! Vasco humilha o Juventude no Rio - 11/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  11/09/2005 - 17h57
Vasco humilha o Juventude no Rio

Da Redação
No Rio de Janeiro

Tudo tem uma primeira vez. Na tarde deste domingo, com inédita arbitragem feminina em sua história, o Vasco marcou seu primeiro gol de falta no Campeonato Brasileiro, venceu o Juventude de forma inédita no Rio, por 5 a 2, e finalmente conseguiu sair da insistente 16ª posição na competição.

Aos gritos de "Renato Gaúcho", a torcida do Vasco comemorou a quinta vitória consecutiva em São Januário. Após a chegada do técnico, em seis partidas, a equipe carioca só não venceu a primeira.

VASCO x JUVENTUDE NO RIO
DataPlacarEstádio
20/07/19973 x 3São Januário
07/12/19971 x 1Maracanã
24/09/19981 x 1São Januário
11/08/20011 x 1São Januário
08/10/20031 x 1Maracanã
28/11/20041 x 1São Januário
11/09/20055 x 2São Januário
O treinador foi decisivo no momento em que tirou o volante Osmar e colocou Róbson Luiz, no início da segunda etapa. No primeiro lance, o meia marcou de falta o segundo gol vascaíno, que abriu caminho para a goleada. A equipe era a única na competição que ainda não havia marcado de falta.

Com isso, o Vasco chegou aos 32 pontos e ultrapassou o Atlético-PR, ficando na 15ª colocação. A equipe está a dois da zona de classificação para a Copa Sul-Americana. Por outro lado, fica a cinco da zona de rebaixamento.

O Juventude, por outro lado, estacionou nos 36 pontos e ficou na 10ª posição. O técnico Sebastião Lazaroni, ex-Vasco e seleção brasileira, não conseguiu segurar o ímpeto da embalada equipe carioca, que devolveu a goleada sofrida no primeiro turno em Caxias do Sul. Na ocasião, o time gaúcho vencera por 4 a 1.

Após três jogos de invencibilidade, o Juventude foi dominado e a goleada poderia ter sido ainda maior não fosse a atuação do goleiro Fabiano. Na próxima rodada, a equipe encara o Paysandu, no próximo fim de semana, em Belém do Pará. O Vasco pega o São Paulo, domingo, no Morumbi.

O jogo
No ritmo da numerosa e animada torcida presente a São Januário, o Vasco impôs velocidade no início, apesar do forte calor na tarde carioca. Aos 19min, em passe na medida de Abedi, Alex Dias recebeu livre na meia-lua, avançou e bateu de pé canhoto, mas Fabiano abafou.

Apostando nos contra-ataques, o time gaúcho levou perigo nas subidas dos dois velozes atacantes. Aos 23min, Marcelinho arriscou de fora da área para defesa segura de Roberto. O goleiro vascaíno também foi obrigado a trabalhar na seqüência em chute de canhota de Josiel.

Bastante movimentado, o jogo era lá e cá. O Vasco quase abriu o placar aos 23min, quando Abedi cabeceou rente ao travessão um cruzamento de Jorginho Paulista, que havia entrado aos 15min do lugar de Diego por lesão no tornozelo.

No fim do primeiro tempo, o time carioca tanto pressionou que conseguiu fazer o primeiro. Aos 38min, Abedi sozinho, na marca do pênalti, perdeu gol feito. Na seqüência, Alemão cabeceou por cima um cruzamento na medida, na segunda trave. Aos 40min, porém, Romário lançou Alex Dias pela direita. O atacante deu um lençol no zagueiro Daniel, chutou, mas Fabiano salvou. No rebote, Abedi dominou e completou para as redes.

A torcida ainda comemorava quando Marcelinho roubou a bola do volante Ygor, avançou pelo meio e chutou na saída de Roberto, empatando o jogo aos 44min. Na saída para o intervalo, o técnico Renato Gaúcho lamentava: "Poderíamos já ter definido o jogo".

Na etapa final, o ritmo de jogo diminuiu, mas o domínio ainda era vascaíno. Aos 8min, em cruzamento pela esquerda de Abedi, Ygor cabeceou sozinho, na linha da pequena área, mas colocou por cima.

Descontente com o placar, o técnico Renato Gaúcho tirou o volante Osmar e colocou o meia Róbson Luiz, em busca de mais ofensividade. O resultado foi imediato. Aos 12min, em cobrança de falta da entrada da área, pela direita, o jogador mandou um petardo cruzado, no ângulo direito de Fabiano. O goleiro não conseguiu desviar tal a força do chute.

Na seqüência, Alex Dias entrou sozinho na área. Fez embaixadinha com a coxa na direção do gol e acabou perdendo o passo. O camisa 1 do time gaúcho conseguiu abafar o chute. Mas o dia era do Vasco. Aos 18min, Morais roubou bola no bico direito da grande área e arriscou de canhota. A bola foi no canto direito de Fabiano.

Aos 22min, porém, a árbitra Sílvia Regina marcou escanteio contra o Vasco de forma equivocada. Na cobrança, a bola passou por toda a pequena área e Josiel completou de cabeça na segunda trave, diminuindo o placar.

Em mais um equívoco da árbitra, o goleiro Fabiano foi na bola contra Wagner Diniz, mas o pênalti foi marcado. Romário cobrou no canto direito e aumentou para os cariocas.

Para completar, aos 42min, Romário entrou e chutou em cima do goleiro. No rebote, Alex Dias completou e marcou o 15° gol no campeonato, igualando-se a Róbson como artilheiro da competição.

VASCO
Roberto; Wagner Diniz, Alemão, Fábio Braz e Diego (Jorginho Paulista); Ygor, Osmar (Róbson Luiz), Abedi (Amaral) e Morais; Alex Dias e Romário
Técnico: Renato Gaúcho

JUVENTUDE
Fabiano; Éderson, Antônio Carlos e Daniel; Túlio (Anderson), Leandro Moreno (Jardel), Wellington Monteiro, Caíco (Tucho) e Roger; Marcelinho e Josiel
Técnico: Sebastião Lazaroni

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitra: Sílvia Regina de Oliveira (Fifa-SP)
Auxiliares: Ana Paula Oliveira (Fifa) e Maria Eliza Correia Barbosa (ambas de SP)
Cartões amarelos: Osmar, Fábio Braz (V); Marcelinho, Antônio Carlos (J)
Gols: Abedi, aos 40min, Marcelinho, aos 44min do primeiro tempo; Róbson Luiz, aos 12min, Morais, aos 18min, Josiel, aos 22min, Alex Dias, aos 47min do segundo tempo

Leia mais


Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias