! Meia Caio se destaca e Coritiba vence o Vasco - 25/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  25/09/2005 - 17h53
Meia Caio se destaca e Coritiba vence o Vasco

Da Redação
No Rio de Janeiro

No dia em que o Coritiba completava um mês sem vitória, o meia Caio ajudou de forma decisiva a equipe paranaense a vencer o Vasco por 2 a 0, em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador marcou os dois gols do triunfo da sua equipe, que conquistou a décima vitória na competição e deixou o time carioca estagnado.

O triunfo do time comandado por Cuca interrompe uma seqüência de cinco jogos sem saber o que é vencer. A última vez havia sido no dia 25 de agosto, quando a equipe paranaense derrotara o Fortaleza por 2 a 0. Desde então, o Coritiba havia perdido duas e empatado três.

MUY AMIGOS
Na derrota para o Coritiba, houve um momento em que o goleiro Roberto e o zagueiro chileno Vergara travaram ríspida discussão. Após a partida, no entanto, o arqueiro garantiu que tudo não passou de uma cobrança natural de jogadores da mesma equipe que buscam o melhor. Leia mais
Mesmo com a torcida paranaense vaiando muito a cada erro da equipe, Caio não se intimidou e marcou os gols no segundo tempo. Com os pontos conquistados neste domingo, o Coritiba vai a 38 pontos e passa a ocupar a 13ª colocação, se aproximando da zona de classificação para a Copa Sul-Americana.

Já o Vasco demonstrou que depende das boas atuações do artilheiro Alex Dias. Pela primeira vez na temporada, ele desfalcou a equipe, que criou ótimas oportunidades de gol. O time carioca poderia até ter definido a vitória, mas seus atacantes desperdiçaram as chances criadas.

"Sofremos o primeiro gol no pior momento possível. O Coritiba já estava se desesperando e a torcida começava a vaiar. A partida ia ficar boa para gente, mas o jogador deles foi feliz", disse o auxiliar-técnico Edson Cegonha, que dirigiu o Vasco no lugar do suspenso Renato Gáúcho.

Com mais esse resultado negativo - o 13º no Brasileiro -, a equipe do técnico Renato Gaúcho segue estagnada e permanece com 33 pontos, em situação muito delicada. O treinador, impedido de ficar no banco de reservas por decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), assistiu ao jogo das arquibancadas.

Na próxima rodada, o Vasco tentará a reabilitação em casa, contra o Palmeiras, no domingo, às 16h, no estádio de São Januário. Já o Coritiba jogará no sábado, às 16h, contra o rival Paraná. O clássico paranaense acontecerá no estádio Pinheirão.

O jogo
Durante os primeiros 15 minutos, as duas equipes correram mais do que criaram chances reais de gol. Entretanto, mesmo com o Coritiba mais presente no campo de ataque, a primeira jogada de perigo foi do Vasco. Aos 16min, depois de tabelar com Abedi, Morais recebeu na intermediária e chutou. A bola passou perto, assustando o goleiro Douglas.

Na seqüência da primeira etapa, o time da casa continuou rondando a área vascaína, mas com o meia Jackson, confirmado de última hora no lugar de Capixaba, errando muitos passes. Sem muito trabalho, o goleiro Roberto garantiu a bola longe do gol carioca, ora socando por cima, ora afastando com chutões.

A partir dos 30min, a torcida do Coritiba passou a vaiar a sua equipe e, aos 34min, o Vasco teve ótima oportunidade de abrir o placar. Depois de uma furada de um zagueiro, Abedi entrou livre pela direita, mas finalizou mal e a bola saiu à esquerda do gol.

No fim do primeiro tempo, o zagueiro Allan caiu no gramado sentindo uma lesão muscular e teve que ser substituído. O técnico Cuca colocou o meia Élton no seu lugar, mudando o esquema do Coritiba do 3-5-2 para o 4-4-2.

"A gente está com uma boa posse de bola, mas errando passes bobos. Mas tivemos as melhores chances. Infelizmente não conseguimos fazer os gols", lamentou o volante Ygor, do Vasco, na saída para o intervalo.

O time carioca voltou para a segunda etapa mais ousado e, com 10min, já havia criado três ótimas chances de gol. Na primeira, Diego cobrou falta na trave de Douglas. Logo em seguida, Abedi tentou de calcanhar para Anderson, que estava livre no meio. Na terceira, aos 9min, Anderson e Abedi chutaram duas vezes, para duas difíceis defesas do goleiro.

Pressionado pela torcida, que vaiou a cada erro, o Coritiba chegou bem em dois lances. Aos 16min, depois que Fábio Braz cometeu falta bem próximo à linha da grande área, Ricardinho cobrou a falta colocada, mas Roberto espalmou. Quatro minutos depois, Renaldo recebeu ótimo passe de cabeça de Maia e, de pé esquerdo, chutou muito mal.

O Coritiba cresceu no jogo e, aos 26min, marcou o seu gol. Renaldo ajeitou para Caio, que, de fora da área, chutou no ângulo direito de Roberto. Três minutos depois, Caio recebeu bom passe dentro da área pela direita e acertou o canto direito do gol, dando números finais ao jogo.

CORITIBA
Douglas; Anderson, Vagner e Allan (Élton); Reginaldo Nascimento, James, Jackson (Peruíbe), Caio e Rubens Júnior (Ricardinho); Renaldo e Maia
Técnico: Cuca

VASCO
Roberto; Wagner Diniz, Vergara, Fábio Braz e Diego; Ygor, Osmar (Róbson Luís), Morais (Fernandinho) e Amaral; Abedi (Élber) e Anderson
Técnico: Renato Gaúcho

Local: estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP/Fifa)
Auxiliares: Ana Paula Oliveira (SP/Fifa) e Maria Eliza Barbosa (SP)
Cartões Amarelos: Osmar (V), Fábio Braz (V), Élber (V)
Gols: Caio, aos 26min e aos 29min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias