! Figueirense deixa lanterna e afunda São Caetano - 21/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  21/09/2005 - 21h22
Figueirense deixa lanterna e afunda São Caetano

Da Redação
Em São Paulo

Em jogo fraco tecnicamente, o Figueirense derrotou o São Caetano por 1 a 0 e complicou ainda mais a situação do time do ABC paulista. O jogo, válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, aconteceu no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul.

Com o resultado, a equipe catarinense conseguiu sair da lanterna do Brasileirão, já que o Paysandu foi derrotado pelo Goiás por 4 a 1. Agora, o clube de Santa Catarina tem 26 pontos, três a mais que o time paraense, e está na 21ª colocação.

ATRAPALHADO
O árbitro Washington José Alves de Souza (AM) se enrolou por diversas vezes na hora de mostrar cartões, causando muitas dúvidas entre o árbitro reserva e o delegado do jogo.

A maior das confusões aconteceu aos 42min da etapa final. No lance que originou a falta do gol, quando foi dar cartão amarelo para Zé Luiz, autor da falta, o árbitro mostrou para Júlio César, que já tinha cartão e seria expulso.
Já o time paulista continua se aproximando cada vez mais da zona de rebaixamento. Com 32 pontos, o clube ocupa a 15ª colocação, podendo cair mais duas posições ao final desta rodada.

O São Caetano, que desde que subiu para a Primeira Divisão, em 2000, vinha fazendo boas campanhas, já acumula oito partidas sem vencer, com sete derrotas seguidas. Neste segundo turno de Nacional, a equipe ainda não conseguiu seu primeiro ponto (em seis jogos) e o primeiro do técnico Jair Picerni (em duas partidas).

Na próxima rodada, o São Caetano viaja até Taguatinga, onde enfrenta o Brasiliense, no sábado, às 16h. O Figueirense recebe o Atlético-PR, em Florianópolis, no domingo, também às 16h.

O jogo
A partida começou bem, com as duas equipes chegando ao ataque. Com menos de um minuto, o Figueirense cruzou da esquerda e Adriano cabeceou com perigo, por cima do gol. No minuto seguinte, o time da casa respondeu com um voleio de Márcio Mixirica, que passou à direita do gol.

Depois disso, o que se viu foi um jogo fraco, no qual as equipes pouco criaram, até que Lúcio Flávio começou a se destacar pelo São Caetano. Aos 19min, o jogador quase fez um gol olímpico, mas Édson Bastos defendeu. Aos 21min, o meia bateu falta para a área, o goleiro soltou e Thiago cabeceou com perigo.

No minuto seguinte, Lúcio Flávio teve a melhor chance do jogo. Márcio Mixirica fez boa jogada e ajeitou de calcanhar para o meia que, cara-a-cara com o goleiro, chutou para fora. Aos 34min, Édson Bastos quase falha feio. Ricardo Lopes cobrou falta com força, a bola desviou e o goleiro teve dificuldades, mas fez a defesa.

O São Caetano era melhor e chegou mais uma vez. Aos 35min, Lúcio Flávio bateu de longe e a bola saiu à direita do gol. A equipe visitante só voltou a levar perigo aos 40min. Michel Bastos cobrou falta com força e a bola passou perto do gol de Silvio Luiz.

O segundo tempo foi como o primeiro. A partida continuou fraca, mas com o São Caetano chegando com perigo eventualmente. Assim como na primeira etapa, os times assustaram logo no início. Aos 2min, Edílson cruzou para Triguinho, que cabeceou com perigo.

Os mandantes tiveram ótima chance aos 8min. Depois da falha da defesa, Lúcio Flávio chutou, de perna esquerda, no travessão. Na sobra, Triguinho acabou batendo por cima do gol.

Aos 23min, Edmundo deu a resposta para Lúcio Flávio na mesma moeda. Em cobrança de falta próxima da área, o jogador acertou a trave paulista.

O São Caetano chegou mais uma vez, aos 34min. Fábio Pinto bateu cruzado e a bola passou com perigo, perto da trave. Aos 42min, o Figueirense conseguiu a vitória. Edmundo cobrou falta, Bruno escorou de cabeça e Fernandes empurrou para o gol, de carrinho.

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Ricardo Lopes, Gustavo, Thiago e Triguinho; Júlio César, Zé Luís, Canindé (Pingo) e Lúcio Flávio (Fábio Pinto); Edílson e Márcio Mixirica (Jean)
Técnico: Jair Picerni

FIGUEIRENSE
Edson Bastos; Márcio Martins, Bebeto e Vinicius; Paulo Sérgio, Marquinhos Paraná, Rodrigo Souto, Edmundo e Michel Bastos (Bruno); Jonatas (Alexandre) e Adriano (Fernandes)
Técnico: Adílson Batista

Local: estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP)
Árbitro: Washington José Alves de Souza (AM)
Assistentes: Gilbert Ferreira Costa e Raimundo da Paz Arruda de Oliveira (ambos do AM)
Cartões amarelos: Paulo Sérgio (F), Ricardo Lopes (S), Michel Bastos(F), Rodrigo Souto (F), Pingo (S), Edmundo (F), Julio César (S), Zé Luiz (S)
Gol: Fernandes, aos 42min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias