! Romário perde pênalti e Vasco empata com Ponte - 22/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  22/09/2005 - 22h29
Romário perde pênalti e Vasco empata com Ponte

Da Redação
No Rio de Janeiro

A sena acumulou em São Januário. Depois de vencer as cinco últimas partidas jogando em seu estádio, o Vasco não conseguiu o sexto triunfo consecutivo e não passou de um 0 a 0 com a Ponte Preta, nesta quinta-feira à noite, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Oportunidades até não faltaram para os cariocas vencerem, mas o time esbarrou na boa atuação do goleiro adversário Lauro, que defendeu inclusive um pênalti cobrado por Romário na primeira etapa.

SENA ACUMULADA

Adversário

Placar

Data

São Caetano 3 x 230/07
Figueirense 2 x 107/08
Atlético-MG 2 x 114/08
Brasiliense 1 x 024/08
Juventude 5 x 211/09
Ponte Preta0 x 022/09
"Só erra quem está lá dentro. Lógico que quero que os jogadores façam gols, mas ninguém erra de propósito. Fizemos apenas um ponto aqui dentro de casa, mas a vida continua. O ideal sempre é a vitória, mas todos os jogos são difíceis neste Brasileiro", disse Renato Gaúcho.

Desta forma, o Vasco segue próximo da zona do descenso, com 33 pontos na 16ª posição. O Atlético-MG, primeiro dos rebaixados, tem apenas quatro pontos a menos.

De positivo para os vascaínos, apenas o fato de a equipe ter mantido um tabu de nunca ter sido derrotada pela Ponte Preta no Rio de Janeiro, na história dos campeonatos brasileiros. No retrospecto geral, o time de São Paulo triunfou somente duas vezes na Cidade Maravilhosa contra o Vasco, tendo perdido dez e empatado uma.

Entretanto, a Ponte Preta está em situação bem mais favorável no certame. Apesar de não desfrutar mais das primeiras colocações - o que foi corriqueiro durante grande parte do primeiro turno -, o time foi para os 41 pontos e pulou para a sétima posição.

A equipe campineira completou três jogos de invencibilidade, já que nas últimas duas rodadas havia vencido Fortaleza e Paraná. Já o Vasco não vence há dois jogos, tendo perdido para o São Paulo no último fim de semana.

Ambos os times voltam a jogar no próximo domingo, às 16h. No Couto Pereira, o Vasco, que estará pela primeira vez no ano desfalcado de Alex Dias, já que o atacante recebeu o terceiro cartão amarelo, irá enfrentar o Coritiba. Já a Ponte Preta recebe o Cruzeiro no Moisés Lucarelli.

O jogo
Foi um primeiro tempo todo dominado pelo Vasco, que jogando em casa partiu para cima de uma acuada Ponte Preta e criou as melhores oportunidades para marcar. Entretanto, esbarrou nas defesas do goleiro Lauro.

Logo aos 7min, Osmar entrou na área e chutou no canto, mas Lauro espalmou para escanteio. Na cobrança, o cruzamento foi na segunda trave e Romário, sozinho na pequena área, cabeceou na rede do lado de fora.

Animado e empurrado pela torcida, o Vasco seguiu pressionando e aos 23min Abedi, cobrando falta, obrigou Lauro a grande defesa. Aos 28min, Wagner Diniz invadiu a área pela direita e foi derrubado por Élson. Pênalti, que Romário cobrou em seu canto direito e parou nas mãos de Lauro, que espalmou e frustrou a torcida vascaína.

"Eu falei para o Romário que ia pegar e peguei. Pulei no canto certo e consegui pegar o pênalti", vibrou Lauro.

A penalidade desperdiçada esfriou um pouco o ânimo do Vasco e Izaías, no único bom momento da Ponte, chutou cruzado e parou nas mãos de Roberto, aos 40min. Dois minutos depois, Alex Dias ainda teve a chance de marcar, mas Lauro saiu corajosamente em seus pés e fez boa defesa.

Para tentar o gol na segunda etapa, o técnico vascaíno, Renato Gaúcho, tirou o volante Osmar e colocou o meia Robson Luiz no intervalo. O Vasco deu a impressão de que manteria a pressão do primeiro tempo, mas quem quase marcou primeiro foi a Ponte.

Aos 13min, Élson cobrou falta com categoria e acertou a trave direita de Roberto, que fez golpe de vista. A partir daí, a Ponte passou a arriscar mais e envolveu o Vasco, que inexplicavelmente recuou.

Renato Gaúcho ainda tirou Abedi e colocou Marco Brito e sacou Morais e lançou Fernandinho, mas as substituições pouco adiantaram. Aos 34min, Élson, em nova cobrança de falta, acertou o travessão de Roberto, que desta vez pulou na bola.

A única oportunidade do Vasco no segundo tempo aconteceu aos 36min, quando Alex Dias chutou forte de dentro da área e Lauro, pouco exigido na etapa, espalmou.

VASCO
Roberto; Wagner Diniz, Alemão, Fábio Braz e Jorginho Paulista; Ygor, Osmar (Robson Luiz), Abedi (Marco Brito) e Morais (Fernandinho); Alex Dias e Romário
Técnico: Renato Gaúcho

PONTE PRETA
Lauro; Rissutt, Galeano, Preto e Bruno; Ângelo, Éverton, Romeu e Élson; Izaías (Gileno) (Luciano Santos) e Tico (Zé Carlos)
Técnico: Estevam Soares

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Luiz Alberto Bites (GO)
Auxiliares: Flávio Kanitz e José Bonfim Cruz (ambos de GO)
Cartões amarelos: Osmar (V), Ygor (V), Alex Dias (V), Éverton (P), Élson (P), Galeano (P), Ângelo (P)

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias