! 'Trauma' acaba e Corinthians sobe para segundo - 18/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  18/09/2005 - 17h52
'Trauma' acaba e Corinthians sobe para segundo

Da Redação
Em São Paulo

A "maldição" do estádio Orlando Scarpelli e as fortes chuvas que atingiram Florianópolis não foram suficientes para segurar o Corinthians. Nesta tarde de domingo, em jogo de cinco gols, o time paulista venceu o Figueirense por 3 a 2 e assumiu o segundo lugar no Campeonato Brasileiro.

TEVEZ: SEIS JOGOS SEM MARCAR

Adversário

Placar

Data

Goiás1 x 121/08
Botafogo3 x 328/08
Goiás (Sul-Americana)1 x 131/08
São Paulo2 x 307/09
Atlético-PR2 x 011/09
Figueirense3 x 218/09
"Estou muito feliz pelo gol, mas também pelos três pontos. Este resultado era muito importante para o Corinthians voltar a subir na classificação do Campeonato Brasileiro", afirmou o lateral Eduardo, que marcou o gol da vitória, exatamente seu primeiro como profissional.

Com o resultado, a equipe do Parque São Jorge chega aos 46 pontos, apenas um atrás do líder Internacional. O time de São Paulo tem uma vitória a mais do que o Fluminense (14 contra 13), que empatou sem gols com o Coritiba, no Couto Pereira.

A derrota, entretanto, complica ainda mais a situação dos comandados do técnico Adilson Batista. O Figueirense segue com 23 pontos, mas agora segurando a lanterna, já que o Paysandu derrotou o Juventude, no sábado, e também tem a mesma pontuação, mas leva vantagem no número de vitórias (seis contra cinco).

O triunfo desta tarde faz o Corinthians apagar a má impressão deixada na última vez em que esteve no Orlando Scarpelli. Pela Copa do Brasil, os paulistas foram derrotados nos pênaltis pelo mesmo adversário e disseram adeus ao torneio. No jogo seguinte, com a goleada por 5 a 1 para o São Paulo, o técnico Daniel Passarella acabou demitido.

Apesar de a equipe continuar com o melhor ataque da competição (55 gols), quem não vive grande momento é Carlitos Tevez. O avante acumula seis partidas sem balançar as redes, sua pior marca desde que chegou ao clube. A última vez que o argentino marcou foi na vitória por 5 a 3 sobre a Ponte Preta, dia 14 de agosto, em Campinas.

Por outro lado, o Corinthians chega aos 102 gols em 2005 com os tentos anotados por Nilmar, Gustavo Nery e Eduardo. A centenária marca poderia ter sido alcançada na última quarta-feira, mas o time ficou apenas no empate por 0 a 0 com o River Plate, pela Copa Sul-Americana.

O Corinthians volta a campo na quinta-feira, contra o Atlético-MG, às 20h30, no estádio do Pacaembu. Já o Figueirense atua na quarta-feira, diante do São Caetano, às 20h30, no estádio Anacleto Campanella.

O jogo
Com o gramado encharcado por causa das fortes chuvas em Florianópolis, ambos os times abusaram dos erros nos passes. Apesar disso, a primeira chance de gol surgiu logo aos 4min. Roger chutou da entrada da área, a bola desviou em Cléber e saiu pela linha de fundo, muito próxima à trave esquerda.

CORINTHIANS CENTENÁRIO
Enquanto a defesa do Corinthians ainda luta para se acertar, o ataque continua arrasador na temporada. Neste domingo, o time não só atingiu a marca centenária como também chegou aos 102 gols em 2005.

Apesar do jejum de seis jogos, o principal artilheiro da equipe continua sendo Carlitos Tevez, com 20 em 38 jogos. Roger, com 11, e Rosinei, com dez, aparecem em segundo e terceiro, respectivamente.

Com três marcados em Florianópolis, o Corinthians chegou a 55 tentos no Campeonato Brasileiro, melhor desempenho de toda a competição. O time, porém, já havia balançado as redes 33 vezes no Paulistão, 11 na Copa do Brasil e outras três na Sul-Americana.
Na segunda vez que levaram perigo, os paulistas abriram o placar. Aos 16min, após cobrança de escanteio pela esquerda, Marcelo Mattos cabeceou no travessão e a bola sobrou na pequena área para Nilmar apenas empurrar às redes.

Sem força ofensiva, o Figueirense só reagiu aos 30min, quando chegou ao gol de empate. Bilu aproveitou rebote da defesa na entrada da área e chutou. A bola desviou em Adriano e entrou no canto esquerdo de Marcelo.

Animados, os catarinenses viraram três minutos mais tarde. Edmundo roubou a bola na entrada da área e serviu Adriano. Este arriscou, a bola tocou em Hugo, na trave direita de Marcelo e entrou.

Após o intervalo, o Figueirense reapareceu com mais disposição. Trabalhando melhor a bola e diminuindo os espaços na marcação, a equipe da casa passou a dominar e a dar mais trabalho ao goleiro adversário.

No entanto, foi o Corinthians que marcou aos 10min. Hugo arriscou de fora da área e Édson Bastos não conseguiu segurar. Gustavo Nery pegou o rebote na esquerda e chutou forte para igualar o marcador mais uma vez.

A situação do Figueirense se complicou ainda mais com a expulsão do zagueiro Cléber, após cometer falta violenta em Roger. Na cobrança da infração, Eduardo Ratinho bateu com perfeição e colocou os paulistas em vantagem.

Pouco depois, o volante Carlos Alberto também foi expulso e dificultou ainda mais para o time de Santa Catarina. Aos 35min, o Corinthians quase ampliou depois que Tevez acertou um chute na trave.

FIGUEIRENSE
Édson Bastos; Marquinhos Paraná, Bebeto, Cléber e Michel Bastos; Rodrigo Souto, Carlos Alberto, Bilu e Fernandes (Márcio Martins); Adriano (Paulo Sérgio) e Edmundo (Alexandre)
Técnico: Adílson Batista

CORINTHIANS
Marcelo; Eduardo, Betão, Marinho e Gustavo Nery; Marcelo Mattos, Bruno Octávio, Hugo (Edson) e Roger (Carlos Alberto); Tevez (Wescley) e Nilmar
Técnico: Márcio Bittencourt

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (PE)
Auxiliares: Erick Bartholomeu Bandeira e José Pedro da Silva (ambos do PE)
Cartões amarelos: Hugo (C), Michel Bastos (F), Adriano (F), Cléber (F), Roger (C), Tevez (C), Bilu (F), Bebeto (F) e Betão (C)
Cartões vermelhos: Cléber (F) e Carlos Alberto (F)
Gols: Nilmar, aos 16min, Bilu, aos 30min, e Adriano, aos 33min do primeiro tempo; Gustavo Nery, aos 10min, e Eduardo, aos 24min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias