! Em clássico emocionante, Fla-Flu acaba empatado - 21/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  21/09/2005 - 23h44
Em clássico emocionante, Fla-Flu acaba empatado

Da Redação
No Rio de Janeiro

As expectativas estavam voltadas para os dois estrangeiros em campo, mas o Fla-Flu desta quarta-feira foi decidido por dois brasileiros que já transitaram pelos dois rivais. Ofuscando o paraguaio Ramírez, que saiu machucado logo no início do jogo, e o sérvio Petkovic, o atacante Tuta (ex-Fla) e o meia Diego Souza (ex-Flu) foram os protagonistas do eletrizante empate por 2 a 2.

Fotocom
Tuta marca duas vezes, mas Flu não consegue segurar vantagem e cede empate ao Fla
O clássico carioca foi válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro e aconteceu no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

O empate afastou o Fluminense do líder, mas nem tanto o Flamengo da zona de rebaixamento. O time tricolor chegou aos 47 pontos e está a três do Internacional. Já o clube da Gávea tem 31 e pode voltar à área de descenso se o Atlético-MG vencer o Corinthians e o Atlético-PR empatar com o Botafogo.

Desfalcado de quatro titulares (Gabriel Santos, Juan, Arouca e Felipe) e um 12º jogador (Beto), o time tricolor sentiu as ausências e não teve uma de suas melhores jornadas no torneio. Artilheiro do clube na temporada, com 30 gols, Tuta se salvou em dois lances de oportunismo.

"Faltou atenção. Não conseguimos manter a bola na frente e deixamos o time deles inflamar", afirmou o centroavante, que entre 2000 e 2002 teve duas passagens discretas pela Gávea.

Por outro lado, o ex-tricolor Diego Souza marcou o gol do empate, aos 40min do segundo tempo, se excedeu na comemoração e acabou expulso.

"Sei que errei, mas não me arrependo. Perdi a razão e acabei comemorando demais com a minha [ênfase no minha] torcida. Mas fui xingado por eles [torcedores do Fluminense] o tempo todo", disse.

ANDRADE, O INVENCÍVEL
AdversárioPlacarData
Cruzeiro (c)1 x123/4
Paysandu (c)2 x 121/8
Cruzeiro (f)0 x 024/8
Figueirense (c)2 x 228/8
Internacional (c)1 x 18/9
Santos (f)0 x 011/9
São Caetano (c)2 x 017/9
Fluminense (n)2 x 221/9
O resultado manteve a invencibilidade de Andrade neste Brasileiro. Ele é o único treinador invicto no torneio com seis empates e duas vitórias.

No próximo domingo, a dupla carioca se defrontará contra paulistas. Às 16h, em Volta Redonda, o Fluminense receberá o Santos. No mesmo horário, só que no Luso-Brasileiro, o Flamengo enfrentará o Corinthians.

O jogo
O Flamengo começou superior e, aos 3min, Ramírez recebeu na área, driblou Kleber e pulou. O árbitro Djalma Beltrami puniu o paraguaio com o cartão amarelo. No lance, o atacante paraguaio torceu o joelho esquerdo e precisou ser substituído por Obina.

Sem o seu principal jogador, o time rubro-negro sentiu o baque, se descontrolou e deu espaços ao Fluminense. Aos 13min, Tuta recebeu na área, dominou duas vezes no peito e bateu na saída de Diego, abrindo o placar.

Aos poucos o Flamengo foi se ajeitando e equilibrou a partida. Aos 23min, André recebeu de Souza na esquerda, driblou Leandro e colocou por cima do gol. Nos minutos subseqüentes, a equipe tricolor se acomodou com a vantagem e foi imprensada. Aos 29min, Fellype Gabriel cruzou, Obina desviou levemente e não conseguiu marcar.

No contragolpe, aos 30min, Rodrigo Tiuí recebeu frente-a-frente com Diego, mas chutou para fora. Mesmo com o susto, o Flamengo continuou muito superior e quase empatou aos 40min. Souza cruzou e Milton do Ó desviou contra a sua meta.

BEBÊ DE FRALDA
A expulsão do volante Romeu, no segundo tempo, não foi perdoada por Abel. O técnico do Fluminense não teve dó ao classificar o jovem jogador como um dos culpados pelo empate:

"Se eu soubesse que ele jogaria assim colocaria o Radamés [...] ele [Romeu] entrou como se fosse craque. É um garoto que a gente confia, que mantive no clube e por isso vai ter bronca, e séria. É muito bobinho, está de fralda"Leia mais
No intervalo, o meia Souza criticou o descontrole da equipe flamenguista após o gol de Tuta: "Ficamos reclamando muito com o árbitro e quase nos complicamos".

O segundo tempo começou com um Flamengo adormecido. Com menos de 1min, André saiu jogando errado e deu a bola nos pés de Petkovic. O sérvio chutou rente à trave de Diego.

O time rubro-negro empatou aos 6min. Jônatas arrancou e foi derrubado por Romeu dentro da área. Na cobrança, Renato deslocou Kleber e marcou seu sexto gol no campeonato.

A igualdade acordou o Fluminense, que respondeu aos 8min. Da entrada da área, Petkovic chutou à direita de Diego. Enquanto nas arquibancadas a torcida rubro-negra acordou, em campo os jogadores fizeram da vontade a sua principal arma.

O EXCESSO
O Fla-Flu foi nervoso, tenso e, por vezes, violento. Entretanto, o exorbitante número de 18 cartões distribuídos ao longo dos 90min (15 amarelos e dois vermelhos) tem forte ligação com a atuação confusa do árbitro Djalma Beltrami.

Querendo mostrar autoridade, ele se perdeu e deu diversas advertências em lances questionáveis. "O juiz aplicou alguns cartões desnecessários. Mas não gosto de comentar sobre arbitragem", desconversou Andrade.
Aos 18min, Jônatas entrou na área pela esquerda e chutou cruzado. Kleber defendeu parcialmente e Romeu completou o corte.

Dando a impressão de estar satisfeito com o empate, o Fluminense ameaçou aos 22min, quando Lino cruzou, Diego saiu de soco e Petkovic chutou para fora. A chance despertou os tricolores. Aos 23min, Lino chutou de longe e acertou o travessão. Na sobra, Tuta cabeceou para fora.

A reação foi interrompida pela imprudência de Romeu. O volante deu um carrinho violento em Augusto Recife e foi expulso. Mas, aos poucos, o Fluminense se ajeitou e marcou o segundo gol. Petkovic achou Tuta na entrada da área e o centroavante não desperdiçou, aos 32min.

Depois, Jônatas foi expulso e deu a impressão de que o resultado estava sacramentado. Mas aos 39min, o ex-tricolor Diego Souza chutou de longe e Kleber aceitou. Uma falha incrível. Na comemoração, o jogador foi ao alambrado e acabou expulso.

O Fluminense quase marcou o terceiro, aos 44min, mas o chute de Leandro esbarrou na trave.

FLUMINENSE
Kleber; Gabriel, Igor, Milton do Ó e Lino; Marcos Aurélio, Preto Casagrande (Romeu), Petkovic e Leandro; Rodrigo Tiuí (Toró (Radamés)) e Tuta
Técnico: Abel Braga

FLAMENGO
Diego; Léo Matos, Renato Silva, Fernando e André; Augusto Recife, Jônatas, Renato e Souza (Diego Souza); Fellype Gabriel (Josafá) e Ramírez (Obina)
Técnico: Andrade

Data: 21/09/2005
Local: estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Djalma Beltrami (RJ)
Assistentes: Aristeu Tavares (RJ/Fifa) e Carlos Henrique de Lima (RJ)
Cartões amarelos: César Ramírez (Fla), Fernando (Fla), Obina (Fla), Diego (Fla), Rodrigo Tiuí (Flu), Gabriel (Flu), Jônatas (Fla), Milton do Ó (Flu), Marcos Aurélio (Flu), Augusto Recife (Fla), Toró (Flu), Romeu (Flu), Diego Souza (Fla), Leandro (Flu), André (Fla)
Cartões vermelhos: Romeu (Flu), Jônatas (Fla), Diego Souza (Fla)
Gols: Tuta, aos 13min do primeiro tempo; Renato, aos 6min, Tuta, aos 32min, e Diego Souza, aos 39min do segundo tempo

Leia mais

Leia mais
Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias