! Empate no Rio complica Flamengo e breca Inter - 08/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  08/09/2005 - 22h23
Empate no Rio complica Flamengo e breca Inter

Da Redação
No Rio de Janeiro

O Flamengo precisava da vitória para fugir do rebaixamento. Por sua vez, um triunfo no Rio de Janeiro levaria o Internacional à liderança do Campeonato Brasileiro. Por aí, conclui-se que o empate por 1 a 1, na noite desta quinta, não satisfez ninguém. A partida, válida pela 24ª rodada, aconteceu no Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador.

Apesar do ponto conquistado fora de casa, o Inter pode se lamentar. O time foi superior e perdeu a chance de assumir a ponta da competição. O clube de Porto Alegre chegou aos 41 pontos e termina a rodada em terceiro lugar.

PREMONIÇÃO?
Às vésperas da partida contra o Internacional, o atacante Fábio Júnior, do Flamengo, opinou sobre o goleiro Clemer: "Às vezes o Clemer toma uns gols que nem ele acredita".

O camisa 1 colorado falhou vergonhosamente no gol flamenguista e contribuiu para que sua equipe não atingisse a primeira colocação. Depois de Souza cobrar falta, Clemer se enrolou e facilitou a cabeçada de Obina para dentro da rede.

"Com a bola molhada, acabei soltando no primeiro lance. Mas no segundo eu segurei, eles chutaram tudo, até minha mão, mas o juiz só deu o gol", reclamou Clemer, sem razão
A rateada na hora de assumir o primeiro lugar tem sido corriqueira com a equipe colorada. Na 13ª rodada, por exemplo, a chance foi desperdiçada após derrota por 3 a 2 para o Goiás, no Beira-Rio.

Nesta quinta, o time se esforçou e dominou o aflito Flamengo durante boa parte da partida, mas falhou muito no ataque e na defesa. "A gente criou muitas oportunidades, desperdiçou alguns lances e não vencemos. Infelizmente não foi dessa vez que conquistamos a liderança", lamentou o avante Fernandão.

Atrás, o time colorado teve problema com o goleiro Clemer, que falhou e permitiu que Obina marcasse para os rubro-negros. O atacante não fazia um gol havia 66 dias, desde a derrota por 3 a 1 para o Atlético-MG.

O empate diante de sua torcida complica ainda mais a vida dos cariocas na competição. A equipe continua na zona de rebaixamento, em 19º, com 26 pontos e está a dois de Brasiliense (18º) e São Paulo (17º).

"Preocupa a situação do momento. Mas temos que ter fé até o fim. Ser otimistas. Temos que trabalhar para sair desta situação incômoda logo", afirmou o técnico Andrade.

A próxima rodada colocará os cariocas novamente diante de uma pedreira. O rival será o líder Santos, na Vila Belmiro, domingo, às 16h. O volante Diego Souza recebeu o terceiro cartão amarelo e não poderá jogar. Na mesma hora, o Internacional receberá o Figueirense, no Beira-Rio.

O jogo
Exposto aos contra-ataques, o Flamengo começou a partida levando um susto logo aos 4min. Rafael Sobis invadiu a área, driblou André, mas chutou para fora. Os anfitriões continuaram desarrumados e o Internacional só não marcou aos 12min porque Fernando deu um carrinho e bloqueou o chute de Tinga.

Na primeira vez que foi com atitude ao ataque, o time rubro-negro abriu o placar com a colaboração de Clemer. Aos 17min, Souza cobrou falta fraca, o goleiro colorado soltou nos pés de Renato Silva e após uma breve confusão Obina cabeceou para dentro do gol.

A vantagem acalmou os cariocas. Melhor jogador em campo no primeiro tempo, Diego Souza arrancou do meio-campo e chutou com perigo.

O Inter voltou a dominar e perdeu duas chances consecutivas. Aos 24min, Fernandão cabeceou à queima-roupa e Diego fez ótima defesa com a perna. Na seqüência, o mesmo Fernandão recebeu cruzamento dentro da pequena área, mas finalizou para fora.

O ritmo continuou inalterado até o fim e Diego salvou novamente o Flamengo aos 44min, após chute de Edinho. No intervalo, sentindo dores na região lombar, Obina vibrou com a vantagem parcial: "O gol foi importante. Mas temos que ampliar".

Porém, o autor do gol voltou para o segundo tempo, mas logo com 1min caiu em campo e precisou ser substituído pelo estreante Fábio Júnior.

Superior em campo, o clube gaúcho ameaçou aos 6min. Índio cruzou, Fernandão subiu mais do que Renato Silva e cabeceou para fora. De tanto insistir, os visitantes empataram aos 13min. Fernandão cruzou e o zagueiro Wilson desviou para o gol.

Atordoado e "de mal" com a sua torcida, o Flamengo continuou dando espaços. Aos 24min, Rafael Sobis entrou driblando na área e chutou por cima do travessão.

Em vez de incentivos, os torcedores hostilizaram os jogadores rubro-negros que, nervosos, erraram passes infantis ou precipitaram as finalizações.

FLAMENGO
Diego; Róbson, Fernando, Renato Silva e André; Augusto Recife, Diego Souza (Jônatas), Renato e Souza; Fabiano Oliveira (Fellype Gabriel) e Obina (Fábio Júnior)
Técnico: Andrade

INTERNACIONAL
Clemer; Índio, Edinho e Wilson; Elder Granja, Gavilán, Tinga, Perdigão e Jorge Wagner; Fernandão e Rafael Sobis
Técnico: Muricy Ramalho

Data: 8/7/2005
Local: estádio Luso Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 11 330 pagantes
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (SP)
Auxiliares: Ednilson Corona e Valter José dos Reis (ambos Fifa e de SP)
Cartões amarelos: Jorge Wagner (I), Rafael Sobis (I), Diego Souza (F), Edinho (I), André (F), Perdigão (I), Róbson (F)
Gols: Obina, aos 17min do primeiro tempo; Wilson, aos 13min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias