! Corinthians vence o Brasiliense e confirma a ponta - 02/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  02/10/2005 - 17h53
Corinthians vence o Brasiliense e confirma a ponta

Da Redação
Em São Paulo

O final de semana foi perfeito para o Corinthians. A equipe assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro sem entrar em campo, teve duas derrotas anuladas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva e disparou na ponta da tabela ao vencer o Brasiliense por 3 a 2, neste domingo, no estádio do Pacaembu.

Rubens Cavallari/Folha Imagem
Jogadores do Corinthians comemoram gol na vitória sobre o Brasiliense no Pacaembu
Antes mesmo da partida, o alvinegro chegou à primeira colocação da competição. O clube foi beneficiado pela decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, que anulou as 11 partidas apitadas pelo árbitro Edílson Pereira de Carvalho, envolvido com o escândalo de manipulação de resultados.

Isso fez com que o Internacional, que até então liderava o Brasileiro, tivesse uma vitória anulada, perdesse três pontos e caísse na tabela, o que deixou o Corinthians na ponta.

Para completar as boas notícias antes do jogo deste domingo, a medida do STJD anulou também duas derrotas do alvinegro na competição. Com isso, o Corinthians fará novamente os clássicos contra Santos e São Paulo, podendo somar seis pontos e disparar ainda mais na liderança.

"Essa decisão foi boa para o Corinthians. Teremos a oportunidade de conquistar pontos que já estavam perdidos", disse o técnico Antônio Lopes, que fez sua primeira partida no comando do clube no Pacaembu.

Quem também se deu bem com as anulações foi o Brasiliense. A equipe teve sua derrota para o Fluminense anulada e ganhou a oportunidade de somar três pontos importantes na fuga da Série B. Porém, a derrota deste domingo manteve a equipe na zona do rebaixamento.

TUDO DE NOVO
Na manhã deste domingo, o desembargador Luiz Zveiter, presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), anulou os 11 jogos que o ex-árbitro Edílson Pereira de Carvalho apitou no Campeonato Brasileiro.

Com essa decisão, as partidas serão realizadas novamente, com portões abertos para o público. Oito delas já tem data marcada: 12 e 19 de outubro. "Com portões abertos, minimiza-se o prejuízo do torcedor", disse Zveiter. Leia mais
Se as duas equipes foram beneficiadas fora de campo, isso não as inspirou dentro do gramado. Os dois times abusaram dos erros e propiciaram momentos bizarros. Destaque negativo para o goleiro Eduardo, do Brasiliense, que tomou dois "frangos".

Pelo lado do Corinthians, foi Fabrício quem deixou os torcedores de cabelos em pé, falhando no primeiro gol do Brasiliense, marcado por Igor, e errando diversos passes no meio-campo.

"Todo mundo está sujeito a errar. O time tem que mostrar união nesses momentos", comentou o meia Marcelinho Carioca.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta um adversário direto pelas primeiras posições. O alvinegro encara o Fluminense, quarta-feira, às 21h50, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Já o Brasiliense, no mesmo dia e horário, joga contra uma equipe que também luta contra o rebaixamento: o Flamengo. A partida acontece no estádio Serejão.

O jogo
Mesmo jogando fora de casa, foi o Brasiliense quem tomou a iniciativa do jogo e, em sua primeira investida no campo de ataque, abriu o placar. Aos 4min, Fabrício bobeou na entrada da área, recuou mal para Marinho e perdeu a bola para Alex Oliveira. O meia driblou o zagueiro e rolou para Igor, sozinho, só empurrar para o gol.

Um minuto depois, a equipe do Distrito Federal quase ampliou. Em uma cobrança de falta pela esquerda, Marcelinho Carioca cruzou para Dema, sozinho na pequena área, cabecear por cima do gol de Fábio Costa. Aos 11min, Igor passou por dois zagueiros corintianos e, cara-a-cara o goleiro adversário, chutou para fora.

Quando o Brasiliense dominava a partida, o Corinthians quase empatou em um belo lance individual de Tevez. Aos 15min, o atacante recebeu na entrada da área e, mesmo marcado, viu o goleiro Eduardo adiantado, bateu de cobertura e acertou o travessão.

Rubens Cavallari/Folha Imagem
Após a partida, Marcelinho recebe o carinho da torcida corintiana no Pacaembu
O susto fez o Brasiliense cadenciar mais a partida, tocando a bola de lado. Mas uma falha do goleiro Eduardo mudou a sorte da equipe do Distrito Federal. Aos 33min, Roger arriscou de fora da área e, apesar do chute ter saído fraco, a bola passou por baixo do camisa 1 e entrou.

Com o gol e empurrado pela torcida, o Corinthians marcou mais duas vezes. Após cobrança de escanteio, Wescley cabeceou forte, sem chances para Eduardo. No ataque seguinte, Fabrício cruzou da direita, Jairo furou, a bola passou por baixo das pernas do goleiro Eduardo e Rosinei, sem marcação, tocou para as redes.

"A bola sobrou depois da desatenção do goleiro e do zagueiro. Foi o gol mais fácil da minha carreira", brincou Rosinei.

MARCELINHO GANHA FESTA
A torcida do Corinthians fez a festa com o meia Marcelinho Carioca, do Brasiliense. O jogador recebeu uma placa e teve seu nome gritado nas arquibancadas.

Em retribuição, fez juras de amor ao alvinegro, subiu no alambrado para saudar os torcedores e prometeu encerrar a carreira no clube.
Leia mais
Mas, antes do final do primeiro tempo, a defesa do Corinthians bobeou e o Brasiliense fez seu segundo gol. Após jogada individual, Igor chutou de fora da área, a bola rebateu nos zagueiros e Alex Oliveira chutou no canto direito de Fábio Costa.

Precisando reverter o resultado, o Brasiliense tentou pressionar o Corinthians no início do segundo tempo. Aos 10min, Marcelinho Carioca bateu falta de longe, Fábio Costa rebateu mal e Igor, na pequena área, chutou por cima do gol. Um minuto depois, em boa jogada de Igor, Simão chutou forte e obrigou o goleiro alvinegro a fazer boa defesa.

Mas o Corinthians soube administrar a pressão e, com tocando a bola no meio-campo, passou a envolver o adversário, criando boas chances de gol. Na melhor delas, aos 34min, Carlos Alberto bateu falta, a defesa do Brasiliense saiu mal, Wescley cabeceou duas vezes e Dema, em cima da linha, salvou a equipe do Distrito Federal.

CORINTHIANS
Fábio Costa; Eduardo, Wescley, Marinho e Edson; Marcelo Mattos (Bruno Octávio), Rosinei (Dinélson), Fabrício e Roger (Carlos Alberto); Tevez e Nilmar
Técnico: Antônio Lopes

BRASILIENSE
Eduardo; Simão, Jairo (Reinaldo Aleluia), Dema e Márcio Careca; Deda, Pituca, Vampeta, Alex Oliveira e Marcelinho Carioca; Igor
Técnico: Joel Santana

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Lourival Dias Lima Filho (BA)
Auxiliares: Alessandro Rocha e Belmiro da Silva (BA)
Cartões Amarelos: Vampeta (B), Marcelo Mattos (C), Fabrício (C), Jairo (B), Eduardo (C)
Gols: Igor, aos 4min, e Roger, aos 33min, Wescley, aos 36min, Rosinei, aos 42min, e Alex Oliveira, aos 43min do primeiro tempo


Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias