! Atlético-MG mantém seqüência e vence a Ponte Preta - 28/08/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  28/08/2005 - 17h53
Atlético-MG mantém seqüência e vence a Ponte Preta

Da Redação
Em São Paulo

Há 18 rodadas na zona do rebaixamento, o Atlético-MG esboça uma recuperação. A equipe mineira bateu a Ponte Preta por 1 a 0, neste domingo, no Mineirão, e chegou a uma seqüência de três vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro.

A vitória deixou o Atlético-MG com 22 pontos, na 20ª colocação. A equipe diminuiu a diferença para o 18º - agora o São Paulo, último time fora da zona do rebaixamento - para três pontos e pode deixar a situação de risco na próxima rodada.

Os jogadores do Atlético-MG acreditam que a equipe encontrou o caminho para deixar as últimas posições. "Com sacrifício e com luta, vamos conseguir reverter este quadro", disse o atacante Catanha.

Enquanto isso, o time de Campinas continua seu jejum. Após liderar a competição por oito rodadas consecutivas, a Ponte caiu de produção e amargou sua sétima derrota seguida.

VOLTA PARA CASA
A partida deste sábado marcou a volta de Estevam Soares ao comando da Ponte Preta. O treinador chegou a liderar o Brasileirão do ano passado com o time de Campinas, mas deixou o clube para dirigir o Palmeiras.

Seu substituto foi o atual técnico do Atlético-MG, Marco Aurélio. Porém, ele também não terminou a competição à frente da Ponte: deixou o clube para dirigir o Cruzeiro.
Nem a estréia de Estevam Soares no comando da equipe mudou a sorte do time. O treinador chegou para o lugar de Zetti, demitido após a longa série de resultados negativos - perdeu as quatro partidas que disputou como técnico do time paulista.

Apesar da derrota, a Ponte Preta mantém a nona colocação, com 33 pontos. Porém, a equipe de Campinas pode perder algumas posições até o término da rodada.

Por causa da Copa Sul-Americana e da partida da seleção brasileira pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006, a próxima rodada do Brasileirão ocorrerá daqui a dez dias. Será quando a Ponte Preta enfrentará o Paysandu, às 21h45, no estádio Mangueirão, em Belém.

No mesmo dia, às 16h, o Atlético-MG pega o Brasiliense na Boca do Jacaré, em Taguatinga.

O jogo
"Vamos pressionar desde o início", avisou Catanha, antes da partida. E foi isso que o Atlético-MG fez no começo do primeiro tempo. Logo aos 4min de jogo, o time mineiro teve grande chance de abrir o placar. Após grande jogada, Marques cruzou da esquerda e Catanha cabeceou forte. A bola passou por Lauro mas Galeano, em cima da linha, afastou o perigo.

Sempre pelas laterais, o Atlético-MG chegou com facilidade ao gol da Ponte. Dessa maneira, os mineiros abriram o placar. Aos 17min, Marques tomou a bola na esquerda, avançou até a área e tocou para Rubens Cardoso, livre, chutar forte para as redes.

MARCAÇÃO DA TORCIDA
O meio-campo Walker foi o único jogador do Atlético-MG que não saiu satisfeito do Mineirão.

O jogador, que agrediu um torcedor que invadiu o campo na derrota para o Vasco, foi vaiado e xingado por parte da torcida do clube mineiro em vários lances em que pegou na bola.
Após o gol, o Atlético-MG recuou e passou a explorar os contra-ataques. Aos 30min, em uma jogada rápida, Luis Mário recebeu sozinho na direita da área, driblou Lauro, mas perdeu o ângulo e chutou para fora.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Marco Aurélio orientou seus jogadores para voltarem a pressionar a Ponte. Com isso, os mineiros passaram a ter maior posse de bola e a criar várias chances de gol.

Aos 10min, o time de Campinas contou com a sorte para evitar o segundo gol. Catanha recebeu na direita da área, bateu forte, a bola desviou em Galeano e acertou a trave esquerda de Lauro. No lance seguinte, Marques cruzou da esquerda e Luis Mário, de voleio, obrigou o goleiro da Ponte a fazer boa defesa.

Mas a pressão não durou muito e o Atlético-MG voltou a recuar. Com isso, a Ponte criou sua primeira chance real de gol. Aos 21min, após bela tabela de cabeça na área, Gileno chutou à direita de Bruno.

Com o recuo dos mineiros, a Ponte melhorou no jogo e teve um gol anulado. Após lançamento, Izaías recebeu cara-a-cara com Bruno, driblou o goleiro e tocou para o gol. Porém, o auxiliar marcou impedimento.

Mesmo com a pressão no final da partida, a Ponte não conseguiu criar boas chances e não teve forças para empatar.

ATLÉTICO-MG
Bruno; Leandro Castan, Cáceres e Lima; George Lucas (Henrique), Walker, Zé Antônio, Luís Mário (Édson Araújo) e Rubens Cardoso; Marques e Catanha (Éder Luis)
Técnico: Marco Aurélio

PONTE PRETA
Lauro; Rissutt (Luciano Baiano), Galeano, Thiago Matias e Bruno (Gabriel); Rafael Ueta, André Silva, Everton e Carlinhos; Izaías e Evando (Gileno)
Técnico: Estevam Soares

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (FIFA-RJ)
Auxiliares: Aristeu Leonardo Tavares (FIFA-RJ) e Hilton Moutinho Rodrigues (FIFA-RJ)
Cartões Amarelos: Rissutt (P), Gileno (P), Rubens Cardoso (A)
Gol: Rubens Cardoso, aos 17min do primeiro tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias