! Alex vê volta à seleção como grande chance de ir à Copa de 2006 - 21/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  21/09/2005 - 22h16
Alex vê volta à seleção como grande chance de ir à Copa de 2006

Da Redação
Em São Paulo

O meia Alex, do Fenerbahçe, da Turquia, vê seu retorno à seleção brasileira como grande chance de integrar o grupo que participará da Copa do Mundo da Alemanha, em 2006. O jogador foi convocado nesta terça-feira pelo técnico Carlos Alberto Parreira para os dois últimos jogos das eliminatórias, contra a Bolívia, 9 de outubro, em La Paz, e a Venezuela, três dias depois, em Belém.

"Estou feliz, porque sempre tive a confiança de que tinha e tenho condições de estar nesse grupo que vai à Copa", disse o jogador. "São os dois últimos jogos oficiais no ano antes do Mundial, ele [Parreira] convocou jogadores a mais, isso me dá uma esperança maior ainda de mostrar meu futebol e que tenho condições de chegar à Copa do Mundo."

O jogador, que viveu grande fase com a camisa do Palmeiras, acredita que os 26 jogadores chamados por Parreira formarão a base do time que viajará à Alemanha. "Eu acho que sim. O número de jogos está reduzido, tem esse dois das eliminatórias e ele já fechou esse grupo com 26 jogadores. Ao que parece, até a Copa terá dois ou três amistosos para se fazer a convocação final."

Eu acredito que tenha mais três, quatro, cinco jogadores no máximo que podem aparecer dentro desse grupo. Ou acontece aquilo que é a magia do futebol brasileiro, dentro desses 10 meses nascer um fenômeno, aparecer por aí um jogador espetacular. Mas, excetuando isso, acredito que sejam esses nomes que estão convocados para esses jogos, mais quatro ou cinco jogadores que tiveram oportunidade com esse grupo que vão para a Copa", explicou.

Parreira poderá dividir o grupo de jogadores em dois, principalmente para o duelo contra a Bolívia, na altitude. "Já joguei em La Paz, em Quito, no México, em Arequipa, na Copa América passada, mas La Paz é conhecido por todos como o lugar mais alto, o mais complicado. Acho que as dificuldades maiores são em relação à bola, que muda de velocidade um pouco e faz com que o jogo seja um pouco diferente."

Para Alex, o fato de a seleção já estar garantido na Copa dá mais tranqüilidade para os dois últimos jogos. "O Brasil vai em uma situação tranqüila, já classificado, sem o peso de repente de ter de buscar um belo de um resultado, como foi na última eliminatória. A gente vai para lá consciente de que tem de vencer, buscar sempre um grande resultado, mas já sem esse peso da classificação. Isso pode nos ajudar."

"Mesmo com essa dificuldade que a altitude oferece em relação à velocidade da bola, independente daquilo que o Parreira venha a fazer, levando todos os jogadores ou separando esse grupo, o Brasil tem condições de ir à Bolívia e fazer um jogo de igual para igual. E voltar ao Brasil com um belo resultado e fechar com chave de ouro contra a Venezuela, fazer a festa por mais uma classificação", completou.

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias