! Atlético-MG bate Juventude, mas segue mal no BR - 20/08/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  20/08/2005 - 17h54
Atlético-MG bate Juventude, mas segue mal no BR

Da Redação
Em São Paulo

Um gol marcado por Quirino aos 42min do segundo tempo garantiu a vitória por 2 a 1 do Atlético-MG sobre o Juventude, nesta tarde de sábado, em Belo Horizonte, no encerramento do primeiro turno. Este triunfo evitou que o time mineiro completasse um mês sem vencer no Campeonato Brasileiro, mas não amenizou sua situação, que segue delicada.

"Tive a oportunidade de entrar, estar bem posicionado ali e fazer o gol para ajudar o Atlético a sair dessa situação. Mas ainda não está bom, temos mais jogos pela frente e temos que conquistar mais pontos", disse o avante, que deve se transferir para o futebol espanhol.

FIM DO JEJUM MINEIRO

Adversário

Placar

Data

Palmeiras0 x 124/07
São Paulo 0 x 027/07
Goiás1 x 330/07
Paysandu2 x 203/08
Fluminense1 x 207/08
Coritiba0 x 110/08
Vasco1 x 214/08
Juventude2 x 120/08
A equipe alvinegra deixou a lanterna da competição, mas pode voltar para ela caso o Paysandu empate ou vença o Flamengo neste domingo - mineiros e paraenses possuem 16 pontos cada, porém o Atlético-MG leva vantagem no saldo de gols (menos oito contra menos 15).

Já o Juventude mantém a instabilidade desde a chegada do técnico Sebastião Lazaroni. Com mais este tropeço, os gaúchos seguem com 29 pontos e fora do grupo que vai à Copa Sul-Americana na temporada seguinte.

O clube de Caxias do Sul, aliás, não conseguiu se encontrar no torneio desde a saída do técnico Ivo Wortmann. Com Lazaroni, o time acumulou seu quarto resultado negativo (tem ainda um empate e uma vitória).

A vitória deste sábado acabou com uma seqüência negativa dos mineiros no Nacional-05. O time não vencia desde o dia 20 de julho, data na qual goleou o Fortaleza por 4 a 1, no Ceará. Neste período, foram dois empates e cinco derrotas - a última delas contra o Vasco por 2 a 1. Além disso, a equipe de Minas conquista a primeira vitória com Marco Aurélio Moréia, que havia perdido os três primeiros jogos.

O Atlético-MG volta a campo na próxima quinta-feira para enfrentar o Figueirense, às 20h30, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Juventude recebe o Corinthians, quarta-feira, às 21h45, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

O jogo
Pressionado pela má situação que vive no Brasileirão, o Atlético-MG não começou bem o jogo desta tarde. Nervosos, os jogadores erraram passes em demasia, enquanto o Juventude teve o domínio da partida e chegou com facilidade ao campo de ataque. Principalmente pelo espaço deixado entre os três zagueiros adversários, que não foi aproveitado.

ESTRÉIA SANGRENTA
Após ser atendido fora do gramado por causa de um corte na cabeça, o atacante Catanha foi impedido pelo árbitro Paulo César Oliveira (SP) de retornar por sua camisa estar manchada de sague.

Sem opção, o estreante jogador foi ao banco de reservas e pegou a camisa de número 15, que era vestida pelo volante Walker. Na volta do intervalo, Catanha reapareceu com a 11.
Tanto que aos 23min foi o time anfitrião que abriu o placar. Depois de uma falha do zagueiro Éderson, que não conseguiu afastar a bola da defesa, o atacante Catanha se antecipou ao goleiro Doni e tocou de cabeça para Marques completar para o gol vazio.

Melhor em campo e em desvantagem, o Juventude ameaçou aos 28min. Tucho cobrou falta por cima da barreira e obrigou o estreante Bruno a fazer bela defesa no ângulo esquerdo, evitando o empate.

Apesar do gol, o Atlético-MG não conseguiu se organizar melhor no setor defensivo. Bom para o time de Caxias do Sul, que aproveitou para empatar aos 33min. Zé Carlos recebeu ótimo lançamento de Magal entre a defesa e tocou no canto esquerdo da meta.

Seis minutos mais tarde, o Juventude quase virou. Zé Carlos deu belo passe para Daniel Lins bater cruzado pela esquerda. A bola passou na frente de Marcelinho e foi pela linha de fundo.

Na saída do intervalo, o meia Fábio Baiano reclamou com os torcedores. "Estou pedindo apoio e não vaia. Com eles fazendo isso, as coisas só vão piorar", desabafou.

Na volta do intervalo, o Atlético-MG reapareceu atuando da mesma forma. A primeira boa chance veio com o Juventude. Aos 13min, Tucho fez boa jogada individual e bateu rasteiro da entrada da área. Bruno, bem colocado, defendeu no canto esquerdo.

A partir dos 20min, os mineiros entraram em desespero. Com o estreante Catanha rendendo abaixo do esperado, o técnico Marco Aurélio Moreira optou pela entrada de Quirino.

A mudança surtiu efeito e o avante marcou o gol da vitória aos 42min. Fábio Baiano cruzou da direita e ele cabeceou forte no canto esquerdo do goleiro Doni.

ATLÉTICO-MG
Bruno; Leandro Castan, Cáceres e Lima; Rodrigo Dias (Éder Luís), Amaral, Fábio Baiano, Tchô (Walker) e Rubens Cardoso; Catanha (Quirino) e Marques
Técnico: Marco Aurélio

JUVENTUDE
Doni; Éderson, Antônio Carlos e Daniel; Magal, Leandro Moreno, Bruno Lança (Chicão), Tucho (Juliano) e Daniel Lins (Túlio Souza); Zé Carlos e Marcelinho
Técnico: Sebastião Lazaroni

Local: estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Auxiliares: Marinaldo Silvério (SP) e Márcio Luiz Augusto (SP)
Cartões amarelos: Éderson (J), Amaral (A)
Cartão vermelho: Éderson (J)
Gols: Marques, aos 23min, e Zé Carlos, aos 32min do primeiro tempo; Quirino, aos 42min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias