! 'Amaldiçoado', Flu só empata no Sul e deixa ponta - 18/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  18/09/2005 - 20h09
'Amaldiçoado', Flu só empata no Sul e deixa ponta

Da Redação
No Rio de Janeiro

Mais uma vez neste Campeonato Brasileiro, um líder não conseguiu permanecer na ponta por muito tempo. A "maldição" agora atingiu o Fluminense, que empatou por 0 a 0 com o Coritiba, fora de casa, e perdeu o posto para o Internacional, sétimo time a chegar ao cume da tabela em 2005.

Fotocom
Decisivo nos últimos jogos, Pet perde pênalti,
Fluminense empata e deixa escapar a liderança
Assim como aconteceu na quarta rodada da competição, o reinado tricolor durou apenas uma rodada. Com a igualdade no Paraná, o clube das Laranjeiras caiu para a terceira colocação, já que perde do Corinthians no primeiro critério de desempate: número de vitórias (14 contra 13). Ambos os clubes somaram 46 pontos em 26 partidas.

A edição deste ano do Nacional está tendo uma alta rotatividade na primeira posição. Mas apenas Ponte Preta e Corinthians conseguiram uma seqüência maior do que três rodadas na primeira colocação (Atlético-MG, Botafogo e Santos já estiveram no topo) - o time de Campinas ficou oito e o de São Paulo seis.

O Fluminense, no entanto, teve uma ótima chance de superar a "maldição". Isso porque o meia Petkovic, destaque da equipe de Abel Braga na escalada rumo à liderança, desperdiçou um pênalti ainda no primeiro tempo do confronto com os paranaenses.

Mesmo diante disso, o técnico Abel Braga, que no intervalo cobrou mais capricho dos atacantes nas finalizações, rasgou elogios à postura do seu elenco no jogo desta noite.

"Não saio satisfeito com o resultado, claro, mas sim com a minha equipe, que jogou sempre em busca do gol. Ainda mais pelo momento do adversário, que lutava para melhorar na competição", declarou o comandante tricolor, que segue invicto há seis rodadas no certame.

Como disse o técnico do Fluminense, o Coritiba precisava melhorar na competição. Mas não obteve sucesso. O empate deste domingo aumentou para quatro o número de jogos sem vencer da equipe alviverde, o que fez o clube paranaense cair para a 14ª colocação, agora com 34 pontos.

O técnico Cuca, porém, ficou mais insatisfeito com a expulsão do meia Jackson, que na etapa inicial deu um carrinho e levou o cartão vermelho. Para o comandante do Coritiba, a equipe jogou melhor com um a menos, mas poderia ter levado uma goleada.

"Nossa equipe jogou melhor no segundo tempo. Às vezes, é melhor jogar com um a menos, mas o Jackson não pode fazer aquilo (falta de carrinho) porque a regra é clara. Por outro lado, às vezes com um a menos podemos tomar uma goleada", esbravejou o treinador.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense tem um clássico com o Flamengo, na quarta-feira, às 20h30, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. No mesmo horário, mas no dia seguinte, o Coritiba duela com o Juventude, em Caxias do Sul.

O jogo
Durante a primeira etapa, o Fluminense parecia jogar em casa. Foi ao ataque por ambos os lados e criou muitas chances de gol. A primeira delas com Petkovic, aos 16min. Beto armou o contra-ataque pela esquerda, driblou um defensor, e tocou para o meia, que fez bem o corte, mas chutou para fora.

INVENCIBILIDADE TRICOLOR
AdversárioPlacarLocal
Palmeiras2 x 2Casa
São Paulo1 x 1Fora
Paysandu5 x 2Casa
Cruzeiro6 x 2 Fora
Brasiliense3 x 0Casa
Coritiba0 x 0Fora
No minuto seguinte, Beto recebeu bom lançamento pela direita e Reginaldo Nascimento chegou cometendo falta a um passo da linha da grande área. Como os jogadores caíram dentro da área, o árbitro Leonardo Gaciba se enganou e marcou pênalti. Na cobrança, Petkovic buscou o lado direito, para onde Douglas saltou e defendeu.

A marcação equivocada do pênalti não foi o único erro grave da arbitragem. Aos 28min, depois de um chute de Beto que Douglas defendeu, Tuta aproveitou o rebote e chutou para o gol. Reginaldo Nascimento, que já tinha cartão amarelo, espalmou para fora, mas o árbitro não viu a bola bater na mão no defensor e marcou apenas o escanteio.

No último minuto do primeiro tempo, o Coritiba teve um jogador expulso. Juan corria para a linha de fundo, quando Jackson, de carrinho, cometeu falta violenta. O meia da equipe paranaense recebeu o cartão vermelho direto.

"Não se pode sair de um primeiro tempo desses empatando o jogo. Não apenas pelo pênalti perdido, mas pelas inúmeras chances de gol que desperdiçamos", disse no intervalo o técnico do Fluminense, Abel Braga.

No segundo tempo, com o gramado do Couto Pereira encharcado e com o time do Coritiba muito recuado, o time carioca teve muita dificuldade para criar. Embora tivesse muito mais posse de bola, as melhores finalizações foram todas de fora da área.

JEJUM DO CORITIBA
AdversárioPlacarLocal
Santos0 x 2Fora
Palmeiras1 x 1Fora
São Paulo1 x 4Casa
Fluminense0 x 0 Casa
Arouca teve oportunidade, aos 17min, em chute que saiu rente à trave esquerda, Gabriel Santos, aos 25min e Preto Casagrande, aos 28min, em cobrança de falta que assustou o goleiro Douglas. Enquanto o Fluminense buscava o seu gol, o goleiro Kleber apenas tomou chuva no outro lado do gramado.

Aos 33min, o Fluminense articulou a única jogada no interior da área. Juninho, que entrara no lugar de Gabriel, recebeu passe de Petkovic na direita e rolou para Beto, livre. O atacante demorou para finalizar e o chute desviou na zaga.

CORITIBA
Douglas; James, Douglas Ferreira, Allan e Rubens Júnior (Ricardinho); Reginaldo Nascimento, Jackson, Rodrigo Batata (Peruíbe) e Capixaba; Caio e Renaldo (Maia)
Técnico: Cuca

FLUMINENSE
Keber; Gabriel (Juninho), Gabriel Santos, Igor e Juan (Tiuí); Arouca, Preto Casagrande e Petkovic; Leandro, Beto e Tuta
Técnico: Abel Braga

Local: estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS/FIFA)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS/FIFA) e Sérgio Cordeiro Filho (RS)
Cartões amarelos: Reginaldo Nascimento (C), Rubens Júnior (C), Tuta (F), Beto (F), Arouca (F), James (C), Juan (F), Gabriel Santos (F)
Cartão vermelho: Jackson (C)

Leia mais


Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias