! Goiás derrota São Caetano e assume liderança provisória - 27/08/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  27/08/2005 - 17h53
Goiás derrota São Caetano e assume liderança provisória

Da Redação
No Rio de Janeiro

Pelo menos até este domingo, o Goiás é o novo líder do Campeonato Brasileiro. Jogando fora de casa, o time alviverde bateu o São Caetano por 1 a 0, na tarde deste sábado, no estádio Anacleto Campanella.

GOIÁS COM GENINHO
AdversárioPlacarData
Internacional (f)3 x 220/7
Fortaleza (c)2 x 123/7
Fluminense (f)1 x 127/7
Atlético-MG (c)3 x 130/7
Atlético-PR (f)0 x 13/8
São Paulo (f)1 x 07/8
Juventude (c)1 x 011/8
Flamengo (c)2 x 014/8
Corinthians(f)1 x 121/8
Paraná (c)1 x 124/8
São Caetano (f)1 x 011/8
O time de Geninho chegou aos 41 pontos e só perderá a ponta caso Corinthians ou Santos vençam Botafogo e Coritiba, respectivamente, no complemento da 23ª rodada.

O Goiás vinha de duas tentativas frustradas de alcançar o topo da classificação. Anteriormente, empatara com Corinthians (1º) e Paraná (4º) e não atingiu o objetivo. Entretanto, na terceira oportunidade, a equipe não foi brilhante, mas bateu o São Caetano sem grandes dificuldades. O gol foi marcado por Leandrinho, no primeiro tempo.

"Fico feliz pela liderança. Agora vou torcer contra Santos e Corinthians", declarou o atacante Souza. O time goiano está em ascensão desde a chegada de Geninho, no fim de julho. Ele tem um retrospecto de sete vitórias, três empates e apenas uma derrota.

Por outro lado, o São Caetano continua afundando na tabela, após colecionar a terceira derrota consecutiva. O time segue estacionado nos 32 pontos e segue fora da zona de classificação da Copa Sul-Americana.

Ofendido pela torcida neste sábado, o técnico Levir Culpi não vive situação confortável no comando. "Não tivemos atenção, o time estava desligado. Agora temos que correr atrás", disse Triguinho.

Agora, o Brasileiro terá uma pausa de dez dias por causa do jogo da seleção brasileira pelas eliminatórias para a Copa do Mundo. Quando retornar, o Goiás enfrentará o Figueirense, dia 7 de setembro, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Também fora de casa, o São Caetano medirá forças contra o Fortaleza.

QUEDA LIVRE
Quando Levir Culpi assumiu, o São Caetano estava no rastro do bloco principal do Campeonato Brasileiro. Porém, oito rodadas depois, o time está a nove pontos de distância do líder provisório (Goiás).

O retrospecto do treinador é de quatro derrotas, dois empates e duas vitórias.
O jogo
Apesar de atuar fora de casa, o Goiás não se intimidou e dominou os minutos iniciais. Trocando passes no meio-campo, a primeira chance aconteceu aos 8min, quando Paulo Baier cruzou e Souza cabeceou para fora.

Depois do domínio inicial dos visitantes, o jogo se estabilizou em um ritmo sonolento. Os dois times pecaram na troca de passes e cometeram muitas faltas. Antes mesmo dos 30min, o árbitro Marco Antônio Café já havia mostrado quatro cartões amarelos.

O estado de letargia da partida terminou bruscamente aos 32min. Jadílson fez jogada insinuante pela esquerda e cruzou para a área. Na segunda trave, Leandrinho recebeu livre, dominou e tocou com tranqüilidade no canto esquerdo de Sílvio Luiz.

Em desvantagem, o São Caetano esboçou um espasmo aos 41min. O lateral-direito Renaldo chutou de fora da área e Harlei fez a defesa com dificuldade.

No segundo tempo, o Goiás continuou superior e aos 5min, Souza chutou uma bola com muito perigo. Inconformado com a passividade, Silvio Luiz repreendeu os jogadores de seu time.

Porém, a chamada de atenção não surtiu efeito. Aos 13min, Rodrigo Tabata entrou livre e chutou da entrada da área. Silvio Luiz defendeu. Com pouco poder ofensivo, o São Caetano criou uma chance aos 21min. Após cruzamento de Raulen, Dimba cabeceou para fora.

Os dois times alternaram o comando das ações ofensivas e desperdiçaram chances. Aos 32min, Raulen chutou e Harlei defendeu. Um minuto depois, Souza respondeu nas mãos do goleiro do São Caetano.

Aos 35min, Triguinho cruzou e Márcio Mixirica completou com a mão para as redes. Atentamente, o árbitro paralisou o lance e deu amarelo para o atacante.

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Renaldo (Raulen), Douglas, Tiago e Triguinho;, Zé Luís, Claudecir (Canindé), Pingo e Márcio Richardes; Jean (Márcio Mixirica) e Dimba
Técnico: Levir Culpi

GOIÁS
Harlei; André Dias, Júlio Santos e Rogério Corrêa; Paulo Baier, Cléber, Tiago, Rodrigo Tabata (Rafael Dias) e Jadílson; Souza e Leandrinho (Jorge Mutt)
Técnico: Geninho

Data: 27/8/2005
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP)
Árbitro: Marco Antônio Barros Café (DF)
Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e Eremílson Xavier Macedo (DF)
Cartões amarelos: Claudecir (S), André Dias (G), Rogério Corrêa (G), Tiago (S), Tiago (G), Triguinho (S), Márcio Mixirica (S), Rodrigo Tabata (G), Douglas (S)
Gol: Leandrinho, aos 32min do primeiro tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias