! Liderado por Pet, Flu massacra Cruzeiro e já é 2º - 07/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  07/09/2005 - 23h43
Liderado por Pet, Flu massacra Cruzeiro e já é 2º

Da Redação
No Rio de Janeiro

Na noite da festa dos 40 anos do Mineirão, o meia Petkovic roubou a cena e conduziu o Fluminense à virada que garantiu a goleada por 6 a 2 sobre o anfitrião Cruzeiro, nesta quarta-feira, em jogo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Fotocom
Petkovic marca dois, dá show e comanda o Fluminense na goleada sobre o Cruzeiro
O camisa 8 participou de três gols da equipe carioca, marcando os dois primeiros e iniciando a jogada do terceiro, assinalado pelo lateral-direito Gabriel, artilheiro da equipe na competição nacional, com 12 gols.

"O Pet foi brilhante nos dois gols. Ele está tão alegre que conseguiu fazer dois gols fantásticos", elogiou o técnico Abel Braga.

O primeiro gol do Flu, aliás, colocou o nome do sérvio-montenegrino na história do clube. Não por ter sido um golaço, mas pelo fato de que o gol foi o de número mil da equipe em jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro.

"O que eu fiz hoje [quarta-feira] serve como forma de agradecimento ao presidente do Fluminense e à patrocinadora, que se esforçaram para que eu chegasse no clube e voltasse para o Brasil", declarou Petkovic.

Jogando contra um adversário direto pelas primeiras colocações da competição, o Fluminense não se intimidou e garantiu três pontos que melhoraram a sua situação na tabela. Favorecido pelos demais resultados da rodada, a equipe de Abel Braga chegou aos 42 pontos e passou a ocupar a vice-liderança do Brasileirão, atrás do Santos.

ABEL DÁ BRONCA NO INTERVALO
Embora a vitória do Fluminense tenha tido um placar elástico, o que se viu no primeiro tempo do jogo, principalmente nos 25min iniciais, foi uma verdadeira pressão cruzeirense.

O técnico Abel Braga não gostou nada do que viu e, no intervalo, quando a partida estava empatada por 1 a 1, deu uma bronca nos jogadores. O puxão de orelhas deixou a equipe alerta e, na seqüência do jogo, a equipe carioca se impôs e construiu a goleada.Leia mais

Já o Cruzeiro deixou escapar uma boa oportunidade de encostar nos líderes. Se tivesse vencido, chegaria à quinta posição, mas permaneceu com os seus 37 pontos na sétima colocação.

"Saio envergonhado aqui hoje [quarta-feira] pela situação do jogo. Estávamos bem no primeiro tempo para no segundo tomar uma goleada dessa", desabafou o zagueiro Marcelo Batatais.

A equipe mineira não sabe o que é vencer em casa há quatro partidas. Desde que goleou o Botafogo por 4 a 1, no dia 10 de agosto, jogou no Mineirão contra Paraná (0 a 1), Flamengo (0 a 0), Juventude (1 a 3) e Fluminense.

Na seqüência do Brasileirão, o Fluminense jogará neste sábado contra o Brasiliense, às 16h, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Já o Cruzeiro terá um compromisso fora de casa contra mais uma equipe que luta pelas primeiras colocações. O jogo contra o Goiás, no Serra Dourada, também será no sábado, às 16h.

O jogo
O Cruzeiro iniciou a partida a todo vapor, buscando o gol por todos os lados. Após chutes de Adriano, Adriano Louzada, Moisés e Wagner, a pressão mineira se tornou ainda maior depois que Felipe sofreu lesão muscular na perna esquerda e foi substituído por Preto Casagrande logo aos 9min.

Aos 14min, a supremacia cruzeirense resultou em gol. A equipe mineira teve falta pela direita e, após levantamento na área, Preto desviou de cabeça contra o seu gol. A bola tocou na trave esquerda e sobrou no meio da área para Kelly, de cabeça, marcar. Foi o oitavo gol do meia no Brasileirão.

Depois do gol, o Cruzeiro se acomodou com a vantagem e deu campo ao Fluminense, que passou a subir ao ataque. Aos 30min, Petkovic realizou uma obra-prima. O meia recebeu na entrada da área do Cruzeiro, driblou dois defensores e, na saída de Fábio, deu um toque sutil por cima do goleiro. Anderson ainda tentou afastar, mas não conseguiu impedir o belo gol de empate do sérvio-montenegrino, que marcou o milésimo gol do Flu em Brasileiros.

"Foi meio a meio, mas abaixo da normalidade. Deixamos o Cruzeiro gostar do jogo, eles abriram o placar e poderiam ter feito até mais. Depois que marcamos o nosso gol é que lembramos que estávamos em um jogo de futebol, que temos que correr igual", reclamou o técnico Abel Braga na volta para o segundo tempo.

As broncas do treinador do Fluminense surtiram efeito positivo e a equipe carioca entrou na etapa final mais motivada. Logo aos 8min, Petkovic voltou a brilhar. O meia dominou fora da área, ameaçou chutar com a direita, cortou um defensor e, com a perna esquerda, acertou o ângulo, marcando o gol da virada.

Três minutos depois, o Fluminense teve falta pela direita e Petkovic cruzou na segunda trave para Igor. O zagueiro tocou de cabeça para o meio da área e Gabriel, livre, ampliou para o time carioca: 3 a 1.

Aos 14min, a vantagem do Fluminense se tornou também no número de jogadores em campo. Em seu jogo de estréia pelo Cruzeiro, Anderson acertou carrinho violento em Leandro e recebeu o cartão vermelho. Mas aos 22min, Wagner recebeu lançamento pela direita, invadiu a área e diminuiu a vantagem.

Após o susto, o Flu voltou a marcar. Aos 30min, Gabriel chutou cruzado, o goleiro espalmou e Juan, livre, finalizou em cima da defesa. No segundo rebote, Beto, que entrara no lugar de Leandro, marcou o seu quinto gol no Brasileiro: 4 a 2.

A goleada ficou ainda maior aos 37min, quando Gabriel aproveitou o rebote de Fábio em cobrança de falta de Preto Casagrande e tocou para o gol vazio. Quatro minutos depois, a situação cruzeirense tornou-se humilhante. Tuta foi lançado e, na saída do goleiro Fábio, marcou mais um: 6 a 2.

CRUZEIRO
Fábio, Maurinho, Moisés, Marcelo Batatais e Anderson; Maldonado, Diogo, Kelly (Martinez) e Wagner; Adriano (Lopes) e Adriano Louzada (Diego)
Técnico: Paulo César Gusmão

FLUMINENSE
Kleber, Gabriel, Gabriel Santos, Igor e Juan; Marcos Aurélio (Milton do Ó), Arouca, Felipe (Preto Casagrande) e Petkovic; Leandro (Beto) e Tuta
Técnico: Abel Braga

Local: estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Elvécio Zequetto (MS)
Assistentes: Paulo Cesar Pereira de Freitas (MS) e Paulino Mariano Fernandes (MS)
Cartões amarelos: Marcos Aurélio (F), Anderson (C), Preto Casagrande (F), Petkovic (F), Beto (F)
Cartão vermelho: Anderson (C)
Gols: Kelly, aos 14min, e Petkovic, aos 30min do primeiro tempo; Petkovic, aos 8min, Gabriel, aos 11min, Wagner, aos 22min, Beto, aos 30min, Gabriel, aos 37min, e Tuta, aos 41min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias