dupla Romário e Alex Dias fez a equipe quebrar o jejum de gols (três rodadas sem marcar) e de vitórias (quatro sem vencer). O melhor momento do time foi uma cabeçada de Alex que acertou a trave rival no segundo tempo.

Os palmeirenses também puderam contar com o regresso de seu principal jogador nos últimos anos. De fora desde o dia 17 de julho, data da derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, o goleiro Marcos recuperou a camisa 1 na disputa com Sérgio e fez boas defesas no segundo tempo, evitando a derrota.

"Sabíamos que seria muito difícil jogar aqui. O Vasco tem dois grandes artilheiros e não poderíamos facilitar. Pensando no campeonato, o empate foi ruim para os dois. Mas, por ser fora de casa, conquistamos um bom resultado", afirmou Marcos.

O Vasco volta a atuar na próxima quarta-feira para enfrentar o Cruzeiro, às 20h30, novamente em São Januário. No mesmo dia e horário, o Palmeiras recebe o Paysandu, no Parque Antarctica.

O jogo
Os times começaram a partida usando bastante a velocidade de seus atacantes, mas abusando dos erros nos passes. A primeira boa oportunidade surgiu em uma jogada de bola parada aos 15min. Daniel cobrou falta da intermediária e acertou a trave direita do vascaíno Roberto.

TUDO DE NOVO
Na manhã deste domingo, o desembargador Luiz Zveiter, presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), anulou os 11 jogos que o ex-árbitro Edílson Pereira de Carvalho apitou no Campeonato Brasileiro.

Com essa decisão, as partidas serão realizadas novamente, com portões abertos para o público. Oito delas já tem data marcada: 12 e 19 de outubro. "Com portões abertos, minimiza-se o prejuízo do torcedor", disse Zveiter. Leia mais
O lance fez os paulistas pressionarem, sobretudo pelos espaços dados pelo marcadores rivais no meio-campo. Os cariocas, porém, responderam aos 23min. Alex Dias recebeu de Romário, dominou no peito e ajeitou para Abedi bater sem marcação na área e mandar pela linha de fundo.

Apesar de ter mais posse de bola e chegar com facilidade ao campo ofensivo, o Palmeiras não conseguiu concluir com precisão. Errando bastante no passe final, a equipe praticamente não criou chances para os atacantes finalizarem.

Na primeira vez que recebeu a bola em condições de marcar, Gioino desperdiçou. Marcinho desceu pela direita e cruzou para a área. Sem marcação, o centroavante argentino bateu forte, mas errou o alvo e mandou a bola à esquerda da meta.

No retorno do intervalo, o Vasco conseguiu corrigir a marcação e passou a atacar com mais freqüência. Aos 9min, Romário recebeu na área e chutou rasteiro para boa defesa de Marcos. No rebote, Alex Dias pegou mal na bola e o camisa 1 segurou novamente.

INVICTO CONTRA CARIOCAS

Adversário

Placar

Data

Vasco5 x 218/06
Botafogo4 x 103/07
Flamengo0 x 028/07
Fluminense2 x 221/08
Vasco0 x 002/10
Aproveitando os espaços pelo lado esquerdo da defesa paulista, os cariocas quase abriram o placar aos 12min. Wagner Diniz foi à linha de fundo e cruzou para trás. Alex Dias se antecipou à marcação e, de cabeça, acertou a trave esquerda.

Mesmo continuando melhor, o Vasco diminuiu a pressão. A partir dos 25min, contudo, o Palmeiras se fechou ainda mais no campo de defesa com a entrada do volante Roger no lugar do meia Juninho. Apesar disso, o time ainda criou algumas oportunidades.

Aos 39min, o Gioino apareceu livre na área e desviou para fora o cruzamento de Correa. Cinco minutos mais tarde, o Vasco respondeu com Alex Dias, que invadiu a área pela direita e bateu cruzado para ótima defesa de Marcos.

VASCO
Roberto; Wagner Diniz (Alan), Vergara, Fábio Braz e Diego; Ygor, Amaral, Abedi (Fernandinho) e Morais (Róbson Luiz); Alex Dias e Romário
Técnico: Renato Gaúcho

PALMEIRAS
Marcos; André Cunha (Baiano), Daniel, Gamarra e Fabiano; Marcinho Guerreiro, Correa, Diego Souza (Washington) e Juninho (Roger); Marcinho e Gioino
Técnico: Émerson Leão

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leonardo Gaciba Da Silva (Fifa-RS)
Auxiliares: Sérgio Buttes Cordeiro Filho e Paulo Ricardo Silva Conceição (ambos do RS)
Cartões amarelos: Fábio Braz (V), Marcinho (P), Fabiano (P), Marcinho Guerreiro (P), Róbson Luiz (V), Roger (P), Vergara (V), Ygor (V)

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias