! Atlético-MG pára líder Inter e tudo segue igual - 25/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  25/09/2005 - 20h04
Atlético-MG pára líder Inter e tudo segue igual

Da Redação
Em São Paulo

Um placar que manteve tudo igual para Atlético-MG e Internacional. Com o empate por 1 a 1 neste domingo, no Mineirão, as duas equipes mantiveram suas seqüências positivas no Campeonato Brasileiro. Além disso, mantiveram suas posições na tabela (os gaúchos lideram o torneio e os mineiros estão na zona de rebaixamento).

SÉRIE DO INTERNACIONAL
AdversárioPlacar
Coritiba3 x 2
Botafogo1 x 0
Cruzeiro4 x 1
Flamengo1 x 1
Figueirense3 x 0
Atlético-PR3 x 2
Fortaleza2 x 1
Atlético-MG1 x 1
Com o resultado deste domingo, o Internacional alcançou a oitava partida sem conhecer um revés. O líder do Campeonato Brasileiro não perde desde o confronto com o Palmeiras, no dia 13 de agosto (2 a 3). Desde então, colecionou sete vitórias e um empate na competição nacional.

A série positiva mantém o Internacional no topo da tabela, agora com 51 pontos ganhos. No entanto, o empate deste domingo diminui a vantagem dos gaúchos para seus principais concorrentes ao título do Brasileiro. O Corinthians, segundo colocado, tem apenas um ponto a menos.

"O importante é que continuamos na primeira colocação. Estamos trabalhando para conquistar o título e a cada rodada o nosso objetivo fica mais próximo", avisou o ala Elder Granja, do Internacional.

O Atlético-MG também está em alta. O time mineiro não perde há três partidas (uma vitória e dois empates) e sofreu apenas um placar contrário nos últimos oito jogos (0 a 2 para o Botafogo, no dia 11 de setembro, em Belo Horizonte).

SÉRIE DO ATLÉTICO-MG
AdversárioPlacar
Juventude2 x 1
Figueirense1 x 0
Ponte Preta1 x 0
Brasiliense2 x 1
Botafogo0 x 2
Santos3 x 0
Corinthians1 x 1
Atlético-MG1 x 1
Apesar da boa seqüência, o Atlético-MG segue na mesma posição da tabela de classificação. Com o empate deste domingo, o time dirigido por Marco Aurélio chega a 30 pontos e permanece no 19º posto.

Assim como o Internacional, porém, o time mineiro diminuiu a diferença para seus concorrentes neste domingo. A equipe alvinegra está a apenas um ponto do Flamengo (18º colocado) e um acima de Figueirense (20º) e Brasiliense (21º).

"Não conseguimos sair da zona de rebaixamento, mas estamos perto. Estamos fazendo as coisas da maneira certa e tenho certeza de que vamos reagir até o final do Brasileiro", prometeu o treinador Marco Aurélio, da equipe mineira.

O Atlético-MG volta a campo no próximo sábado, quando encara o decadente São Caetano fora de casa. No domingo, o Internacional recebe o Fluminense, outra equipe que briga pelo título do Brasileiro, no Beira-Rio.

Antes disso, porém, o Internacional volta a se preocupar com a Copa Sul-Americana. Depois de vitória por 1 a 0 fora de casa, o time gaúcho receberá o Rosário Central na próxima quinta-feira, às 21h45, em Porto Alegre.

O jogo
A forte chuva que atingiu Belo Horizonte durante os minutos iniciais não prejudicou o gramado do Mineirão, mas esfriou o confronto entre Atlético-MG e Internacional. As duas equipes apresentaram jogadores exclusivamente defensivos no meio-campo e pouca criatividade.

MUDANÇA DE HÁBITO
O meia Rodrigo Fabri marcou, aos 33min do segundo tempo, o gol de empate do Atlético-MG neste domingo. O jogador bateu falta de muito longe e acertou o canto esquerdo baixo de Clemer.

Segundo Fabri, o gol aconteceu porque ele surpreendeu Clemer. Os dois atuaram juntos na Portuguesa e o goleiro conhecia o estilo de cobrança do jogador do Atlético-MG. Leia mais
"Foi um jogo bastante tático. As duas equipes se estudaram muito e ficaram procurando espaços para criar jogadas. A marcação foi sempre muito forte sobre os jogadores criativos", analisou o atacante Catanha, do Atlético-MG.

Sem alternativas de criação pelo meio, o Internacional liberou seus alas para atacar. Com isso, deu espaço para o Atlético-MG puxar contra-golpes. Foi assim que o time da casa quase inaugurou o placar aos 15min. Uéslei recebeu na esquerda e cruzou rasteiro. Catanha passou pela bola e ela sobrou para Fábio Baiano, que concluiu de primeira. Clemer salvou com os pés.

Depois deste lance, o Internacional acertou a cobertura dos espaços deixados às costas de seus alas. E com isso, o nível técnico da partida caiu assustadoramente. Tanto é que não houve lances de perigo no restante da etapa inicial.

"Eles jogaram com três zagueiros e marcaram muito bem o nosso setor ofensivo. Ficou difícil demais de criar alguma coisa", admitiu o atacante Rafael Sobis, do Internacional.

Só que a falta de ousadia das duas equipes persistiu no segundo tempo. O time mineiro, com mais posse de bola, ameaçou o gol defendido por Clemer apenas em chutes de fora da área.

Quando encaixou um contra-golpe, porém, o Internacional inaugurou o marcador. Elder Granja fez lindo lançamento para Tinga, na direita, aos 17min. O camisa 7 recebeu dentro da área e chutou forte, no alto, para vencer o goleiro Bruno.

Em vantagem, o Internacional se fechou em seu campo. E o Atlético-MG, que trocou o volante Amaral pelo atacante Euller, passou a atacar de maneira contundente. Com isso, foi premiado aos 33min. Rodrigo Fabri cobrou falta de muito longe, da meia direita, e acertou o canto esquerdo do goleiro Clemer. A bola ainda tocou na trave antes de entrar e definir o placar no Mineirão.

ATLÉTICO-MG
Bruno; Henrique (Castan), Lima e Cáceres; George Lucas, Amaral (Euller), Vinícius, Fábio Baiano (Rodrigo Fabri) e Rubens Cardoso; Uéslei e Catanha
Técnico: Marco Aurélio

INTERNACIONAL
Clemer; Índio, Edinho e Ediglê; Elder Granja, Gavilán, Tinga (Wellington), Perdigão e Alex (Ceará); Rafael Sobis e Rentería (Márcio Mossoró)
Técnico: Muricy Ramalho

Local: estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Luiz Antônio Silva Santos (RJ)
Auxiliares: Élson Passos e Nalcy José da Silva (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Amaral (A), Clemer (I), Perdigão (I), Rodrigo Fabri (A)
Gols: Tinga, aos 17min, e Rodrigo Fabri, aos 33min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias